Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
12Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Motivação e produção científico-acadêmica: o impacto das novas tecnologias da informação e da comunicação sob o ponto de vista de autores

Motivação e produção científico-acadêmica: o impacto das novas tecnologias da informação e da comunicação sob o ponto de vista de autores

Ratings:

5.0

(1)
|Views: 1,979 |Likes:
Published by pzeni
Apresenta abordagem relacionada à comunicação científica, sua dinâmica e seus modelos, assim como a representatividade — sob o ponto de vista dos autores — do impacto das novas tecnologias da informação e da comunicação (NTICs) no âmbito da comunicação científica, incluindo-se, ainda, os principais fatores que motivam acadêmicos, cientistas e pesquisadores a apresentarem trabalhos em eventos científicos. Trata-se de um embasamento teórico, de proposta metodológica e de resultados preliminares de pesquisa, cuja próxima etapa (abril de 2006) se configurará na aplicação de um instrumento de coleta de dados em um universo de autores, nas áreas de Ciência da Informação, Biblioteconomia e Comunicação Social, que apresentaram trabalhos em eventos nestas áreas entre os anos de 2000 a 2005.
Apresenta abordagem relacionada à comunicação científica, sua dinâmica e seus modelos, assim como a representatividade — sob o ponto de vista dos autores — do impacto das novas tecnologias da informação e da comunicação (NTICs) no âmbito da comunicação científica, incluindo-se, ainda, os principais fatores que motivam acadêmicos, cientistas e pesquisadores a apresentarem trabalhos em eventos científicos. Trata-se de um embasamento teórico, de proposta metodológica e de resultados preliminares de pesquisa, cuja próxima etapa (abril de 2006) se configurará na aplicação de um instrumento de coleta de dados em um universo de autores, nas áreas de Ciência da Informação, Biblioteconomia e Comunicação Social, que apresentaram trabalhos em eventos nestas áreas entre os anos de 2000 a 2005.

More info:

Categories:Types, Research
Published by: pzeni on Apr 06, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial Share Alike

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF or read online from Scribd
See more
See less

05/10/2014

pdf

 
Motivação e Produção Científico-Acadêmica: o Impacto das Novas Tecnologias daInformação e da Comunicação sob o Ponto de Vista de Autores
1
 
2
 
Patricia Zeni MarchioriAnderson Adami
 
Resumo:
Apresenta abordagem relacionada à comunicação científica, sua dinâmica e seusmodelos, assim como a representatividade — sob o ponto de vista dos autores — do impactodas novas tecnologias da informação e da comunicação (NTICs) no âmbito da comunicaçãocientífica, incluindo-se, ainda, os principais fatores que motivam acadêmicos, cientistas epesquisadores a apresentarem trabalhos em eventos científicos. Trata-se de um embasamentoteórico, de proposta metodológica e de resultados preliminares de pesquisa, cuja próxima etapa(abril de 2006) se configurará na aplicação de um instrumento de coleta de dados em umuniverso de autores, nas áreas de Ciência da Informação, Biblioteconomia e ComunicaçãoSocial, que apresentaram trabalhos em eventos nestas áreas entre os anos de 2000 a 2005.
Palavras-chave:
motivação e produção científico-acadêmica; comunicação científica;tecnologias da informação e da comunicação; eventos científicos.
INTRODUÇÃO
Durante as diversas fases que compõem uma pesquisa científica, o pesquisadornecessita apresentar, com freqüência, os seus avanços aos pares, utilizando-se, para tanto, de umsofisticado sistema de comunicação. Neste sistema, o pesquisador é compelido não somente adisseminar sua produção — através de diferentes canais — mas a usar a informação produzidapelos colegas. Em suma, a evolução de qualquer ramo da ciência depende desta posturaintrínseca do pesquisador: atualizar-se continuamente por meio dos conteúdos científicospublicados pelos pares, conteúdos estes que sustentam a sua própria produção científica, a qualtambém será disseminada para basear outras pesquisas.
1
 
Trabalho apresentado ao INTERCOM SUL (4 a 6 de maio de 2006) - GT 06 – Comunicação eTecnologia da Informação
2
 
Patricia Zeni Marchiori é Professor Adjunto IV do Departamento de Ciência e Gestão da Informação daUFPR, especialista em Gestão do Conhecimento em Ciências da Água, Hidrologia e Oceanografia(VUB/Bélgica), mestre em Ciência da Informação (UFRJ/IBICT) e doutora em Comunicação(ECA/USP).marchior.patricia@gmail.comAnderson Adami é estudante de Gestão da Informação, atuando como Gestor da Informação naorganização de congressos em Curitiba; e ministra cursos de extensão na área de
webdesign
pela UFPR.andersonadami@yahoo.com 
 
