Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
33Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
TOXICOLOGIA

TOXICOLOGIA

Ratings:

1.0

(1)
|Views: 10,988 |Likes:
Published by Rangel de Sousa

More info:

Published by: Rangel de Sousa on Apr 16, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/03/2013

pdf

text

original

 
TOXICOLOGIA
Plantas T
ó
xicas: Bico-de-Papagaio
Família: Euphorbiaceae.Nome científico: Euphorbia pulcherrima Willd.Nome popular: rabo-de-arara, papagaio.Parte tóxica: todas as partes da planta.Sintomas: a seiva leitosa causa lesão na pele e mucosas, edema (inchaço) de lábios, bocae língua, dor em queimação e coceira; o contato com os olhos provoca irritação,lacrimejamento, edema das pálpebras e dificuldade de visão;a ingestão pode causar náuseas, vômitos e diarréia.Princípio ativo: látex irritante.
Plantas T
ó
xicas: Copo-de-Leite
Nome científico:
Zantedeschia aethiopica Spreng.
Nome popular:
copo-de-leite.Parte tóxica: todas as partes da plantaSintomatologia: a ingestão e o contato podem causar sensação de queimação, edema(inchaço) de lábios, boca e língua, náuseas, vômitos, diarréia, salivação abundante,dificuldade de engolir e asfixia; o contato com os olhos pode provocar irritação e lesão dacórnea.Princípio ativo: oxalato de cálcio.
Agrotóxicos- Efeitos sobre a Saúde
Os agrotóxicos podem determinar três tipos de intoxicação: aguda, subaguda e crônica. Aintoxicação aguda é aquela na qual os sintomas surgem rapidamente, algumas horas apósa exposição excessiva, por curto período, a produtos extremamente ou altamente tóxicos.Pode ocorrer de forma leve, moderada ou grave, dependerão da quantidade de venenoabsorvido. Os sinais e sintomas são nítidos e objetivos.A intoxicação subaguda ocorre por exposição moderada ou pequena a produtos altamentetóxicos ou medianamente tóxicos e tem aparecimento mais lento. Os sintomas sãosubjetivos e vagos, tais como dor de cabeça, fraqueza, mal-estar, dor de estômago esonolência, entre outros.A intoxicação crônica caracteriza-se por surgimento tardio, em meses ou anos, por exposição pequena ou moderada a produtos tóxicos ou a múltiplos produtos, acarretandodanos irreversíveis, do tipo paralisias e neoplasias.
 
Essas intoxicações não são reflexo de uma relação simples entre o produto e a pessoaexposta. Vários fatores participam da determinação das mesmas, dentre eles os fatoresrelativos às características químicas e toxicológicas do produto, fatores relativos aoindivíduo exposto, às condições de exposição ou condições gerais do trabalho.· Características do produto: características toxicológicas, forma de apresentação,estabilidade, solubilidade, presença de contaminantes, presença de solventes, etc.Características do indivíduo exposto: idade, sexo, peso, estado nutricional, escolaridade,conhecimento sobre os efeitos e medidas de segurança, etc.Condições de exposição: condições gerais do trabalho, freqüência, dose, formas deexposição, etc.As características clínicas das intoxicações por agrotóxicos dependem, além dos aspectossupra citados, do fato de ter ocorrido contato/exposição a um único tipo de produto ou avários deles. Nas intoxicações agudas decorrentes do contato/exposição a apenas umproduto, os sinais e sintomas clínico-laboratoriais são bem conhecidos, o diagnóstico éclaro e o tratamento definido. Em relação às intoxicações crônicas, o mesmo não pode ser dito. O quadro clínico é indefinido e o diagnóstico difícil de ser estabelecido. Inicialmenteserão descritos os quadros específicos dos agrotóxicos mais utilizados, acrescentando-seao final uma descrição dos efeitos resultantes da exposição a múltiplos agrotóxicos.InseticidasInseticidas Inibidores das colinesterases:Organofosforados: esse grupo é o responsável pelo maior número de intoxicações emortes no país. Ex. Folidol, Azodrin, Malation, Diazinon, Nuvacron, Tamaron, Rhodiatox.Carbamatos: grupo muito utilizado no país. Ex. Carbaril, Temik, Zectram, Furadam, Sevin.Os inseticidas inibidores das colinesterases são absorvidos pela pele, por ingestão ou por inalação. Sua ação se dá pela inibição de enzimas colinesterases, especialmente aacetilcolinesterase, levando a um acúmulo de acetilcolina nas sinapses nervosas,desencadeando uma série de efeitos parassimpaticomiméticos. Diferentemente dosorganofosforados, os carbamatos são inibidores reversíveis das colinesterases, porém asintoxicações podem ser igualmente graves.Organofosforados e carbamatos - Modo de açãoInibidores da colinesterase:no Sistema Nervoso Centralnos glóbulos vermelhosno plasmaem outros órgãos.Não se acumulam no organismo. É possível o acúmulo de efeitos.Efeitos neurotóxicos retardados ocorrem com certos organofosforados.Sintomas de intoxicação aguda - organofosforados e carbamatosInicialmente:
 
