Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
21Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Quimica - Entalpia

Quimica - Entalpia

Ratings: (0)|Views: 2,895 |Likes:
Published by Química Qui

More info:

Published by: Química Qui on Apr 19, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

01/17/2013

pdf

text

original

 
 
6
Relações entre as grandezas termodinâmicas
Observar a igualdade entre as quatro linhas. Este esquema básico permite aoaluno
lembrar 
algumas importantes relações da termodinâmica, como por exemplo:
 H 
– É energia de um sistema excluídas as energias mecânicas: cinética e potencial.Quando se adiciona calor um corpo qualquer a pressão constante, este aumenta a suatemperatura e simultaneamente sofre dilatação térmica. Numa substância pura, oaumento de temperatura se reflete no aumento da energia interna
. Se a temperaturaaumenta então também aumenta a energia interna. À pressão constante o volume docorpo aumenta livremente sem qualquer resistência. Conclusão: parte do caloradicionado aumenta a temperatura do corpo e parte aumenta o volume, realizando umtrabalho de expansão
 p
× 
 ∆
, ou seja, a entalpia total do sistema é composta de duasfrações: a energia devido à temperatura e a energia convertida em aumento do volume..
 HUp
= +
(2)A
entalpia
é muitas vezes também denominada
conteúdo calorífico
. Outrasvezes, também denominada de
energia interna a pressão constante
.
G – 
É o chamado
 potencial termodinâmico a pressão constante
, e representa aquantidade de energia que o sistema tem disponível para realizar trabalho útil. Pelaavaliação do esquema acima se percebe que a entalpia é dividida em duas frações. Umachamada de
energia ligada
representa a energia consumida pelo sistema parareorganizar internamente suas partículas (átomos e moléculas), sendo matematicamenteigual ao termo
× 
S,
e a outra é a energia disponível para produzir trabalho útil ou sertransferida para outro sistema, também conhecida como
energia livre de Gibbs.
A somade ambas as frações é mostrada na equação abaixo..
 HTSG
= +
(3)Para definir univocamente as propriedades de um sistema não basta apenas a
equação de estado
que liga a pressão, o volume e a temperatura do sistema. Paradeterminar a variação de energia envolvida numa transformação de estado, pode-se usarapenas uma equação ao invés de duas (1ª.lei e 2ª.lei da termodinâmica). Estas equaçõescombinadas são chamadas de
 funções características
. São elas: A entalpia (
 H 
), aenergia interna (
), a energia livre de Helmholtz (
 F 
) e a energia livre de Gibbs (
G
).Qualquer propriedade do sistema pode ser expressa de forma explícita através das
 funções características
e suas derivadas.
 H  F G
 p.V  p.V T.S T.S 
 
 
7
As expressões mais simples e mais usadas para as diferentes propriedades dosistema são:Entalpia como função de
 p
e
:
 H 
=
 f 
(
 p,S 
)
dUTdSpd
=
(4)Energia interna como função de
e
:
=
 f 
(
,
)
dHTdSVdp
= +
(5)Energia livre de Helmholtz como função de
e
:
 F 
=
 f 
(
V,T 
)
dFpdVSd
= −
(6)Energia livre de Gibbs como função de
 p
e
:
G
=
 f 
(
 p
,
)
dGVdpSd
=
(7)Ao se usar as funções
 H 
e
verifica-se que uma das variáveis independentes é a
entropia
(
). A impossibilidade de se obter o valor da entropia diretamente por mediçãotorna mais freqüente o emprego das funções
 F 
e
G
, que têm como variáveisindependentes apenas
e
ou
 p
e
T,
todas facilmente mensuráveis através deinstrumentação adequada.Uma olhada rápida no esquema também mostra que
G=F+p.V e U=F+T.S 
. Daprimeira se observa que a energia livre de Gibbs é composta de duas frações: a energiaque o sistema pode fornecer a volume constante, representada pela letra
 F 
e a energiadevido à expansão do volume, representada pelo termo
 p
× 
V.
Da mesma maneira, dasegunda expressão, percebe-se que a energia interna é composta também de duasfrações: A energia que o sistema pode fornecer a volume constante, mais a energiarequerida internamente para o sistema se rearranjar, representada pelo termo
× 
.Quanto maior esta fração (energia ligada ou energia inútil), mais estável será ocomposto e menor será o seu conteúdo energético aproveitável.Resumo:
G p
= const
G p
= const
 F 
= const
 F 
= const
 H  p
= const
 H  p
S = const
= const
= const

Activity (21)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Felipe Mello liked this
Ellem Rozario liked this
Luis Rafael liked this
Lisiane Regina liked this

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->