Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
0Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
02787_11_Decisao_cbarbosa_APL-TC.pdf

02787_11_Decisao_cbarbosa_APL-TC.pdf

Ratings: (0)|Views: 0 |Likes:

More info:

Published by: Tribunal de Contas do Estado da Paraíba on May 03, 2013
Copyright:Public Domain

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/03/2013

pdf

text

original

 
 TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO
PROCESSO TC N.º 02787/11
Objeto: Recurso de ReconsideraçãoRelator: Auditor Renato Sérgio Santiago MeloImpetrante: Manoel de AraújoProcurador: André Luiz de Oliveira EscorelInteressada: Cynthia Dallanna Alves da FonsecaEMENTA: PODER LEGISLATIVO MUNICIPAL – PRESTAÇÃO DECONTAS ANUAIS – PRESIDENTE DE CÂMARA DE VEREADORES –ORDENADOR DE DESPESAS – CONTAS DE GESTÃO –IRREGULARIDADE – IMPUTAÇÃO DE DÉBITO E IMPOSIÇÃO DEPENALIDADE – FIXAÇÕES DE PRAZOS PARA RECOLHIMENTOS –RECOMENDAÇÕES – REPRESENTAÇÃO – INTERPOSIÇÃO DERECURSO DE RECONSIDERAÇÃO – REMÉDIO JURÍDICOESTABELECIDO NO ART. 31, INCISO II, C/C O ART. 33, AMBOS DALEI COMPLEMENTAR ESTADUAL N.º 18/93 – Elementos probatórioscapazes de eliminar a imputação de débito e a aplicação de multa.Permanência de eivas que, no presente caso, não comprometemintegralmente o equilíbrio das contas. Conhecimento e provimentoparcial do recurso. Regularidade com ressalvas. Restrição doart. 140, parágrafo único, inciso IX, do Regimento Interno doTCE/PB. Afastamento da imputação de débito e da penalidadeaplicada. Eliminação da representação. Manutenção das demaisdeliberações consignadas no aresto. Remessa dos autos àCorregedoria da Corte. ACÓRDÃO APL – TC – 00216/13 Vistos, relatados e discutidos os autos do
RECURSO DE RECONSIDERAÇÃO 
interposto peloex-Presidente do Poder Legislativo do Município de Juru/PB, Sr. Manoel de Araújo, em faceda decisão desta Corte de Contas, consubstanciada no
 ACÓRDÃO APL – TC – 00015/13 
, de16 de janeiro de 2013, publicado no Diário Oficial Eletrônico do TCE/PB de 23 de janeiro domesmo ano, acordam os Conselheiros integrantes do
TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DA PARAÍBA 
, após pedido de vista do Conselheiro André Carlo Torres Pontes, com a declaraçãode impedimento do Conselheiro Antônio Nominando Diniz Filho e a convocação doConselheiro Substituto Antônio Cláudio Silva Santos, em sessão plenária realizada nestadata, em tomar conhecimento do recurso, diante da legitimidade do recorrente e datempestividade de sua apresentação, e, no mérito, pelo seu provimento parcial para:1) Por unanimidade, na conformidade da proposta de decisão do relator,
JULGAR REGULARES COM RESSALVAS 
as contas do ex-ordenador de despesa da Câmara Municipalde Juru/PB, Sr. Manoel de Araújo, relativas ao exercício financeiro de 2010.2) Por unanimidade, também na conformidade da proposta de decisão do relator,
INFORMAR 
à supracitada autoridade que a decisão decorreu do exame dos fatos e dasprovas constantes dos autos, sendo suscetível de revisão se novos acontecimentos ou
 
 TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO
PROCESSO TC N.º 02787/11
achados, inclusive mediante diligências especiais do Tribunal, vierem a interferir, de modofundamental, nas conclusões alcançadas.3)
 
Por unanimidade, igualmente na conformidade da proposta de decisão do relator,
DESCONSTITUIR A IMPUTAÇÃO 
de débito, no montante de R$ 7.624,16, concernente aolançamento de recolhimentos previdenciários sem comprovação, e, como consequência,
ELIMINAR A FIXAÇÃO 
de prazo para o recolhimento do valor.4) Por maioria, vencida a proposta de decisão do relator e o voto do Conselheiro Arnóbio Alves Viana, na conformidade das divergências dos Conselheiros André Carlo Torres Pontes eUmberto Silveira Porto, bem como do Conselheiro Substituto Antônio Cláudio Silva Santos,
SUPRIMIR A MULTA 
de R$ 4.150,00 (quatro mil, cento e cinquenta reais) e,consequentemente, o lapso temporal para o seu pagamento.5) Por unanimidade, na conformidade da proposta de decisão do relator,
RETIRAR 
adeterminação de remessa de peças dos autos à Procuradoria Geral de Justiça do Estado daParaíba e
MANTER 
as recomendações cabíveis.6) Por unanimidade, da mesma forma, na conformidade da proposta de decisão do relator,
 
