Welcome to Scribd. Sign in or start your free trial to enjoy unlimited e-books, audiobooks & documents.Find out more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Texto_-_A_Evolução_Histórica_d

Texto_-_A_Evolução_Histórica_d

Ratings: (0)|Views: 13|Likes:

More info:

Published by: Roberto Carlos Mayrink Teixeira on Jul 04, 2013
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

09/06/2013

pdf

text

original

 
 1
EVOLUÇÃO HISTÓRICA DA LOGÍSTICA1 – Origem da logística
A literatura existente atribui diferentes origens à palavra Logística. Alguns autores afirmamque ela provém da palavra grega “logos” que se traduz à razão, e que tem o significado de a“arte de calcular” ou em outra interpretação, “a manipulação dos detalhes de uma operação”.Outros afirmam que ela tem origem francesa e que deriva do verbo “loger” (arrumar, alojar,acomodar).Um texto escrito em 1901 pelo americano John F. Crowell pode ser considerado como um dosprimeiros relatos na história a abordar questões logísticas, como custos e diversos outrosfatores que influenciavam a distribuição física de produtos agrícolas.BALLOU (1993), relata que em 1915 um outro americano Arch W. Shaw contribuiu para odesenvolvimento da logística, dando importância à distribuição física e outros aspectosestratégicos ao subdividir pela primeira vez as atividades que hoje fazem parte dos sub-sistemas da logística.As atividades logísticas que compõem o subsistema logístico iam crescendo isoladamente emimportância para as organizações e pesquisadores, e a concepção de agrupar conjuntamente asatividades relacionadas ao fluxo de produtos e serviços como transporte, estoques ecomunicações, administrando-as de forma coletiva, configura-se como uma evolução naturaldo pensamento administrativo.Mas o mundo só foi presenciar a importância da logística durante a Segunda Guerra Mundial,que abrangeu o período de 1941 a 1945, onde se observou na prática a importância doplanejamento logístico, para o apoio nas ações militares.A logística surgiu na área militar, da necessidade de um melhor planejamento nodeslocamento de tropas e suprimentos durante uma operação militar, com a função deotimizar custos, tempo e recursos disponíveis de forma mais eficiente possível. Mas o grandemarco para o seu desenvolvimento, ocorreu no início de 1950, no qual caracteriza-se pelaprocura e interesse das grandes empresas da época pela logística, que até então eraexclusividade do meio militar, somente a partir desta década a logística passa a ter aplicaçãonas grandes empresas, que já davam início à busca da redução de custos e melhoria daqualidade de seus serviços.Hoje a logística pode ser definida de várias maneiras, dentre quais podemos destacar aconceituação do CHRISTOPHER (1997) que a descreve como, o processo de gerenciarestrategicamente a aquisição, monitoramento e armazenagem de materiais, peças e produtosacabados (e os fluxos de informação correlatas) através da organização e seus canais demarketing, de modo a poder maximizar as lucratividades presentes e futuras através doatendimento dos pedidos a baixos custos.Segundo DASKING (1985), a logística pode ser definida como: o planejamento e a operaçãodos sistemas físicos, informais e gerenciais necessários para que os insumos e produtosvençam condicionantes espaciais e temporais de forma econômica.
 
