Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Avaliação Formativa III - Realize uma pesquisa para explicar como acontecem os três tipos mais comuns de gêmeos que se conhece.

Avaliação Formativa III - Realize uma pesquisa para explicar como acontecem os três tipos mais comuns de gêmeos que se conhece.

Ratings: (0)|Views: 1 |Likes:
Published by inespeccebr

More info:

Published by: inespeccebr on Apr 28, 2013
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/03/2014

pdf

text

original

 
FACULDADE INTEGRADA DA GRANDE FORTALEZALICENCIATURA PLENA EM BIOLOGIACESAR AUGUSTO VENANCIO DA SILVAProf. Dr. Rickardo Léo Ramos GomesAvaliação Formativa III - Realize uma pesquisa para explicar como acontecem os trêstipos mais comuns de gêmeos que se conhece.Chama-se gêmeos a dois ou mais irmãos que nascem de uma mesma gestação da mãe, podendo ser idênticos ou não. Por extensão, as crianças nascidas de partos triplos,quádruplos ou mais também são chamados de gêmeos/gémeos.Apesar de não haver umaestatística precisa, estima-se que uma em cada 85 gravidez é gemelar(Grávida dequadrigêmeos, mulher vira atração em Taubaté, Terra Networks, acessado em 28 defevereiro de 2013).Existem três tipos de gêmeos: os univitelinos, os bivitelinos, e os xipófagos.Como será nascer com uma cópia idêntica a si mesmo, mesmo que aos poucos ela vá semodificando? Porque essas pessoas aparentemente iguais e fruto da mesma gestaçãoreagem de forma diferente diante dos estímulos recebidos e desenvolvem personalidades distintas? Como se sentirão os gêmeos dizigóticos, aqueles gerados por dois óvulos e dois espermatozóides, portanto com carga genética distinta, que não sãonecessariamente parecidos, mas que estiveram juntos desde o útero materno? Gêmeossempre despertam curiosidade, especialmente os univitelinos que são monozigóticos,isto é, formados a partir da divisão de um único óvulo fecundado por um sóespermatozóide. A gestação gemelar tem características particulares e implicaseguimento mais cuidadoso por parte do médico e da própria gestante. Dificilmenteatinge as quarenta semanas previstas porque a capacidade de distensão do útero vai atécerto ponto e a maioria dos partos é feita por via alta, ou seja, por cesariana.
Gêmeos univitelinos.
Quando um óvulo é produzido e fecundado por um só espermatozóide e se divide emduas culturas de células completas, dá origem aos gêmeos idênticos, ou monozigóticos,ou univitelinos. Sempre possuem o mesmo sexo. Os gêmeos idênticos têm o mesmogenoma, e são clones um do outro. Apenas um terço das gestações são de gêmeos
 
univitelinos. Apesar de serem considerados clones, gêmeos idênticos não possuem asmesmas impressões digitais. Isso se deve ao fato de que, mesmo em um pequeno espaçodentro do útero materno, as pessoas tem contato com partes diferentes desse ambiente, oque confere pequenas variações nas digitais dos mesmos, tornando-os únicos.
Gêmeos bivitelinos.
Os gêmeos bivitelinos são dizigóticos ou multivitelinos, ou seja, são formados a partir de dois óvulos. Nesse caso são produzidos dois ovócitos e esses são fecundados por doisespermatozóides, formando assim, dois embriões. Quase sempre são formados em placentas diferentes e não dividem o saco amniótico. Os gêmeos fraternos não seassemelham muito entre si, podem ter, ou não, o mesmo fator sanguíneo e podem ser domesmo sexo ou não. Também são conhecidos como gêmeos diferentes. Na verdade sãodois irmãos comuns que tiveram gestação coincidente. Representam 66% de todas asgestações gemelares, e neste tipo de gestação, um terço tem sexos diferentes, enquantodois terços o mesmo sexo. Um em cada um milhão de gêmeos deste tipo têm coresdiferentes, mesmo sendo do mesmo pai. É possível gêmeos fraternos terem paisdiferentes.
Gêmeos Xipófagos.
Os gêmeos xifópagos, ou siameses, são monozigóticos, ou seja, formados a partir damesma célula ovo. Em geral, em pouco mais de uma semana o embrião se separa emdois, mas se essa divisão demorar mais que 12 dias, será tarde demais e as célulasacabarão formando partes do corpo ou órgãos em comum aos dois. Quando issoacontece em partes vitais como pulmão, coração ou cérebro, um dos gêmeos tem de ser sacrificado. Se não, podem ser separados cirurgicamente. O embrião de gêmeosxifópagos é, então, constituído de apenas uma massa celular, sendo desenvolvido namesma placenta, com o mesmo saco aminiótico. Estima-se que dentre 40 gestaçõesgemelares monozigóticas, uma resulta em gêmeos interligados por não separaçãocompleta. Num outro tipo de gêmeos xipófagos (hoje sabidamente mais comum) aunião acontece depois, ou seja, são gêmeos idênticos separados que se unem em algumagase da gestação por partes semelhantes: Cabeça com cabeça; Abdomen com abdomen; Nádegas com nádegas, etc. Quando vemos alguma noticia de gêmeos que fora"separados" por cirurgia, trata-se, quase sempre, de um caso deste. Do ponto de vistamédico, os casos de siameses compõem o interessante capítulo da embriologia chamado
 
"teratologia". Nela se estudam as anormalidades anatômicas acusadas em um únicoindivíduo ou em duplos. Teríamos na classificação principal os "monstros de eixoscorporais paralelos" (teratópagos), os em forma de "Y", "Y" invertido e os parasitários. Nos primeiros, conforme as partes do corpo ligadas, existem várias classificações e sub-classificações. Teríamos os toracópagos (ligados pelo tórax), os esternópagos (ligados pelo osso externo) os cefalotoracópagos (ligados pela cabeça e tórax), os metópagos(ligados pela face) e os pigópagos (ligados pelo dorso). Naqueles em forma de "Y", háuma bifurcação a partir de certo ponto do eixo do corpo, isto é, duas cabeças e doistroncos para um par de pernas. Nos "Y" invertidos, há uma cabeça e tronco e pares demembros duplos. No grupo dos parasitários, um dos indivíduos é atrofiado e parasita ooutro, que, em geral, é bem desenvolvido e proporcionado(Referências: Silent Cry -Althea Hayton; Untwinned - Althea Hayton; Un seul être vous manque..; Auriez-vouseu un jumeau ? de Claude Imbert; Le syndrome du jumeau perdu - Alfred Austermann;Der Verlorene Zwilling - Evelyne Steinemann; My twin vanished,did yours? - Brent H.Babcock; Twins - From Fetus to Child, Alessandra Pointelli; Twins in the World: TheLegends They Inspire and the Lives They Lead, Alessandra Pointelli; Gesucht: Meinverlorener Zwilling, Barbara Schlochow; Am Anfang waren wir zu zweit: Ein Buch für verlassene Zwillingskinder, Uta Fischer, Ilka-Maria Thurmann).

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->