Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
0Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
proc_03245_12_acordao_apltc_00272_13_decisao_inicial_tribunal_pleno_.pdf

proc_03245_12_acordao_apltc_00272_13_decisao_inicial_tribunal_pleno_.pdf

Ratings: (0)|Views: 0 |Likes:

More info:

Published by: Tribunal de Contas do Estado da Paraíba on May 24, 2013
Copyright:Public Domain

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/24/2013

pdf

text

original

 
 TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO
PROCESSO TC N.º 03245/12
Objeto: Prestação de Contas AnualÓrgão/Entidade: Câmara Municipal de BananeirasExercício: 2011Responsável: Edgard Santa Cruz NetoRelator: Auditor Oscar Mamede Santiago MeloEMENTA: PODER LEGISLATIVO MUNICIPAL – PRESTAÇÃO DECONTAS ANUAIS – PRESIDENTE DE CÂMARA DE VEREADORES –ORDENADOR DE DESPESAS – CONTAS DE GESTÃO – APRECIAÇÃODA MATÉRIA PARA FINS DE JULGAMENTO – ATRIBUIÇÃO DEFINIDANO ART. 71, INCISO II, DA CONSTITUIÇÃO DO ESTADO DAPARAÍBA, E NO ART. 1º, INCISO I, DA LEI COMPLEMENTAR ESTADUAL N.º 18/93 – Regularidade com ressalva das contas.Recomendações.
 ACÓRDÃO APL – TC – 00272/13
 Vistos, relatados e discutidos os autos da
PRESTAÇÃO DE CONTAS DE GESTÃO DO PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE BANANEIRAS/PB 
,
Sr.
EDGARD SANTA CRUZ NETO 
, relativa ao exercício financeiro de
2011,
acordam, por unanimidade, osConselheiros integrantes do
TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DA PARAÍBA 
, em sessãoplenária realizada nesta data, declarando-se impedido o Conselheiro Arnóbio Alves Viana, naconformidade da proposta de decisão do relator, com fundamento no art. 71, inciso II, daConstituição Estadual, e no art. 1º, inciso I, da Lei Complementar Estadual n.º 18/93, em:1)
JULGAR REGULARES 
 
COM RESSALVA 
 
as referidas contas;2)
RECOMENDAR 
a atual gestão que observe o que preceitua a Constituição Federal, a Leide Responsabilidade Fiscal e legislação que trata da remuneração dos agentes políticos paraassim não mais incorrer em falhas dessa natureza;3)
RECOMENDAR 
à Auditoria para que verifique, quando da análise das contas municipaisrelativas ao exercício de 2013, o recolhimento aos cofres municipais do valor correspondenteao excesso de subsídio recebido pelo então Gestor do Legislativo Municipal.Presente ao julgamento o Ministério Público junto ao Tribunal de ContasPublique-se, registre-se e intime-se.TCE – Plenário Ministro João Agripino
João Pessoa, 15 de maio de 2013
Conselheiro Umberto Silveira PortoPresidente em Exercício Auditor Oscar Mamede Santiago MeloRelatorIsabella Barbosa Marinho FalcãoProcuradora Geral
 
 TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO
PROCESSO TC N.º 03245/12RELATÓRIO
 AUDITOR OSCAR MAMEDE SANTIAGO MELO (Relator): O processo TC nº 03245/12 trata doexame das contas de gestão do Presidente da Câmara Municipal de Bananeiras/PB, VereadorEdgard Santa Cruz Neto, relativas ao exercício financeiro de 2011. A Auditoria deste Tribunal, com base nos documentos que compõe os autos, emitiu relatórioconstatando, sumariamente, que:a)
 
o orçamento anual – Lei Municipal n.º 490 de 22/12/2010 – estimou as transferências efixou as despesas do Legislativo Municipal em R$ 900.500,00;b)
 
a receita orçamentária efetivamente transferida, durante o exercício, foi da ordem deR$ 781.358,81;c)
 
