Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
131Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Relatório aula prática procariontes e Eucariontes

Relatório aula prática procariontes e Eucariontes

Ratings:

1.0

(1)
|Views: 61,188|Likes:
Published by Renas Pereira

More info:

Published by: Renas Pereira on Apr 13, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, DOC, TXT or read online from Scribd
See More
See less

03/25/2014

pdf

text

original

 
TÉCNICAS LABORATORIAIS DE BIOLOGIAESTUDOS DAS ESTRUTURAS PROCARIONTES EEUCARIONTESINTRODUÇÃO TEÓRICA
Em 1665, Robert Hooke observou em uma estrutura de cortiça, através de seumicroscópio rudimentar, pequenas câmaras vazias. Através desta deu-se seu nome decélula, pois pareciam salas vazias de um mosteiro. Após mais ou menos um século,quando biologistas tiveram acesso aos microscópios mais avançados, constataram queas células não eram vazias, pelo contrário, contiam um tipo de fluído viscoso, chamado protoplasma. Concluíram que os materiais contidos nas células eramsubstâncias diferentes que permitiam a elas viver e se reproduzir. As chamadasorganelas celulares.Este material vivo da célula é constituído de duas partes: o citoplasma, localizadofora do núcleo; e o nucleoplasma dentro do núcleo. Há bilhões de anos foi constatadoque a primeira célula era primitiva e muito simples, suas características não eramcomplexas, pois tem uma parede celular formada de protnas, lidios e polissacarídeos, além disso, possue pouca membrana citoplasmática (mesossomas emembranas fotossintéticas) que se originam da membrana plasmática, nelas tambémcontinham ribossomos e não possuíam um núcleo organizado, denominando-se células procarióticas ou procariontes.Após muitos estudos observaram outros tipos de células, e uma delas é a animal,constatando-se que eram mais complexas, apesar de não possuírem uma parede celular,mas possuía núcleo organizado. Denominaram eucariontes, que significa: núcleoverdadeiro, onde seu citoplasma é repleto de organelas revestidas por membrana, como por exemplo, o retículo endoplasmático. Possuíam ribossomos envolvidos na síntese de proteínas, são maiores e mais densos e encontrados nas mitocôndrias e cloroplastos.Com várias descobertas resolveram observar as células vegetais, observou-se queera muito semelhante com a animal, a principal discrepância é que possuíam uma parede celular simples, constituída de celulose. A seguir vamos observar esse três tiposde células com detalhes para maiores esclarecimentos.O estudo dessas estruturas se dará por microscópios ópticos, que permitem aumentosde até 1.500 vezes. Com esses aumentos, entretanto não é possível observar detalhes daestrutura celular. Ao microspio óptico também é possível visualizar certoscomponentes imersos no citoplasma e será utilizado o corante azul de metileno 0,1%, oscorantes foram introduzido nas análises ao microscópio a partir do século XIX, com afinalidade de evidenciar as estruturas celulares.3
 
OBJETIVO:
Observar as estruturas celulares procariontes e eucariontes e diferencia-las.
Atividade 1 :
Observação das células do tecido epitelial da boca
Materiais e Reagentes:
Espátula
Lâmina
Lamínula
Azul de metileno 0,1%
Microscópio óptico
Béquer 
Papel absorvente
Células do tecido epitelial da boca
Conta gotas
Metodologia:
1- Com uma espátula raspa-se levemente a mucosa bucal2- Limpa-se a lâmina com papel absorvente3- Espalha-se sobre a lâmina o material colhido (esfregaço de células da mucosa bucal)4- Coloca-se uma gota do corante azul de metileno5- Cobre-se sobre o esfregaço uma lamínula com um ângulo de 45º6- Retira-se o excesso de corante com papel absorvente7- Observa-se ao microscópio com as objetivas 40x, 100x e 400x, respectivamente.8- Anotam-se os resultados obtidos9- Retira-se a lamínula e descarta em um béquer com água10- Descarta-se a lâmina em outro béquer com água.
Atividade 2:
Observação das células do bulbo da cebola (Allium cepa)
Materias e Reagentes:
Lâmina
Lamínula
Corante azul de metileno 0,1%
Pinça anatômica
Células do bulbo da cebola
Béquer 
Papel absorvente
Microscópio óptico
Conta gotas
Metodologia:
4
 
1- Retira-se com uma pinça, a parte interna de uma escama, uma película delicada que arecobre: é a epiderme.2- Limpa-se lâmina com papel absorvente2- Coloca-se essa película na lâmina3- Coloca-se uma gota do corante azul de metileno4- Cobre-se a película com a lamínula com um ângulo de 45º5- Retira-se o excesso de corante com papel absorvente6- Observa-se ao microscópio com as objetivas 40x, 100x e 400x, respectivamente.7- Anotam-se os resultados obtidos10- Retira-se a lamínula e descarta em um béquer com água11- Descarta-se a lâmina em outro béquer com água.
Atividade 3:
Observação da Bactéria
 Escherichia coli 
Materiais e Reagentes:
Lâmina com preparação definitiva
Microscópio
Papel absorvente
Óleo
Caixa (para armazenamento da lâmina)
Metodologia:
1- Retira-se uma lâmina com preparação definitiva da caixa2- Obeserva-se ao microscópio com a objetiva 40x, 100x, 400x, respectivamente.3- Anotam-se os resultados obtidos4- Adiciona-se uma gota de óleo para imersão5- Observa-se com a objetiva 1000x e anota-se o resultado.6- Limpa-se a lâmina com papel absorvente7- Guarda-se a lâmina na caixa.8- Após a última atividade, higieniza-se o microscópio e desliga-se, deixando a unidadeem ordem.* OBS: Depois de adicionado o óleo de imersão não retorna-se para as objetivasmenores.5

Activity (131)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Odilon Calian liked this
Lorena Goiabeira liked this
Cláudia Miranda liked this
Ileana Solis added this note|
cual es la funcion probable del tejido epitelial gracias espero su respuesta
Ivo Martins liked this
Mylena Alencar liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->