Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
6Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Celebração Penitencial

Celebração Penitencial

Ratings: (0)|Views: 5,257|Likes:
Published by CVJ-Maia
Material de apoio a uma celebração penhitencial
Material de apoio a uma celebração penhitencial

More info:

Published by: CVJ-Maia on May 22, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, DOC, TXT or read online from Scribd
See More
See less

03/15/2013

pdf

text

original

 
Celebração Penitencial
 Deus pode suscitar, destas pedras, filhos de Abraão
Símbolo:
Pedras
Cântico inicial
: Vem Senhor Jesus
Introdução :
Alegrai-vos, preparai-vos, criai espaço nas vossas vidas para acolher o Salvador 
Estamos aqui reunidos, uma semana antes do Natal, para intensificar esta preparação
Um convite a estar aqui, unidos como comunidade, como irmãos – diante do Senhor 
Deixar tudo o que eventualmente nos preocupa neste momento e sentir esta presença pacificadora deDeus…
 Num momento de silencio… pedir a Jesus o dom da Paz – para podermos fazer uma revisão da nossavida nas nossas relações, com Deus com o próximo e com connosco mesmos
Em Silêncio digamos: Vem Senhor Jesus, dá-me a tua Paz.
Cântico
: “Hoje se escutardes a voz do Senhor não fecheis os vossos corações”
Estar aqui, é ir ao deserto ter com João Baptista para escutar as suas Palavras:
Evangelho: Mt 3, 1-9
 Naqueles dias, apareceu João, o Baptista, a pregar no deserto da Judeia. Dizia: «Convertei-vos, porque está próximo o Reino do Céu.» Foi deste que falou o profeta Isaías, quando disse:Uma voz clama no deserto:
Preparai o caminho do Senhor,endireitai as suas veredas.
 
João trazia um traje de pêlos de camelo e um cinto de couro à volta da cintura; alimentava-se de gafanhotose mel silvestre.
 
Iam ter com ele os de Jerusalém, os de toda a Judeia e os da região do Jordão,
 
e eram por ele baptizados noJordão, confessando os seus pecados.Vendo, porém, que muitos fariseus e saduceus vinham ao seu baptismo, disse-lhes: «Raça de víboras, quemvos ensinou a fugir da cólera que está para vir?
Produzi, pois, frutos dignos de conversão
 
e não vos iludaisa vós mesmos
, dizendo: ‘Temos por pai a Abraão!’ Pois, digo-vos:
Deus pode suscitar, destas pedras, filhos de Abraão.
Uma voz clama no deserto
É necessário ir ao deserto para escutar essa voz. É necessário e urgente retirar-nos para ouvir a voz deDeus.
E é o próprio Deus que nos leva lá! È Ele que está no “sim” que nós damos ao estar presente nestacelebração
Sozinhos teriamos medo de ir ao deserto1
 
Preparai o caminho do Senhor,endireitai as suas veredas.
Preparai-vos…
Quando damos uma festa ou convidamos alguém a vir a nossa casa, muitas vezes damos mais tempoe energias à preparação desse momento que ao momento mesmo da presença dessa pessoa.
É a pedagogia da vida! O tempo da preparação reflecte o amor, o carinho que temos por quem vem! Etudo transparece na ocasião do encontro, mesmo que nos possa parecer que não.
Estamo-nos a preparar para celebrar a vinda de Jesus Cristo o Senhor da Vida. Como nos estamos a preparar! Haverá lugar para Ele nas nossas casas? Nas nossas vidas?Produzi, pois, frutos dignos de conversão e não vos iludais a vós mesmos
Arrependei-vos, dai o primeiro passo, mas não fiqueis por aí
Comprometei-vos, acreditai que é possível percorrer caminhos novos e de mais vida
A nossa experiência de pecado não é uma fatalidade
Pode ser uma ocasião única para crescermos como pessoas e cristãosDeus pode suscitar, destas pedras, filhos de Abraão.
Deus pode fazer destas pedras…
 Não somos nós com os nossos pios propósitos, é Ele connosco, é Juntos que é possível trilhar essecaminho novo de vida e de Paz
“Destas Pedras” – Símbolo deste momento de exame de consciência“Eu na minha relação com Deus” – Pedra seca por dentro e molhada por fora
Qual é o lugar que eu Lhe dou no meu dia-a-dia?
Reservo-lhe tempo para falar com Ele? Ou é só quando estou em apuros?
O que é que determina a minha oração?
Para obter algo que necessito? Então ela é interesseira!
O hábito, a rotina? Então ela será muito superficial!
Quando me apetece? Então ela será poucas vezes!
O medo? Então ela é uma obrigação!
Amor? Então ela é um desejo de crescer!
A quem pertence o meu coração? A uma pessoa? A uma paixão? Ao meu trabalho?E se Deus me tirasse tudo isso, o que seria da minha vida?
Como é o meu domingo?É o prolongamento dos outros dias da semana (de trabalho e mais trabalho?) ou um dia de descanso e deagradecimento a Deus?2

Activity (6)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Elena Eam liked this
Silvia Maria liked this
Diego Navarro liked this
Rosely Francisco liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->