Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword or section
Like this
91Activity
×
P. 1
Manual Agroflorestal da Mata Atlantica_REBRAF/MDA

Manual Agroflorestal da Mata Atlantica_REBRAF/MDA

Ratings:

4.67

(3)
|Views: 17,259|Likes:
Uma das características marcantes da agricultura familiar é a sua capacidade de
produzir de forma diversificada, possibilitando garantir a sua segurança alimentar assim como
contribuir de forma decisiva para a alimentação básica da população urbana brasileira. Do
ponto de vista do mercado, à medida que aumenta a demanda por produtos saudáveis e
serviços sustentáveis, as oportunidades se ampliam, ainda mais, para esses agricultores. Não
menos importante é a participação efetiva da agricultura familiar no PIB da agricultura
brasileira, que não é nada desprezível do ponto de vista da nossa economia.
Na contramão desse processo está a crise, não só econômica, mas social e ambiental,
decorrente do modelo convencional de desenvolvimento e de agricultura, baseado na
monocultura e nos pacotes tecnológicos da Revolução Verde, responsáveis por uma
agricultura absolutamente insustentável. Um cenário que, cada vez mais, tem determinado
mudanças nos paradigmas em direção a uma transição de estilos de agricultura, tomando por
base os princípios da Agroecologia e do desenvolvimento rural sustentável.
Nesse sentido, aumenta entre os agricultores familiares a demanda por alternativas
compatíveis com a diversidade dos ecossistemas locais e com os sistemas culturais, que levem
em conta as dimensões econômica, ambiental e sociocultural da sustentabilidade.
Assim, na medida em que a agricultura familiar vem demonstrando cada vez mais seu
potencial produtivo e ambientalmente sustentável, o Ministério do Desenvolvimento Agrário,
por meio da Secretaria da Agricultura Familiar, busca contribuir com a elaboração,
implantação e avaliação de políticas que ampliem, cada vez mais, esse horizonte e promovam
a valorização dos produtos e serviços da agricultura familiar, melhorando, assim, a renda e a
qualidade de vida das pessoas que vivem no campo, mas, também, ampliando a oferta de
produtos de sadios para os consumidores que vivem no meio urbano.
Para isso, a SAF tem ancorado suas ações, políticas e programas, em quatro grandes
eixos: a sustentabilidade dos sistemas de produção, o combate à pobreza rural, a segurança
alimentar e a geração de renda e agregação de valor aos produtos da agricultura familiar.
Diante desses desafios, a SAF/MDA, considerando a Política Nacional de Assistência
Técnica e Extensão Rural, reconhece e apóia a implantação das diversas formas de sistemas
sustentáveis de produção, em particular, os Sistemas Agroflorestais desenvolvidos por estes
agricultores familiares, considerando as especificidades locais dos diferentes biomas brasileiros.
Uma das características marcantes da agricultura familiar é a sua capacidade de
produzir de forma diversificada, possibilitando garantir a sua segurança alimentar assim como
contribuir de forma decisiva para a alimentação básica da população urbana brasileira. Do
ponto de vista do mercado, à medida que aumenta a demanda por produtos saudáveis e
serviços sustentáveis, as oportunidades se ampliam, ainda mais, para esses agricultores. Não
menos importante é a participação efetiva da agricultura familiar no PIB da agricultura
brasileira, que não é nada desprezível do ponto de vista da nossa economia.
Na contramão desse processo está a crise, não só econômica, mas social e ambiental,
decorrente do modelo convencional de desenvolvimento e de agricultura, baseado na
monocultura e nos pacotes tecnológicos da Revolução Verde, responsáveis por uma
agricultura absolutamente insustentável. Um cenário que, cada vez mais, tem determinado
mudanças nos paradigmas em direção a uma transição de estilos de agricultura, tomando por
base os princípios da Agroecologia e do desenvolvimento rural sustentável.
Nesse sentido, aumenta entre os agricultores familiares a demanda por alternativas
compatíveis com a diversidade dos ecossistemas locais e com os sistemas culturais, que levem
em conta as dimensões econômica, ambiental e sociocultural da sustentabilidade.
Assim, na medida em que a agricultura familiar vem demonstrando cada vez mais seu
potencial produtivo e ambientalmente sustentável, o Ministério do Desenvolvimento Agrário,
por meio da Secretaria da Agricultura Familiar, busca contribuir com a elaboração,
implantação e avaliação de políticas que ampliem, cada vez mais, esse horizonte e promovam
a valorização dos produtos e serviços da agricultura familiar, melhorando, assim, a renda e a
qualidade de vida das pessoas que vivem no campo, mas, também, ampliando a oferta de
produtos de sadios para os consumidores que vivem no meio urbano.
Para isso, a SAF tem ancorado suas ações, políticas e programas, em quatro grandes
eixos: a sustentabilidade dos sistemas de produção, o combate à pobreza rural, a segurança
alimentar e a geração de renda e agregação de valor aos produtos da agricultura familiar.
Diante desses desafios, a SAF/MDA, considerando a Política Nacional de Assistência
Técnica e Extensão Rural, reconhece e apóia a implantação das diversas formas de sistemas
sustentáveis de produção, em particular, os Sistemas Agroflorestais desenvolvidos por estes
agricultores familiares, considerando as especificidades locais dos diferentes biomas brasileiros.

