Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
0Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Weber a Ciencia Como Vocacao

Weber a Ciencia Como Vocacao

Ratings: (0)|Views: 45|Likes:
Published by Jesa Mariano

More info:

Published by: Jesa Mariano on May 26, 2013
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See More
See less

05/26/2013

pdf

text

original

 
   i   i   i   i   i   i   i   i
 
www.lusosofia.net
A Ciência como Vocação
Max Weber
Tradutor: Artur Morão
 
   i   i   i   i   i   i   i   i
 
   i   i   i   i   i   i   i   i
 
A Ciência como Vocação
Max Weber
Falar-vos-ei, segundo o vosso desejo, da “ciência como vocação”.É-nos peculiar a nós, economistas, um certo pedantismo, ao qual gosta-riademeater; consisteeleempartirsempredasrelaçõesexternas, aqui,portanto, da questão: como se configura, hoje, a ciência enquanto pro-fissão, no sentido mais material do termo? Do ponto de vista prático,significa isto, em especial: qual é hoje a situação de um licenciado,decidido a consagrar-se profissionalmente à ciência, no seio da vidaacadémica? Para compreender em que consiste a este respeito a par-ticularidade da nossa situação alemã, é conveniente proceder de modocomparativo e recordar como estão as coisas no país estrangeiro que,quanto a estas questões, mais contrasta com o nosso, isto é, nos EstadosUnidos.Entre nós – como se sabe – a carreira de um jovem que se con-sagra à ciência como profissão, começa normalmente pela função de
Privatdozent 
. Após uma conversa com o titular da especialidade e oseu consentimento, qualifica-se para tal, com base num livro e numexame quase sempre formal perante a faculdade, numa universidade,na qual, sem salário e sem mais retribuição além da que retira da matrí-
As ideias seguintes foram, na origem, expressas oralmente, num encontro deestudantes, que pretendia uma orientação sobre questões profissionais [Nota de Ma-rianne Weber].

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->