a despesa orçamentária realizada atingiu o montante de R$ 779.664,15;d)
 
o total da despesa do Poder Legislativo alcançou o percentual de 6,96% do somatório dareceita tributária e das transferências efetivamente arrecadadas no exercício anterior;e)
 
a remuneração de cada Vereador correspondeu a 29,99% do subsídio recebido peloDeputado Estadual e representou 66,00% do valor fixado na Lei Municipal nº 411/2008;f)
 
o total dos subsídios recebidos pelos vereadores no exercício, correspondeu a 2,58% daReceita Efetivamente Arrecadada pelo Município;g)
 
o exercício analisado não apresentou registro de denúncias;h)
 
a diligência in loco foi realizada em 19 a 23 de novembro de 2012. Ao final do seu relatório, a Auditoria apontou como irregularidade: ultrapassagem do limitede gastos de pessoal previsto no art. 29-A, §1º da Constituição Federal e recebimento desubsídios em excesso no valor de R$ 1.026,93, por parte do Vereador-Presidente Sr. EdgardSanta Cruz Neto, tendo havido notificação ao gestor, porém, sem qualquer manifestaçãoe/ou esclarecimento.O Processo foi encaminhado ao Ministério Público que através da sua representante emitiuParecer de nº 00474/13, pugnando pela:a) REGULARIDADE COM RESSALVAS das contas em análise, de responsabilidade do Sr.Edgard Santa Cruz Neto, Presidente da Câmara Municipal de Bananeiras, no exercício de2011;b) DECLARAÇÃO DE ATENDIMENTO aos requisitos de gestão fiscal responsável, previstos naLei Complementar n° 101/2000;c) APLICAÇÃO DE MULTA àquela autoridade por transgressão a regras constitucionais, nostermos do artigo 56, inciso II, da Lei Orgânica desta Corte (LC n° 18/93);d) IMPUTAÇÃO DE DÉBITO, no valor de R$ 1.026,93, ao gestor, pela percepção deremuneração em excesso;e) RECOMENDAÇÃO ao atual gestor do Poder Legislativo de Bananeiras no sentido deguardar estrita observância às normas consubstanciadas na Constituição Federal quando daelaboração do Projeto de Lei que fixará os subsídios do Presidente e demais Vereadores,para o quadriênio 2013/2016, além de não repetir as falhas ora detectadas.É o relatório.
 
 TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO
PROCESSO TC N.º 03245/12PROPOSTA DE DECISÃO
 AUDITOR OSCAR MAMEDE SANTIAGO MELO (Relator): Diante da ausência de defesa escrita,permaneceram as duas irregularidades apontadas pela Auditoria e pelo Ministério Público deContas, que passo a comentar: A ultrapassagem do limite dos Gastos com Pessoal foi de apenas 0,1%, ou seja, apenasR$ 781,36.Com relação à percepção excessiva de remuneração, foi apresentada ao Relator, poucashoras atrás, documentação relativa à devolução aos cofres municipais do valor excedente deR$ 1.026,93, depositado na Conta BB nº 15.601-9.Diante do exposto, proponho que este Tribunal:1)
JULGUE REGULARES 
 
COM RESSALVA 
 
as contas do Presidente do Poder Legislativo deBananeiras/PB, Vereador Edgard Santa Cruz Neto, durante o exercício financeiro de 2011;2)
RECOMENDE
a atual gestão que observe o que preceitua a Constituição Federal, a Leide Responsabilidade Fiscal e legislação que trata da remuneração dos agentes políticos paraassim não mais incorrer em falhas dessa natureza;3)
RECOMENDE
à Auditoria para que verifique, quando da análise das contas municipaisrelativas ao exercício de 2013, o recolhimento aos cofres municipais do valor correspondenteao excesso de subsídio recebido pelo então Gestor do Legislativo Municipal.É a proposta.
João Pessoa, 15 de maio de 2013
 Auditor Oscar Mamede Santiago Melo Relator 

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->