Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Aula 02 (1).pdf

Aula 02 (1).pdf

Ratings: (0)|Views: 105 |Likes:
Published by ddeia_col

More info:

Published by: ddeia_col on May 31, 2013
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

10/09/2013

pdf

text

original

 
CURSO DE DIREITO CIVIL (TEORIA E EXERCÍCIOS) PARA OCARGO DE ANALISTA JUDICIÁRIO
ÁREA JUDICIÁRIA DOCONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA - CNJ
1 Prof. Márcia Albuquerque www.pontodosconcursos.com.br 
AULA 02
DAS PESSOAS: Pessoas Naturais: Existência.Personalidade. Capacidade. Nome. Estado. Direitos da
 
Personalidade. Ausência. Pessoas Jurídicas: Constituição.
 
Associações. Sociedades. Fundações. Desconsideração da
 
personalidade jurídica. Responsabilidade. Extinção.
 
BENS: Diferentes classes de bens. DOMICÍLIO.
PESSOA NATURAL:
Existência. Personalidade. Capacidade.
 
Nome. Estado. Direitos da Personalidade. Ausência.
 
O Título I do Código Civil brasileiro trata do tema “Das Pessoas”,
dividindo-
o em: “Das Pessoas Naturais” e “Das Pessoas Jurídicas”.
Vou esgotar o tema Pessoas Naturais, iniciando do zero e abordandoo modo como é cobrado, as pegadinhas, cascas de bananas, bemcomo a doutrina pesada sobre o tema!Após, o estudo da pessoa natural, esgotarei nos mínimos detalhes aPessoa Jurídica com todas as inovações que modificaram artigos doCódigo Civil. Então vamos lá. Mãos à obra!Questão 01. (CESPE - Analista judiciário - TJ-ES/2011) Apesar de nãoreconhecer a personalidade do nascituro, o Código Civil põe a salvoos seus direitos desde a concepção. Nesse sentido, na hipótese deinterdição de mulher grávida, o curador desta será também o curadordo nascituro.
 
CURSO DE DIREITO CIVIL (TEORIA E EXERCÍCIOS) PARA OCARGO DE ANALISTA JUDICIÁRIO
ÁREA JUDICIÁRIA DOCONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA - CNJ
2 Prof. Márcia Albuquerque www.pontodosconcursos.com.br 
PERSONALIDADE - PESSOA FÍSICA NATURALO QUE SIGNIFICA TER PERSONALIDADE?JURIDICAMENTE: O QUE SIGNIFICA TER PERSONALIDADE?O QUE SIGNIFICA SER PESSOA?
 
SER PESSOA É TER PERSONALIDADETER PERSONALIDADE É SER PESSOA
 
CURSO DE DIREITO CIVIL (TEORIA E EXERCÍCIOS) PARA OCARGO DE ANALISTA JUDICIÁRIO
ÁREA JUDICIÁRIA DOCONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA - CNJ
3 Prof. Márcia Albuquerque www.pontodosconcursos.com.br 
Ser pessoa é ter personalidade. Ter personalidade significa serpessoa. A pessoa natural é
todo “
ser humano”
,
sujeito de direitose obrigações.
Juridicamente
 “pessoa” é
o
 “sujeito de direitos e obrigações
(deveres)
”; é o “titular de direitos e
o
brigações”. São duas as
espécies de pessoas:
a) pessoa natural ou física:
ser humano; e
b) pessoa jurídica ou moral:
são, por exemplo, as organizaçõesque visam a realização de objetivos.Mas,
 juridicamente
, a partir de quando se é considerado pessoa? Qualo momento, qual o marco a partir do qual se é considerado pessoa? Apartir de qual momento a ciência do Direito considera alguém comopessoa?Essa pergunta é importante para concurso porque aqui não se levaem consideração o que nenhuma outra ciência aceita como sendo omarco inicial para alguém ser considerado pessoa. E a prova tentar teempurrar para essas opções. Aqui, leva-se em consideração somentea ciência jurídica e nada mais. Juridicamente, ser pessoa, terpersonalidade só depende de:
NASCER COM VIDA
!
Ser
PESSOA
, a
PERSONALIDADE
civil da pessoa
começa
do
NASCIMENTOCOM VIDA
.
SUJEITO DE DIREITOSPoder contrair direitosPoder contrairdeveresSUJEITO DEOBRIGAÇÕES(DEVERES)

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->