Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
109Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Periodo Interbiblico

Periodo Interbiblico

Ratings:

4.4

(5)
|Views: 29,268 |Likes:
Published by Mayara

More info:

Published by: Mayara on May 05, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/09/2013

pdf

text

original

 
SEMINÁRIO TEOLÓGICO BATISTA DO NORTE DE MINASTEOLOGIA BÍBLICA DE MISSÕES
Trabalho apresentado à disciplina Teologia Bíblica deMissões, ministrada pela professora Rute Arruda Nogueira, como requisito parcial avaliação do 1°Semestre letivo de 2007 , referente ao ano do curso de Bacharel em Teologia.
ANDRÉ R. E S.13/06/2007
 
PERÍODO INTERBÍBLICO
Etimologicamente, “interbíblico” quer dizer “entre a Bíblia”, ou melhor, “entreos dois Testamentos”, isto é, entre o Velho e o Novo Testamento assim como se achamhoje em nossas Bíblias.O livro do profeta Malaquias, último vidente desse período, termina com a promessa do precursor do Messias (Ml 4: 4-6 e 3:1). Mt. 3:1 é o cumprimento fiel da profecia de Malaquias. No entanto, entre a profecia (Ml 3:1) e seu cumprimento (Mt3:1), transcorreram nada menos de 400 anos.Os 400 anos do período interbíblico caracterizam-se pela cessação da revelação bíblica, pelo silencio profundo em que Deus permaneceu em relação ao seu povo, poisdurante esse período, nenhum profeta se levantou em nome de Deus. No silencio desesperador desses 400 anos, o Senhor deixou que os esforços doshomens, na resolução dos problemas espirituais, falhassem; que a filosofia seesboroasse, que o poder material enfadasse as almas; que a imoralidade religiosadesiludisse a todos, mesmo os corações mais ímpios; que a corupção campeasse,atingisse as raias da depravação, mostrando assim ao homem a inutilidade de taissistemas e instituições.Em 500 e poucos anos, os judeus foram derrotados, levados ao cativeiro; suametrópole fora destruída, seu Templo profanado e derribado. Depois de duras provas porque passara, tornaram a Jerusalém, reedificaram a cidade, reconstruíram O Templo, e prosseguiram na sua história brilhante e ascendente, cujo término se verificou em 70 danossa era, na destruição de Jerusalém pelos romanos.
A SOBERANIA MEDO- PERSA (450- 333 a.C.)
A Média
– A Média fica no majestoso planalto do Irã, a oeste da cadeia deZagros, a leste da Mesopotâmia, comunicando-se com o mar Cáspio.Os Medos descendem de um grupo iraniano.O fundador da dinastia média foi Ciaxiares (633-a.C.), Que auxiliou Nabopalassar adestruir Nínive.Sucedeu-lhe no trono ,seu filho Astíages, cuja filha foi desposada por Cambises, pai de Ciro, vassalo da Média.
 
A Pérsia – 
A Pérsia era no tempo de Astíages, tributária da Média. A Pérsiaantiga estava situada a oeste do Golfo Pérsico, ao sul de Babilônia e sul daMédia.Quando Ciaxiares fundou a famosa dinastia meda, a Pérsia era uma de suashumildes colônias. Cambises da Pérsia casou-se com a filha de Astíages daMédia. Cambises, com este matrimônio, esperava dilatar os seus territórios,multiplicar seus tesouros e aumentar o seu poder. Nada, aconteceu.A suprema ambição de Cambises era: aumentar seus territórios tornou-se umaobstinação em seu filho Ciro e que na realidade, se tornou o ponto de partida para as suas grandes conquistas.O período interbíblico representa uma era tumultuosa, não apenas para o povohebreu, mas para o mundo de então. Depois dos inúmeros governos dos assírios ecaldeus, veio o governo dos persas.Tão logo Ciro assumiu o poder em Babilônia, lhe foi mostrada a Escritura deIsaías 45, em que ele é mencionado por nome como o que estava destinado a restaurar o povo de Israel. Ciro ficou admirado de ver seu nome registrado duzentos anos antesde nascer, por isso, logo no primeiro ano de seu governo, deram ordens para que oscativos, que desejassem, voltassem à sua terra, devolveu os vasos de ouro que Nabucodonozor tinha levado e promoveu todas as medidas para facilitar a volta a Judá.Assim, em 520, no segundo ano de Dario, sócio de Ciro na conquista da Babilônia, foidada ordem aos judeus para que voltassem à Palestina. Poucos voltaram, porque muitos já estavam estabelecidos na terra, fazendo bons negócios, e preferindo ajudar seusirmãos que retornavam, a voltar com eles.Reconstruído o Templo, faltavam os muros da cidade, que estavam derribados. Ahistória da reconstrução do Templo e dos muros é uma narração que só pôde ser lavadaa cabo graças a boa disposição do governo persa. Artaxerxes (465-425) foi o grandemonarca da restauração dos muros. Os persas dominaram sobre Jerusalém por doisséculos, e este, foi benéfico para o povo de Deus.No governo de Artaxerxes Longimanus, verificam – se os seguintes fatos:
O Egito revoltou-se contra a Pérsia e, em diversos lugares, derrotou as forças deArtaxerxes.

Activity (109)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Pesquisa excelente!
fiuza-carlos liked this
Flávio Burani added this note
bom gostei
cadrif liked this
cadrif liked this
jerusalem2012 liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->