More info:

Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See More
See less

08/10/2013

pdf

text

original

 
 
 
 
Manual
Agroflorestal
para a
Mata Atlântica
 
CoordenaçãoCoordenaçãoCoordenaçãoCoordenaçãoPeter Herman MayCássio Murilo Moreira TrovattoOrganizadoresOrganizadoresOrganizadoresOrganizadoresArmin DeitenbachGuilherme dos Santos Floriani Jean Clement Laurent Dubois Jorge Luiz VivanBrasíliaBrasíliaBrasíliaBrasília –  ––  – Outubro de 2Outubro de 2Outubro de 2Outubro de 2008008008008Ministério do Desenvolvimento AgrárioMinistério do Desenvolvimento AgrárioMinistério do Desenvolvimento AgrárioMinistério do Desenvolvimento Agrário
 
 
Ministro de Estado do Desenvolvimento AgrárioMinistro de Estado do Desenvolvimento AgrárioMinistro de Estado do Desenvolvimento AgrárioMinistro de Estado do Desenvolvimento AgrárioGuilherme Cassel
Secretário Executivo do Ministério do Desenvolvimento Agrário
Daniel MaiaPresidente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma AgráriaPresidente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma AgráriaPresidente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma AgráriaPresidente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma AgráriaRolf Hackbart Secretário de Reordenamento AgrárioSecretário de Reordenamento AgrárioSecretário de Reordenamento AgrárioSecretário de Reordenamento AgrárioAdhemar Lopes de AlmeidaSecretário de Desenvolvimento TerritorialSecretário de Desenvolvimento TerritorialSecretário de Desenvolvimento TerritorialSecretário de Desenvolvimento TerritorialHumberto OliveiraSecretário de Agricultura Familiar Secretário de Agricultura Familiar Secretário de Agricultura Familiar Secretário de Agricultura Familiar Adoniram Sanches PeraciDiretor de Assistência Técnica e Extensão RuralDiretor de Assistência Técnica e Extensão RuralDiretor de Assistência Técnica e Extensão RuralDiretor de Assistência Técnica e Extensão RuralArgileu Martins da SilvaCoordenador Geral de Assistência Técnica e Extensão RuralCoordenador Geral de Assistência Técnica e Extensão RuralCoordenador Geral de Assistência Técnica e Extensão RuralCoordenador Geral de Assistência Técnica e Extensão RuralFrancisco Roberto Caporal
Consultor – Sistemas Agroflorestais
Cássio Murilo Moreira Trovatto
Assessoria de Comunicação Social – MDA
Coordenador de Comunicação Social/MDACoordenador de Comunicação Social/MDACoordenador de Comunicação Social/MDACoordenador de Comunicação Social/MDALuiz Felipe NelsisCoordenador de Jornalismo/MDACoordenador de Jornalismo/MDACoordenador de Jornalismo/MDACoordenador de Jornalismo/MDARicardo Schmitt Coordenadora Administrativa/ASCOM/MDACoordenadora Administrativa/ASCOM/MDACoordenadora Administrativa/ASCOM/MDACoordenadora Administrativa/ASCOM/MDAMarcela SilvaChefe da Assessoria de Comunicação/IncraChefe da Assessoria de Comunicação/IncraChefe da Assessoria de Comunicação/IncraChefe da Assessoria de Comunicação/IncraChico DanielEquipe de CriaçãoEquipe de CriaçãoEquipe de CriaçãoEquipe de CriaçãoEdiçãoEdiçãoEdiçãoEdição OrganizadoresOrganizadoresOrganizadoresOrganizadores FFFFotografiaotografiaotografiaotografiaClarita Rickli Armin Deitenbach Arquivo/MDAGuilherme dos Santos Floriani Jean Dubois acervo pessoalProduçãoProduçãoProduçãoProdução Jean Clement Laurent DuboisAlexandra Ferreira Jorge Luiz Vivan IlustraçõesIlustraçõesIlustraçõesIlustraçõesRegina Menescal, 2007TextosTextosTextosTextos Revisão TécnicaRevisão TécnicaRevisão TécnicaRevisão TécnicaCoordenaçãoCoordenaçãoCoordenaçãoCoordenação André Luiz R. Gonçalves ProjProjProjProjeto Gráf icoeto Gráf icoeto Gráf icoeto Gráf icoPeter Herman May Silvino CarneiroCássio Murilo Moreira Trovatto

Activity (91)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads
Ivy Edington liked this
Valdo Jesus liked this
Idalina Fonseca liked this
dreddblack liked this
Antonio Mello liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->