Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Marx - Miséria da Filosofia (word)

Marx - Miséria da Filosofia (word)

Ratings: (0)|Views: 11 |Likes:
Published by José Luís

More info:

Published by: José Luís on May 25, 2013
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/22/2014

pdf

text

original

 
1
Miséria da FilosofiaResposta à Filosofia da Misériado Sr. Proudhon
Karl Marx
1847
Primeira Edição:
em Paris e Bruxelas em 1847.
Fonte:
Editora Flama Ltda., São Paulo, 1946. Tradução e Introdução de Miguel Macedo.
 Transcrição e HTML:
Índice
Introdução Prefácio Nota Preliminar Capítulo I - Uma Descoberta Científica
 
2
 — 
Proudhon julgado por Karl MarxApêndice II
 — 
John Gray e os certificados de trabalhoApêndice III
 — 
Discurso sobre a questão do livre-câmbio
 
3
Introdução
 Transcorrerá no próximo ano [1947] o centenário da publicação de
“Miséria da Filosofia”. Esta edição brasileira do livro famoso que Marxescreveu em resposta à “Filosofia da Miséria” de 
Proudhon tem assimum caráter quase comemorativo, se bem que não intencional. Oaparecimento da presente tradução explica-se antes pelo interesseexistente em torno de uma doutrina histórico-econômica cujaextraordinária vitalidade nem mesmo os seus mais intransigentesadversários podem negar. E esse interesse não se tornou maior emnossos dias unicamente em consequência do desfecho da SegundaGuerra Mundial, da suposta derrota do totalitarismo. Ele estáintimamente ligado à crise do mundo moderno, à tomada deconsciência que, embora lentamente e nem sempre em benefício dasclasses trabalhadores, vai atingindo círculos cada vez mais amplos.Com efeito, muito anos antes da II Guerra Mundial, um número cadavez maior de sociólogos e historiadores, principalmente nos EstadosUnidos, ainda que de um modo inconsequente, já vinha utilizando nassuas pesquisas e interpretações métodos que podem ser qualificadoscomo sendo os do determinismo materialista da história. Esses autores,pelo menos em parte, faziam marxismo sem o saber, ou melhor, sem oquerer, o que determinou mais de uma vez reparos dos círculosmarxistas ortodoxos. Assim, quando os sociólogos mais clarividentesperceberam toda a importância dos conflitos entre os grupos sociais(versão edulcorada na moderna sociologia da luta de classes), não sedeixou de dizer, e com razão, que tudo o que se afirmava já havia sidoconstatado, com uma profundeza muito maior, por Karl Marx. Mas amaioria dos sociólogos continuava as suas pesquisas sem se incomodarmuito com prioridades.

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->