Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
0Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
proc_04161_01_acordao_apltc_00319_13_decisao_inicial_tribunal_pleno_.pdf

proc_04161_01_acordao_apltc_00319_13_decisao_inicial_tribunal_pleno_.pdf

Ratings: (0)|Views: 25|Likes:

More info:

Published by: Tribunal de Contas do Estado da Paraíba on Jun 13, 2013
Copyright:Public Domain

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See More
See less

06/13/2013

pdf

text

original

 
 
TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADOPROCESSO TC 04161/01 Fl. 1/3
gmbc
INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA SOCIALDOS SERVIDORES DA PREFEITURA DE PICUÍ.
Verificação do cumprimento dadecisão contida no Acórdão APL TC 583/2007. Cumprimento. Arquivamento dos autos.
ACÓRDÃO APL TC 00319/ 2013 
RELATÓRIO
O Tribunal, na sessão plenária do dia 14 de abril de 2004, após apreciar o Processo TC nº04161/01, que trata da prestação de contas do Instituto de Previdência Social dos Servidores doMunicípio de Picuí - IPSEP, exercício de 2000, de responsabilidade do Sr. Antônio Miguel Cordeiro,decidiu, através do Acórdão APL TC 179/2004:1)
 
 julgar irregular a prestação de contas, em virtude da constatação deirregularidades relativas ao atraso na entrega de prestação de contas, ausência derelatórios e documentos e falta de registro individualizado das contribuições dosservidores;2)
 
aplicar, ao gestor, a multa de R$ 1.200,00 (hum mil e duzentos reais), com fulcrono art. 56, incisos II e IV da Lei Orgânica do TCE/PB;3)
 
conceder o prazo de 60 (sessenta) dias ao mesmo gestor para recolhimento damulta, conforme dispõe o art. 3º da Resolução RN TC 04/2001;4)
 
fixar o prazo de 60 dias para que a administração do Instituto atestasse aviabilidade do sistema previdenciário, mediante o exame criterioso da possibilidadede sua adequação aos ditames da Lei Nacional nº 9.717/98 e, em caso negativo,articular-se com os poderes competentes, objetivando promover a extinção dosistema previdenciário em apreço, em virtude de sua inviabilidade econômico-operacional; e5)
 
determinar o traslado de cópia da decisão para o processo de prestação de contasrelativa ao exercício de 2004.Inconformado, o gestor interpôs Recursos de Reconsideração cuja decisão, constante doAcórdão APL TC 175/2005, consistiu em tomar conhecimento do recurso e dar-lhe provimento parcial,apenas para considerar sanada a irregularidade tocante à falta dos registros individualizados dascontribuições dos servidores, mantendo-se os demais termos do Acórdão APL TC 179/2004, comrenovação do prazo de 60 dias para cumprimento dos itens III e IV supra.A Corregedoria, após inspeção in loco, concluiu que a multa não fora recolhida, bem comoa determinação constante do item IV do Acórdão APL TC 179/2004 não foi cumprida. Informou, ainda,que o então gestor, Sr. Genário Xavier da Silva, declarou o desconhecimento do citado Acórdão, razãopela qual não o cumpriu e solicita o prazo de 90 dias para adotar as medidas necessárias.
 
 
TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADOPROCESSO TC 04161/01 Fl. 2/3
gmbc
O Tribunal, através do Acórdão APL TC 397/2006, decidiu conceder o prazo de 90(noventa) dias ao gestor, Sr. Genário Xavier da Silva, para cumprimento do Acórdão APL TC 179/2004,o qual deixou transcorrer o prazo sem se manifestar.Notificados, o Presidente do Instituto, o Prefeito Municipal e o Presidente da CâmaraMunicipal permaneceram silentes.Em 22 de agosto de 2007, o Tribunal Pleno, através do Acórdão APL TC 583/2007 decidiu:(1) considerar não cumpridas as decisões consubstanciadas nos Acórdãos APL TC 179/2004,175/2005 e 397/2006; (2) aplicar ao gestor multa pessoal de R$ 2.805,10, conforme previsto no art. 56,IV, da LOTCE-PB, por não cumprimento dos Acórdãos acima citados; e (3) assinar novo prazo de 60dias ao atual Presidente do Instituto de Previdência Social dos Servidores do Município de Picuí -IPSEP, Sr. Genário Xavier da Silva, bem como ao Prefeito, Sr. Rubens Germano Costa, para quecomprove junto a este Tribunal, sob pena de aplicação de multa pessoal, por descumprimento dedecisão e repercussão negativa em suas contas, a viabilidade da manutenção do Institutoprevidenciário municipal, mediante o exame criterioso da possibilidade de sua adequação aos ditamesda Lei Nacional nº 9.717/98 e, não sendo possível, promover a extinção do mesmo, em virtude de suainviabilidade econômico-operacional.A Corregedoria, analisando os autos, no que toca a verificação do cumprimento da decisãocontida no Acórdão APL TC 583/2007, constatou que:
 
O Ministério da Previdência Social emitiu o Certificado de Regularidade Previdenciária - CRPvalido até 09/03/2013;
 
As prestações de contas do Instituto referente aos exercícios de 2008 (Processo TC 03023/09),2009 (Processo TC 05338/10) e 2010 (Processo TC 02536/11) não apontam motivos para queo Instituto encerre suas atividades;
 
No exercício de 2008, (ano em que o Certificado de Regularidade Previdenciária foiregularizado) a única pendência foi a ausência de licitação para a contratação de umaassessoria jurídica;
 
Nos últimos exercícios analisados pela Auditoria (2009 e 2010), surgiram duas novasirregularidades: pagamento de benefícios pelo Instituto, quando a obrigação recai sobre aPrefeitura, e o não ressarcimento ao Instituto pela Prefeitura Municipal;
 
Em relação ao exercício de 2009 (Processo TC 05338/10), o Acórdão apenas recomendou atransferência para a Prefeitura Municipal de Picuí o ônus pelo pagamento destes benefíciosprevidenciários custeados pelos cofres do Instituto.;
 
O ex-gestor, Sr. Genário Xavier da Silva faleceu em 25/06/2008, conforme certidão de óbitoanexa;
 
Por fim, conclui-se pelo cumprimento do Acórdão APL TC 583/2007.O processo não foi submetido à audiência prévia do Ministério Público Especial.
PROPOSTA DE DECISÃO DO RELATOR
O Relator verificou que a determinação contida no Acórdão APL TC 583/2007 diz respeitoao gestor “atestar a viabilidade do sistema previdenciário, mediante o exame criterioso da possibilidadede sua adequação aos ditames da Lei Nacional nº 9.717/98 e, em caso negativo, articular-se com os

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->