Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Simulado 193 - PCF Área 6 - PF - CESPE

Simulado 193 - PCF Área 6 - PF - CESPE

Ratings: (0)|Views: 49|Likes:

More info:

Published by: Robson Timoteo Damasceno on Jul 06, 2013
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/22/2013

pdf

text

original

 
 
Simulado 193 para o concurso da Polícia Federal
Perito Criminal Federal
 –
Área 6
 –
Química / Engenharia Química
ResoluçõesElaboração das questões: Robson Timoteo DamascenoResolução das questões: Robson Timoteo Damasceno
Uma semana para o fim!!!!!!!Concurseiro Robson
 
CONHECIMENTOS BÁSICOS
1
 A dúvida nos mete medo. Interrogar, determinar com exatidão, situar-se; todos esses atosde liberdade, de decisão e de responsabilidade são terrivelmente angustiantes; trata-se de
4
angústia análoga àquela de uma criança que rompe o cordão que a liga a seus pais, a seusmestres, aos grupos dos quais faz parte e vai perdendo assim a doce segurança da dependência,
7
da obediência, do conformismo. Essa angústia é inevitável: ela leva o selo da existência; nela seexprime a vertigem perante a liberdade. Não se trata, nessas condições, de querer liquidar a
10
angústia, mas de saber se o homem deve procurar evitá-la, fugir dela por qualquer saída, ou se,em vez disso, deve aceitá-la e aventurar-se a viver longe da terra firme.
13
Ora, o que vale para a existência em geral vale também e muito particularmente paraaqueles que estão ligados à educação, que é, na realidade, grande geradora de angústias.
16
Deum lado, toda relação pedagógica é fonte de tensão, de desequilíbrio para aqueles que a vivem, namedida em que ela os implica naquilo que são, os interroga, coloca em questão
19
suaspreferências, seus valores, seus atos, sua maneira de ser, seu projeto de existência. Por outrolado, essa tensão e essa interpelação vão além dos envolvidos como atores particulares
22
eindividuais, pois o que importa pedagogicamente é o projeto educativo-histórico de uma sociedadeno interior da qual a pedagogia desempenha papel importante. A educação faz com
25
que toda anossa sociedade se interrogue a respeito de si mesma, se debata e se busque. Educar éreproduzir ou transformar: repetir servilmente aquilo que foi, optar pela
28
segurança doconformismo, pela fidelidade à tradição ou, ao contrário, fazer frente à ordem estabelecida e correr o risco da aventura; é querer que o passado configure todo o futuro ou
31
partir desse passado paraconstruir outra coisa.
Moacir Gadotti
. Educação e poder: introdução à pedagogia doconflito. São Paulo: Cortez, 1998, p. 18 (com adaptações).
 Acerca do texto acima, avalie os próximos itens.
1
 –
Para o autor do texto, os conflitos gerados na relação pedagógica são restritos àquelesdiretamente envolvidos nessa relação: professores, alunos e outros agentes do sistemaeducacional.Errado
O texto fala sobre toda a sociedade (linha 15).
2
 –
A educação é apresentada no texto como mecanismo que leva necessariamente àmudança, em consequência dos questionamentos e das tensões que ocorrem em sala deaula.Correto
È o que está na ideia de que educar é transformar.
3
 –
 
No trecho “A dúvida (...) angustiantes” (
L.
1-
3), os verbos “Interrogar”, “determinar” e“situar 
-
se”, empregados em sua forma nominal de infinitivo, exercem a função de sujeito daoração em que ocorrem; por isso, a forma verbal “são” está empregada no plural.
 Errado
O plural é feito por 
conta do termo “todos esses”.
 
4
 –
Seriam mantidos a correção gramatical e o sentido original do texto se, na linha 3, o
ponto e vírgula empregado logo após “angustiantes” fosse substituído por ponto e o termo“trata
-
se” fosse iniciado com letra maiúscula
.Correto
Esta forma é de fato correta, apenas ampliando a pausa em relação ao texto original.
 
5
 –
No texto, a noção do familiar contrapõe-se à ideia do novo e do desconhecido e é
referida por expressões como “dependência” (
L.
6), “conformismo” (
L.
7), “terra firme” (
L.
12), “reproduzir” (
L.
26), “repetir” (
L.
27) e “fidelidade à tradição” (
L.
28), entre outras.Correto
Esta é uma das linhas de ideias do texto.
6
 –
Infere-se do texto que a dúvida e a angústia a ela associada são traços inerentes àexistência e ao desenvolvimento humanos.Correto
Este é um bom resumo das ideias do texto.
7
 –
 
O trecho “vertigem perante a liberdade” (
L.
8-9) retrata, no texto, a condição de incertezae insegurança que tipicamente ocorre em situações em que muitas opções estão abertasàquele que deve decidir.Correto
Esta é a ideia desta expressão.
8
 –
 
Em “Não se trata” (
L.
9), a partícula “se” poderia ser corretamente empregada a
pós overbo, escrevendo-
se “Não trata
-
se”.
 Errado
 A palavra negativa atrai a próclise.
9
 –
O tema do texto é o medo na infância.Errado
Certamente que não.
10
 –
Trata-se de texto dissertativo, com enfoque de aconselhamento ao leitor.Errado
Não há enfoque de aconselhamento.Considerando as normas de redação de correspondências oficiais, julgue os itens.
11
 –
Em exposição de motivos encaminhada, por exemplo, pelo ministério da saúde àpresidente da República, é adequada a utilização do vocativo Excelentíssima SenhoraPresidenta da República e do fecho Respeitosamente, ambos seguidos de vírgula.Correto
 Adequada observação.
12
 –
O trecho a seguir é adequado para constituir o corpo de um ofício, documentoadequado a ser encaminhado pela diretoria do setor de tecnologia da informação dedeterminado tribunal à diretoria de recursos humanos desse mesmo órgão. Encaminho aV.S.ª , para as devidas providências, a frequência dos funcionários desta diretoria, ematendimento ao solicitado no Mem. 12/2013-DRH.Correto
Realmente o é.

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->