Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
292Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Coesão e coerência textuais

Coesão e coerência textuais

Ratings:

4.0

(2)
|Views: 73,176|Likes:
Published by jeffbia

More info:

Published by: jeffbia on Apr 17, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, DOC, TXT or read online from Scribd
See More
See less

08/12/2013

pdf

text

original

 
Coesão e coerência textuais.COESÃOO texto é produzido através da organização de palavras que se unem,adequadamente, umas às outras.Assim, os termos vão formando uma oração, e as orações vão constituir períodos.Essa união ou ligação entre os elementos de um texto deve apresentar um sentido lógico, coerente; para isso é necessário observar as relaçõessemânticas existentes entre eles. Na verdade, há uma relação dedependência entre os termos e as orações que se estabelece pelacoordenação ou subordinação das idéias.Um texto torna-se bem construído e coeso quando usamos os elementosgramaticais ou coesivos (conjunções, pronomes, preposições e advérbios),no interior das frases, de forma adequada. Se esses elementos de ligaçãoforem mal empregados, o texto não apresentará noção de conjunto, ouainda, sua linguagem se tornará ambígua e incoerente.Portanto, a coesão refere-se à
forma
ou à superfície de um texto. Ela émantida através de procedimentos gramaticais, isto é, pela escolha doconectivo adequado na conexão dos diversos enunciados que compõem umtexto.Leia o trecho a seguir e observe os elementos de coesão empregados peloautor.ABRE-TE, SÉSAMO!A casa inteligente imaginada no MIT será impregnada por câmeras devídeo, microfones, telões, caixas acústicas e sensores que farão parte dadecoração. As câmeras, por exemplo, serão acionadas por um computador central para reconhecer cada um dos membros da família e rastreá-los emsuas ações nos diferentes cômodos. Não bastasse, o sistema compreenderásinais manuais e gestos de comando dos ocupantes da casa, tais como nãoe OK. Através dos microfones, o computador distinguirá igualmentecomandos de voz. Assim, por exemplo, o filho mais velho, ao deitar-se nacama para dormir, simplesmente dirá: "Computador, me acorde às sete damanhã".(Peter Moon.
IstoÉ 
, 29-11-1995).O primeiro período do texto é composto, e suas orações aparecem ligadaspelo
que
,
pronome relativo
, elemento coesivo dessa subordinação. Aoração subordinada adjetiva introduz uma explicação: "...que farão parte dadecoração".A locução "por exemplo", no segundo período, inicia um esclarecimentoem relação ao que foi dito anteriormente, dando continuidade à idéia inicialdo texto. Representa também outro elo ou elemento de coesão entre asorações. Já a preposição "para", logo em seguida ("para reconhecer cadaum...") expressa a finalidade no uso das câmeras, nessa casa do futuro.Essa oração vem subordinada ou ligada à oração anterior, chamada de
 
principal
.Também a conjunção
e
(coordenada) introduz a idéia de acréscimo (..."
e
rastreá-los em suas ações...
e
gestos de comando dos ocupantes da casa".)Nas orações que seguem, as palavras "através" e "assim" (conectivos)começam uma seqüência de valor ilustrativo, confirmando as idéiasapresentadas com exemplos.O emprego desses elementos coesivos dá ao texto uma estrutura clara ecompreensiva. Por isso é importante a escolha adequada dos conectivosque serve de elo entre os termos e as orações, na produção de um texto.COERÊNCIAA
coerência
resulta da relação harmoniosa entre os pensamentos ouidéias apresentadas num texto sobre um determinado assunto. Refere-se,dessa forma, ao
conteúdo
, ou seja, à seqüência ordenada das opiniões oufatos expostos.Não havendo o emprego correto dos elementos de ligação (conectivos)faltará a coesão e, logicamente, a coerência ao texto.Ampliando as idéias vistas no texto anterior ("Abre-te Sésamo!"), em queo autor imagina o surpreendente avanço tecnológico modificando nossascasas, seria incoerente se acrescentássemos o seguinte trecho:"O projeto da casa inteligente mostra que o avanço tecnológico vemprejudicando a vida humana, pois o comuputador tornou-se um terríveladversário, substituindo o homem em quase todas as funções. Com isso, odesemprego passou a representar um dos grandes dramas da sociedademoderna."Você observou que as idéias desse parágrafo são incoerentes, porque otexto lido menciona justamente os benefícios do computador nas atividadeshumanas, e não sua utilização como forma de prejudicar o trabalho dohomem. Assim, a expressão dessas idéias não teriam sentido ou coerênciaem relação ao tema desenvolvido inicialmente.
 
e
compreensão dotextoe para a melhor escrita de trabalhos de redação de qualquer área.Acoesãotrata basicamente das articulações gramaticais existentes entre as palavras, asorações e frases para garantir uma boa sequenciação de eventos. Acoerência,por sua vez, aborda a relação lógica entre ideias, situações ou acontecimentos, apoiando-se, por vezes, em mecanismos formais, de naturezagramaticaloulexical, e no conhecimento compartilhado entro os usuários dalíngua.Pode-se dizer que o conceito de coerência está ligado ao conteúdo, ou seja, está nosentido constituído pelo leitor.
 
[editar] Objeto do discurso
Para garantir a coerência de um texto é preciso identificar o objeto do discurso."A Coesão é a manifestação lingüística da coerência, advém da maneira como osconceitos e relações subjacentes são expressos na superfície textual.Responsável pelaunidade formal do texto, a coesão constrói-se através de mecanismos gramaticais(pronomes anafóricos, artigos, elipse, concordância, correlação entre os tempos verbaise conjunções) e lexicais." (COSTA VAL)Pode-se dizer portanto, que o conceito de coesão está ligado aos elementos constituintesdo texto.A coerência de um texto é facilmente deduzida por um falante de uma língua, quandonão encontra sentido lógico entre as proposições de um enunciado oral ou escrito. É acompetência linguística, tomada em sentido lato, que permite a esse falante reconhecer de imediato a coerência de um discurso. A competência linguística combina-se com acompetência textual para possibilitar certas operações simples ou complexas da escritaliterária ou não literária: um resumo, uma paráfrase, uma dissertação a partir de umtema dado, um comentário a um texto literário, etc.Coerência e coesão são fenómenos distintos porque podem ocorrer numa sequênciacoesiva de factos isolados que, combinados entre si, não têm condições para formar umtexto. A coesão não é uma condição necessária e suficiente para constituir um texto. Noexemplo:A Joana não estuda nesta Escola.Ela não sabe qual é a Escola mais antiga da cidade.Esta Escola tem um jardim.A Escola não tem laboratório de línguas.O termo lexical "Escola" é comum a todas as frases e o nome "Joana" está pronominalizado, contudo, tal não é suficiente para formar um texto, uma vez que não possuímos as relações de sentido que unificam a sequência, apesar da coesão individualdas frases encadeadas (mas divorciadas semanticamente).
CURIOSIDADES:
coesão
é a medida da força relativa deum módulo. Quanto maior for a coesão, menor será o nível deacoplamento  de um módulo.
  Nalíngua portuguesa coesãoexpressa a relação entre as unidades lingüísticas, como a relação entre as palavras em um enunciado.EmMecânica dos solos coesão  pode ser definida como aresistênciaao cisalhamentode umsolo, quando sobre ele não atua nenhuma força externa.

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->