 2
Para BRECCIA (1998), a logística é um a disciplina orientada a gerenciar os fluxos demateriais desde os fornecedores de matéria-prima até o consumidor final, com o objetivo deservir o cliente no menor custo possível.Hoje, o conceito amplamente aceito, é definido pelo Council of Logistics Management (1991)que corresponde:“Logística é o processo de planejar, implementar e controlar o fluxo e o armazenamento,eficiente e eficaz em termos de custo, de matérias primas, estoques em processo, produtosacabados e as informações correlatas desde o ponto de origem até o ponto de consumo, compropósito de obedecer aos requisitos aos clientes”.Para LANGLEY e HOLCOMB (1992), a grande contribuição desta definição, é que o serviçoao cliente passa a ter uma importância no processo logístico na mesma proporção do produtofísico e do fluxo de informação. Segundo estes autores, o conceito da logística tem evoluídona medida de uma visão eminentemente operacional para uma visão mais estratégica para asorganizações.Segundo BALLOU (1993) a logística trata de todas as atividades de movimentação earmazenagem, que facilitam o fluxo de produtos/serviços desde o ponto de aquisição damatéria-prima até o ponto de consumo final, assim como dos fluxos de informação quecolocam os produtos em movimento, com o propósito de providenciar níveis adequados aosclientes a um custo razoável.O mesmo autor define, de forma resumida, que a missão da logística é colocar as mercadoriasou serviços certos no lugar certo, no instante correto e na condição desejada, ao menor custopossível.Nota-se nestas definições que a logística não se atem somente aos aspectos físicos eoperacionais do sistema (rede de transporte, armazéns, veículos, etc.), mas também, aosaspectos informais, gerenciais e estratégicos, envolvendo tecnologia da informação, processosde controle gerenciais, aspectos estratégicos do negócio, processamento de informação, etc.,que fazem parte integrante da análise logística.Segundo NOVAES (1996), a logística pode subdividir-se em três flancos: Logística deSuprimentos, Logística de Distribuição e Logística Reversa.A logística de Suprimentos lida diretamente, dentre outros, com os problemas relacionados àsfontes de suprimentos (diversificação de fontes de suprimentos, preços, custos de transporte,etc.), à política de estocagem, aos meios de transporte utilizado, relacionamento com osfornecedores, etc.A Logística de Distribuição lida diretamente com produto acabado ou semi-acabado, onde osprincipais problemas são referentes à armazenagem, processamento de pedidos, transporte(fábrica-depósito, depósito-depósito), a distribuição física desses produtos, etc.Uma nova subdivisão da logística é conhecida como Logística Reversa. Devido a grandepreocupação da sociedade, como um todo, com aspectos ambientais, a Logística Reversa temenfoque em problemas relacionados ao meio ambiente. Ela vem tentando propor soluçõesrelativas a problemas do tipo: reciclagem dos produtos consumidos, retorno de embalagens,
 
 3
reciclagem de matéria-prima, etc. ela tem como principal objetivo propor soluções a esse tipode problema.A logística tem tido nos últimos anos, principalmente nas últimas duas décadas, um grandeimpulso para a sua evolução; várias empresas de consultoria, organizações, empresas deserviços, indústrias, entidades, universidades e pesquisadores, tem contribuindo de formabastante significativa para sua evolução conceitual e prática. Alguns autores como Bowersox,LaLonde, Christopher, Lambert, Hesckett, Ballou, Dasking e Langley, contribuíram de formabastante significativa para a evolução conceitual e difusão da logística, e como organizaçõespodemos citar o Council of Logistics Management e o National Council PhisycalDistribution Management, ambos situados nos Estados Unidos, que têm como objetivosprincipais, a difusão e o aprimoramento dos conceitos da moderna logística.
 A logística passa atualmente por um processo contínuo e ininterrupto de evolução.Ocorreram mais mudanças no processo da logística nos últimos dez anos, do que em todas asdécadas juntas desde a revolução industrial (BOWERSOX, 1995).
A logística ainda não possui o mesmo “glamour gerencial” desfrutado por outras áreastradicionais como financeira, marketing e produção. Entretanto sua importância tende aaumentar cada vez mais dentro das organizações, já que, é uma das poucas áreas que aindapossui espaço para melhorias significativas de processos, ganhos de produtividade ediminuição de custos, talvez por não ter atingido ainda sua total maturidade. A tendência éque os executivos destas áreas, incluindo a logística, parem de disputar entre si qual a área demaior “status” e importânciapara a empresa e passem a interagir, ou melhor, passem a buscara logística sistêmica e integrada objetivando o sucesso do “negócio” como um todo, e nãosomente os de suas áreas.Segundo HESCKET (1986), por ser a logística de suprimentos: o estudo dos mercados, dasfontes de suprimentos, dos sistemas de transporte, das opções energéticas, da atuação dosconcorrentes, ela deve pesar na definição e formalização de uma estratégia empresarial.Neste sentido, a adoção de abordagens sofisticadas de gerência de processos logísticos noâmbito das empresas tem se mostrado muito importante para considerar e sustentar estratégiasempresariais mais eficazes e promissoras. Dentro deste contexto, a logística passa por umprocesso de evolução na sua base conceitual, passando a abordar de forma sistêmica eintegrada todas as atividades que se envolvem direta e indiretamente aos fluxos físicos deinformações desde a cadeia de suprimento até a distribuição física no consumidor final.
2 – Fases de desenvolvimento
Hoje podemos observar um crescente interesse pela logística, esse interesse é fruto dediversos fatores, entre eles:
 
Um crescimento acelerado dos custos das empresas, destacando-se os custos comarmazenagem e transporte;
 
A evolução da informática, propiciando meios de utilização mais prática de técnicasmatemáticas e de manipulação e tratamento de grande volume de dados.
 
Aumento da concorrência interna e externa induzida pelo efeito “globalização”,provocando disputa de mercados, redução da margem de lucro de cada empresa eaumento de seus custos totais;
 
Aumento da comercialização entre países (importação e exportação);

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->