Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Formacao de Palavras

Formacao de Palavras

Ratings: (0)|Views: 47|Likes:

More info:

Published by: Ángel Alonso García on Jun 02, 2013
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

02/02/2014

pdf

text

original

 
03.01 Palavra e Vocábulo
Uma
palavra
é constituída de elementos materiais (vogais, consoantes, semivogais, sílabas, acento tônico) a que sedá um sentido e que se presta a uma classificação.Diremos, por exemplo, que a
palavra
 
boi
, designativa de "um quadrúpede ruminante que serve para os trabalhos decarga e para a alimentação", é um substantivo comum, concreto, primitivo, simples, masculino, singular,monossílabo, tônico, formado da consoante /b/ seguida do ditongo decrescente [oy].
Vocábulo
é, a rigor, a palavra considerada somente em relação aos elementos materiais que a constituem. Diremos,pois, que o
vocábulo
 
boi
é um monossílabo, tônico, formado da consoante /b/, seguida do ditongo decrescente [oy].Na linguagem corrente, porém, os dois termos
palavra
e
vocábulo
se equivalem, e todos empregamos um pelo outro,como fazemos nós mesmos neste livro.
03.02
 
Classes de Palavras
As palavras de nossa língua distribuem-se nas seguintes classes:
 
substantivo, adjetivo, artigo, numeral, pronome, verbo,advérbio, preposição e conjunção
. A interjeição, vocábulo-frase, fica excluída de qualquer das classificações.
Palavras variáveis e invariáveis
As classes de palavras podem ser agrupadas em
 
variáveis
 
e
 
invariáveis
, de acordo com a possibilidade ouimpossibilidade de se combinarem com as desinências flexionais.Os
 
substantivos
, os
 
adjetivos
, os
 
artigos
, os
 
numerais
, os
 
pronomes
 
e os
 
verbos
 
flexionam-se, isto é, podem apresentarmodificações na forma para exprimir as noções gramaticais de gênero, de número, de pessoa, de tempo e de modo.São, portanto, palavras
 
variáveis
 
ou
 
flexivas
.Os
 
advérbios
, as
 
preposições
, as
 
conjunções
 
e alguns pronomes têm uma só forma, rígida, imutável. São, porconseguinte, palavras
 
invariáveis
 
ou inflexivas.
03.03
 
Estrutura das Palavras
Examinemos estas duas séries de palavras:terra terras Terroso terreiro desterrarnovo nova Novinho novamente renovamosNotamos que, em cada uma delas, as palavras apresentam:
a)
uma parte constante em cada série:
terr-
(na primeira) e
nov-
(na segunda);
b)
uma parte que varia de palavra para palavra:
-s
,
-oso
,
-eiro
,
des-
(na primeira);
-a
,
-inho
,
-mente
,
re-
e
-mos
(na segunda).
Radical
As partes invariáveis
 
terr-
 
e
 
nov-
 
constituem o
 
radical
 
de cada uma das séries enumeradas. É o
 
radical
que irmana aspalavras da mesma família e lhes dá uma base comum de significação.As outras formas resultam da ligação ao
 
radical
 
de certos elementos, que, como veremos, podem ser uma
 
desinência
,um
 
afixo
 
(
sufixo
 
ou
 
prefixo
) ou uma
 
vogal temática
.
Desinência
As
 
desinências
 
têm simplesmente valor gramatical. Servem para indicar:
a)
 
nos nomes (substantivos e adjetivos) e em certos pronomes, o gênero (masculino ou feminino) e o número (singularou plural);
 
 
 
b)
 
nos verbos, o número (singular ou plural) e a pessoa (1ª, 2ª
 
ou 3ª).
 
Assim, em
 
terras
,
 
nova
 
e numa forma verbal como
 
renovamos
 
aparecem as seguintes
 
desinências
:
 
-s
, para denotar o plural (em
terras
);
 
-a
, para caracterizar o feminino (em
nova
);
 
-mos
, para expressar a 1ª pessoa do plural (em
renovamos
).
 
Convém, pois, distinguir as
 
desinências nominais
 
das
 
verbais
.
Desinências nominais
 
São as seguintes:
Gênero Número
Masculino Feminino Singular Plural-o -a - -s
O
 
singular
 
caracteriza-se pela falta de desinência, ou melhor, pela
 
desinência-zero
, pois a falta, no caso, é um sinalparticularizante.
Desinências verbais
. As flexões de pessoa e número são expressas nos verbos por desinências especiais, que podemosdistribuir por três grupos: desinências do presente do indicativo, do pretérito perfeito do indicativo e do infinitivopessoal (= futuro do subjuntivo):
Presente Pretérito PerfeitoInfinitivo PessoalFut. do SubjuntivoPESSOA
 