REMETER 
os autos do presente processo à Corregedoria deste Sinédrio de Contas para asprovidências que se fizerem necessárias.Presente ao julgamento o Ministério Público junto ao Tribunal de ContasPublique-se, registre-se e intime-se.
TCE – Plenário Ministro João Agripino
João Pessoa, 02 de maio de 2013 ASSINADO ELETRONICAMENTE NO FINAL DA DECISÃO
Conselheiro Fábio Túlio Filgueiras Nogueira
Presidente
 ASSINADO ELETRONICAMENTE NO FINAL DA DECISÃO
 Auditor Renato Sérgio Santiago Melo
Relator
Presente:
 
Representante do Ministério Público Especial
 ASSINADO ELETRONICAMENTE NO FINAL DA DECISÃO
 
 TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO
PROCESSO TC N.º 02787/11
RELATÓRIO AUDITOR RENATO SÉRGIO SANTIAGO MELO (Relator): Esta Corte, ao analisar as contas degestão do ex-Presidente da Câmara Municipal de Juru/PB, Sr. Manoel de Araújo, relativas aoexercício financeiro de 2010, em sessão plenária realizada em 16 de janeiro de 2013,mediante o
 ACÓRDÃO APL – TC – 00015/13 
, fls. 87/99, publicado no Diário Oficial Eletrônicodo TCE/PB de 23 de janeiro do mesmo ano, decidiu: a) julgar irregulares as referidas contas;b) imputar débito ao antigo gestor da Edilidade no montante de R$ 7.624,16respeitantes aolançamento de recolhimentos previdenciários sem comprovação; c) fixar prazo pararecolhimento da dívida; d) aplicar multa ao administrador Casa Legislativa em 2010 no valorde R$ 4.150,00; e) assinar lapso temporal para pagamento da penalidade; f) fazerrecomendações ao atual Chefe do Parlamento Mirim; e g) efetivar a devida representação. A supracitada decisão teve como base as seguintes irregularidades remanescentes:a) gastos com folha de pagamento em percentual superior ao determinado pela CartaMagna; b) preenchimento do quadro de pessoal apenas com servidores comissionados; ec) registro de despesas com recolhimentos securitários sem comprovação no montante deR$ 7.624,16.Não resignado, o Sr. Manoel de Araújo interpôs, em 04 de fevereiro de 2013, recurso dereconsideração. A referida peça processual está encartada aos autos, fls. 102/142, onde oex-Presidente do Poder Legislativo juntou documentos e alegou, sumariamente, que: a) em2010 foi pago salário maternidade à Vereadora SOLANGE MARIA FÉLIX BARBOSA(R$ 2.200,00) e à servidora ELINEIDE RAMOS DA ROCHA (R$ 3.750,00), perfazendo umtotal de R$ 5.950,00; b) foi repassada ao Instituto Nacional do Seguro Social – INSS aquantia devida, subtraída a importância paga pelo empregador atinente ao citado benefícioprevidenciário como compensação; e c) a quantia restante de R$ 1.674,16 para completar acomprovação dos recolhimentos previdenciários decorre da parcela incidente sobre o décimoterceiro salário, que ainda não tinha sido apresentada. Ato contínuo, o álbum processual foi encaminhado aos técnicos do Grupo Especial de Auditoria GEA, que, ao esquadrinharem a referida peça recursal, emitiram relatório,fls. 148/152, onde opinaram, em preliminar, pelo conhecimento do recurso dereconsideração, porquanto satisfeitos os requisitos de admissibilidade acerca da legitimidadedo recorrente e da tempestividade do pedido, e, quanto ao mérito, pelo seu provimento nosentido de excluir do rol de irregularidades o item concernente ao registro de despesas comrecolhimentos securitários sem comprovação no montante de R$ 7.624,16, conformedocumentação trazida aos autos pelo interessado, mantendo-se os demais termos dadecisão ora combatida.Instado a se pronunciar, o Ministério Público junto ao Tribunal de Contas emitiu parecer,fls. 154/159, onde alvitrou, em preliminar, pelo conhecimento do presente recurso, poratender aos pressupostos de admissibilidade, e, no mérito, pela procedência parcial dopedido, apenas para excluir a imputação de débito no valor de R$ 7.624,16, devendo sermantidos os demais termos do Acórdão APL – TC – 00015/13.

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->