Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
5Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
ORAÇÕES SUICIDAS

ORAÇÕES SUICIDAS

Ratings:

4.25

(4)
|Views: 597 |Likes:
Published by Charles Barony
Orações Suicidas - Infernum in Infinitum - 1999.
Orações Suicidas - Infernum in Infinitum - 1999.

More info:

Published by: Charles Barony on Apr 19, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/21/2014

pdf

text

original

 
ORAÇÕES SUICIDAS 
 
Agora eu sinto os efeitos de minha demência,minha dificuldade de convivência, minha reclusão;não tenho paz não tenho paixão, minha percepçãoestá confundida em gestos obscenos, minha ousadagarota quer meu pescoço, meu usurpado estilo devida fora da realidade sem que possa manifestar-secom as suas fragrâncias, simplório espirito, espiritoatormentado, translúcido e gentil, rastejando-se nasareias quentes da ilusão. Meu pequeno medo deviver está se tornando uma armadilha de sussurrosque cortam o maníaco rugido da multidão, traçadospor acordes estridentes, gritantes e inspirados, ocentro da criação maníaca, debilmente sentida emrabiscos, o fim, o inicio de uma caverna onde ocheiro da morte percorre cegamente os rudeslabirintos e desboca num mar de desespero pessoal,a chuva de empatia sobe os portões do equilíbrio,não consigo ouvir os aplausos, não consigo ver seusolhos, tenho medo, sinto falta da minha mente,onde está meu amigo agora? Não consigo ler ascartas de minha garota.Estuprado senhor no Olimpo, esperando asmanifestões, o choro cruel da fome pulou da janela, depressiva escolha de movimentos, ofantasma cego que me persegue o suporta aminha presença.Estou preso em meu quarto, as barras de açotampam a paisagem do meu jardim de orquídeasnegras manchadas com o sangue escorrido dasrosas envenenadas, onde está o túmulo que ganheide natal? Ganhei peiote de Deus, seus olhos ficammaior que o universo quando eso dilatados,Orações Suicidas.Emerson Ehing, Orações Suicidas, Livro 1, Diabolusin Referendum, 1999.

Activity (5)

You've already reviewed this. Edit your review.
sandyboobs added this note
diabolical! Amooo
sandyboobs liked this
1 thousand reads
1 hundred reads
Viviane Moraes liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->