SINGULAR 
 
PLURAL
 
SINGULAR 
 
PLURAL
 
SINGULAR 
 
PLURAL
 -o -mos -i -mos - -mos-s -is (-des) -ste -stes -es -des- -m -u -ram - -em
Nas outras formas finitas, as desinências são as mesmas do presente do indicativo, salvo na primeira pessoa dosingular, que, como a terceira, se caracteriza pela falta de qualquer desinência (desinência-zero).
Observação:
 Para facilitar a aprendizagem, dissemos que a
 
desinência
 
da 3ª
 
pessoa do plural é
 
-m
 
(ou
 
-ram
,
 
-em
). Mas, em verdade,o
 
-m
 
que aí aparece é um mero símbolo gráfico: as terminações
 
-am
 
e
 
-em
 
são apenas modos de representar, naescrita, os ditongos nasais átonos
 
-ãu
 
e
 
-
.
Afixo (prefixo e sufixo)
Os
 
afixos
 
são elementos que se agregam ao radical para modificar-lhe o significado. Os afixos que se antepõem aoradical chamam-se
 
prefixos
; os que a ele se pospõem,
 
sufixos
.Os
 
prefixos
 
modificam geralmente de maneira precisa o sentido do radical. Assim, em
 
desterrar 
 
e
renovamos
 
aparecemos
 
prefixos
:
 
des-
, que empresta ao primeiro verbo a ideia de separação;
 
re-
, que ao segundo acrescenta o sentido derepetição de um fato.
 
Os
 
sufixos
, como as desinências, se unem à parte final do radical. Mas, enquanto estas caracterizam apenas o gênero,o número ou a pessoa da palavra, sem alterar-lhe o senti-do ou a classe, os
 
sufixos
transformam substancialmente oradical a que se juntam. Assim, em
 
terroso
,
 
terreiro
,
 
novinho
 
e
novamente
, há os sufixos:
-oso
, que do substantivo
 
terra
 
forma o adjetivo
 
(terroso)
;
-eiro
, que do substantivo
 
terra
 
forma outro substantivo
 
(terreiro)
;
-inho
, que do adjetivo
 
novo
 
forma o diminutivo
 
(novinho)
;
-mente
, que do feminino do adjetivo
 
novo
 
forma o advérbio
 
(novamente)
.
Vogal temática e tema
Na análise da forma verbal
 
renovamos
, distinguimos três elementos formativos:
a)
 
o
 
radical
:
 
nov 
 
b)
 
a
 
desinência número-pessoal
:
 
-mos
 
c)
 
o
 
prefixo
:
 
re-
 
Falta identificarmos apenas a vogal
 
a
, que aparece entre o radical
 
nov-e
 
a desinência
 
-mos
, vogal que encontramostambém na forma de infinitivo
 
 fumar 
, entre o radical
 
 fum-
 
e a desinência
 
-r 
.Nos dois casos, ela está indicando que os verbos em causa pertencem à 1ª
 
conjugação. A essas vogais quecaracterizam a conjugação dos verbos dá-se o nome de
 
vogais temáticas
. São elas:
-a-
, para os verbos da 1ª
 
conjugação (
 fum-a-r 
,
 
renov-a-mos
);
-e-
, para os da 2ª
 
(
dev-e-r 
,
 
 faz-e-mos
);
-i-
, para os da 3ª
 
(
 part-i-r 
,
 
constru-í-mos
 O
 
radical
 
acrescido de uma
 
vogal temática
, isto é, pronto para receber uma desinência (ou um sufixo), denomina-se
 
tema
.
Vogal e consoante de ligação
Os elementos mórficos até aqui estudados entram sempre na estrutura do vocábulo com determinado valorsignificativo externo ou gramatical. Há,porém, outros que são insignificativos, e servem apenas para evitardissonâncias (hiatos, encontros consonantais) na juntura daqueles elementos.Se examinarmos, por exemplo, os vocábulos
 
gasômetro
 
e
 
cafeteira
, verificamos que:
a)
 
o primeiro é formado de dois radicais
 
gás-
 
+
 
-metro
 
, ligados pela vogal
 
-o-
, sem valor significativo;
 
b)
 
o segundo é constituído do radical
 
café-
 
+ o sufixo
 
-eira
, entre os quais aparece a consoante insignificativa
 
-t-
 
paraevitar o desagradável hiato
 
-éê-
.
 
Esses sons, empregados para tornar a pronúncia das palavras mais fácil ou eufônica, denominam-se
vogais
 
ou
 
consoantes de ligação
.
03.04
 
Formação de Palavras
Palavras primitivas e derivadas
Chamam-se
 
primitivas
 
as palavras que não se formam de nenhuma outra e que, pelo contrário, permitem que delas seoriginem novas palavras no idioma. Assim:fama Mar novo pedraDenominam-se
 
derivadas
 
as que se formam de outras palavras da língua, mediante o acréscimo ao seu radical de umprefixo ou um sufixo. Assim:famoso Marinha renovar empedrar

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->