A comunicação científica, em si, representa uma área do conhecimento decomplexidade significativa no que diz respeito aos caminhos teóricos, epistemológicos epráticos, estabelecendo-se como uma disciplina de interesse da Ciência da Informação. Damesma forma, por envolver processos eminentemente comunicativos, está estreitamenterelacionada com a Ciência da Comunicação que, conforme esclarece Lopes (2004, p. 29), seconstitui em uma área “cujos problemas surgem como importantes nos mais diferentes domínios– economia, política, estética, educação, cultura etc – em que a pesquisa não pode ficarconfinada em uma única dimensão”. O ato de comunicar, entre diferentes sentidos e abordagens,é condição
sine qua non
para a existência do pensamento científico. É inegável que a informaçãoagrega valor somente mediante o seu uso e, para que possa ser útil, ela precisa ser comunicada.Portanto, comunicar a informação científica constitui uma regra essencial, conforme denotaMeadows (1999) ao afirmar que o aumento do conhecimento depende de sua comunicação. LeCoadic (1996, p. 27) observa ainda que “a informação é o sangue da ciência”, assim como “ainformação só interessa se circula, e, sobretudo, se circula livremente”. Neste aspecto, pode-sedizer que produzir informação e conhecimento é fundamental, mas comunicar o que se produz éimprescindível para o desenvolvimento da ciência. Portanto, informação e comunicação sãoáreas privilegiadas enquanto sujeito e objeto de pesquisa no que concerne à criação edisseminação de conhecimentos em espaços dinâmicos de aprendizagem.
ENCAMINHAMENTO METODOLÓGICO
É importante destacar que esta pesquisa está em andamento e pretende-se, nestemomento, especificar os grandes temas que envolvem a pesquisa de campo, que são: acomunicação científica, as NTICs enquanto fator de mudança nos fluxos e processos relativos àcomunicação científica, os eventos científicos enquanto canais de comunicação e osfatores/dimensões da motivação. A partir da identificação dos principais fatores que sustentam ointeresse de autores e pesquisadores a apresentarem trabalhos em eventos científicos (e aposterior escolha de outros canais mais formais de comunicação, tais como o periódicocientífico, capítulos e livros no todo), um instrumento de coleta de dados será aplicado para umuniverso de sujeitos autores de comunicações em eventos. A pesquisa de campo incluiráabordagens relativas aos impactos das NTICs nos processos motivacionais intrínsecos eextrínsecos dos entrevistados, o que revela uma preocupação na definição e aprimoramento deuma proposta metodológica voltada para fatores mais subjetivos (relativos ao contexto e aoprocesso de produção científica propriamente dito), temas normalmente não discutidos emabordagens tradicionais (bibliométricas, por exemplo).
 
Pretende-se trabalhar com um universo de autores de comunicações orais apresentadasem eventos científicos nas áreas de Ciência da Informação, Biblioteconomia e ComunicaçãoSocial, cujos trabalhos foram divulgados em anais eletrônicos (Internet e/ou CD-ROM) entre osanos de 2000 a 2005. No caso da área de Ciência da Informação e Biblioteconomia, será objetode estudo os trabalhos orais registrados em anais de edições do Seminário Nacional deBibliotecas Universitárias (SNBU) e do Congresso Brasileiro de Biblioteconomia eDocumentação e Ciência da Informação (CBBDC). Na área de Comunicação, a fonte de dadospara a localização dos autores são, igualmente, os trabalhos orais publicados nos anais de ediçõesde 2000 a 2005 do Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação (Intercom).Cada autor será contactado através do e-mail mais recente disponibilizado no(s)trabalho(s) identificados. Neste primeiro momento, não importa que o trabalho tenha autoriamúltipla, pois o que se pretende investigar são os fatores motivacionais individuais (incluindo-sequestionamentos de impacto das novas tecnologias), assim como alguns aspectos relacionados àtransição da comunicação oral para um artigo de periódico (ou outro veículo de formalização). Oinstrumento de coleta de dados (questionário semi-estruturado) será anexado ao e-mail, e oretorno dos autores será controlado em base de dados própria.Na seqüência do estudo, pretende-se trabalhar os dados entre as áreas definidas noescopo total do projeto, identificando-se os principais pontos de convergência/divergência eoferecendo pontos para ajustes e reflexão da produção científica em Ciência da Informação eComunicação.
A DINÂMICA DA COMUNICAÇÃO CIENTÍFICA
Entre os canais utilizados para comunicar o conhecimento científico, cita-se pelosmenos duas categorias: os canais formais e os informais. Os primeiros são assim denominadosporque respeitam procedimentos rigorosos para efetivar a comunicação, envolvendo a avaliaçãodos pares e, de fato, constituindo uma maneira de formalizar o conhecimento produzido para osmembros da comunidade científica. Mueller (2000) esclarece que os livros e os periódicoscientíficos são exemplos expressivos deste tipo de canal, mas que também pertencem a estacategoria a vasta documentação composta pela literatura cinzenta. Neste particular, Auger(1998), conceitua a literatura cinzenta como um tipo de literatura restrita aos meios em que éproduzida, sendo indisponível em formatos de publicação convencionais. Nos canais informais,conforme salienta Loureiro (2003), a informação é comunicada de forma restrita, obedecendogradualmente a procedimentos de formalização e avaliação. Como exemplo desta categoriapode-se citar os eventos científicos — os congressos, simpósios, encontros, colóquios, fóruns etc

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->