Suor abundanteSalivação intensaLacrimejamentoFraquezaTonturaDores e cólicas abdominaisVisão turva e embaçadaDepois:Pupilas contraídas - mioseVômitosDificuldade respiratóriaColapsoTremores muscularesConvulsõesAlém das colinesterases, alguns grupos de inseticidas organofosforados podem alterar outras enzimas (esterases), sendo a principal a neurotoxicoesterase. Esta enzima, quandoinibida pode determinar neuropatia periférica (membros inferiores) por ação neurotóxicaretardada, com surgimento após 15 dias da intoxicação aguda inicial. apesar de ser possível mensurar a atividade das neurotoxicoesterases por metodologia laboratorial(análise em linfócitos), esta não está ainda disponível no país.A atividade da acetilcolinesterase pode ser determinada através de teste específico emsangue total, plasma ou eritrócitos. A acetilcolinesterase eritrocitária é mais específica,sendo também conhecida como acetilcolinesterase verdadeira. Intoxicações gravesapresentarão níveis muito baixos. Em se tratando de carbamatos, esse exame deve ser realizado pouco tempo após a exposição. No caso dos organofosforados, a atividade daacetilcolinesterase eritrocitária poderá permanecer diminuída por até noventa dias após oúltimo contato.Importante ressaltar que a análise da atividade daquelas enzimas não deve ser utilizadade maneira isolada. O exame pode ser bastante útil, quando entendido e usado comoinstrumento auxiliar, tanto no diagnóstico clínico, quanto nas ações de vigilância.Além das medidas gerais, utiliza-se sulfato de atropina como sintomático no tratamentodas intoxicações por inseticidas inibidores das colinesterases. No caso dos fosforados, éindicado o uso de Contrathion como antídoto químico, estando contra-indicado seu usonas intoxicações por carbamatos.Inseticidas Organoclorados: Ex.: Aldrin, Endrin, BHC, DDT, Endossulfan, Heptacloro,Lindane, Mirex, Toxafeno.Os inseticidas organoclorados foram muito utilizados na agricultura, porém seu empregotem sido progressivamente restringido ou mesmo proibido, por serem de lenta degradação,com capacidade de acumulação no meio ambiente (podem persistir até 30 anos no solo) eem seres vivos, contaminando o homem diretamente ou através da cadeia alimentar,assim como por apresentarem efeito cancerígeno em animais de laboratório. No Brasil,seu uso foi limitado pela Portaria 329 de 02/09/85, permitindo sua utilização somente nocontrole a formigas (Aldrin) e em campanhas de saúde pública (DDT e BHC).Os organoclorados são produtos derivados do petróleo, sendo pouco solúveis em água esolúveis em solventes orgânicos, o que os torna mais tóxicos e de apreciável absorçãocutânea. Além da via dérmica, são também absorvidos por via digestiva e respiratória.Devido à grande lipossolubilidade e a lenta metabolização, esses compostos acumulam-se

Activity (33)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
gelinskigirl liked this
Camila Ferreira liked this
Nadielle Bidu liked this
Juliana Monteiro liked this
Roger Pivatto liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->