Welcome to Scribd. Sign in or start your free trial to enjoy unlimited e-books, audiobooks & documents.Find out more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
2Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Acidentes e Macro Pk

Acidentes e Macro Pk

Ratings: (0)|Views: 424|Likes:
Published by andersonhistoria

More info:

Categories:Types, Research, Science
Published by: andersonhistoria on May 23, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/12/2012

pdf

text

original

 
Macro pk
Macro-PK : relates to psychokinetic effects which can be observed directly instead of effects that are merely inferred by statistical analysis. The opposite to this is Micro-PK,where the effects cannot be directly observed but only inferred from the statisticalanalysis of data.
imitação de tradução:
Macro pk são os fenômenos psicocinéticos que podem ser observados diretamente, emvez dos efeitos que são meramente inferidos pela análise estatística. O oposto a ele é oMicro-PK, em que os efeitos não podem ser observados diretamente, mas apenasinferidos a partir da análise estatística dos dados.
 “Sensitivos. Eis 7 exemplos de sensitivos parapsíquicos, vitimadospor macro-PKs des¬trutivas, ou 7 casos de mortes(dessomas)(desencarnes) violentas, 5 tipos diferentes:1. Incineração. Anna Prado, incineração acidental, no Pará, Brasil, em1923.2. Atropelamento. Carmilo Mirabelli, atropelamento, em 5. Paulo, SP,1951.3. Automóvel. Dolhe Clark, acidente de automóvel, em Indiana,E.U.A.4. Carro. José Pedro de Freitas (Arigó), acidente de carro, MinasGerais, 1971.5. Acidente. Oscar ~Vilde de Oliveira, acidente de automóvel, 1976.6. Abelhas. Antonio Rios, picado por abelhas, em Palmelo, GO, Brasil,1990.7. Assassinato. Edson Queiroz, assassinado, em Recife, PE, Brasil,1991.” 
Fonte. Vieira, W. 700 exp. Conscienciologia, Rio de janeiro, 1994
 
"Tá cheio de homicídio que a causa está no extrafísico"Não entendi essa parte Anderson, como ocorreria isso?Seria um assédio tanto na vítima quanto no autor? Ocasião em que o assediadormanipula o prórprio ectoplasma do médium de efeitos físicos em desequilibrio?O macro PK traduz somente acidente automolistico? Ou envolve os tipos deacidente?Se formos analisar este macro PK, iremos perceber que o que achamos que éacidente na verdade é um suicídio negligente, ou indireto, por falta de cuidadoscom a sua própria energia, estou correto?
 
 
Junior, entendamos assassinato = influência espiritualperniciosa que já acompanha os envolvidos.Pode se dizer que sim é um suicídio indireto ou suicida moral.Mas acho que a palavra ideal é uma desencarnação antes dahora.Acho que temos que esquecer a palavra vitima.Ninguém é vitima de ninguém.Somos vitimas se quisermos dizer assim de nossos atostransatos.O karma é construído pelas nossas ações, sentimentos,emoções, pensamentos.O caso que ele cita do nordeste é do Edson Queiros quemorreu assassinado pelo seu caseiro durante uma discussãocalorenta.
Invigilância.
Às vezes o assediador nem está planejando o assassínio, maspartilhando daquela atmosfera espiritual agressiva, elemesmo, o desencarnado é agressivo, pois os afins se atraemproporcionam a ajuda para”esquentar”a situaçãoO fato de um indivíduo ter os efeitos físicos em abundancia ede não estar ligado, engajado em uma linha de pensamentoevolutiva. É uma ação. Que tem ou terá sua reaçãocorrespondente.Veja, ninguém é obrigado a servir.Mas aquilo que semeamos, colhemos.
Testemunhas.
A ambiência extrafísica é universal.Não há encarnado livre de uma nuvem de testemunhasextrafísicas.A proporção é de no mínimo 4 X1. Para um encarnado 4desencarnados.Independe de crença, país, etc...
 
 A rigor ficamos com seres afins a nós.
Mentores.
Sempre lembrando, os mentores extrafísicos são melhores,mais evoluídos. Visão mais ampla.A evolução ocorre através da ampliação da responsabilidadeconsigo e com os outros.Ele não perde tempo com encarnados e desencarnados quenão querem nada. Isso não implica dizer abandono.
Inguémestá sozinho. Sempre há amparo. No entanto eles não fazem estuproevolutivo. Ou seja, eles não interferem nas decisões e opiniões daspessoas. Auxiliam naquilo que podem a partir do material fornecidopela própria pessoa.
Pois sabe que eles ainda estão no nível debicho. É o bicho homem- criança espiritual. Movido pelosinstintos para lá e para cá. Semeando dor em cada ato.QUe já tem o futuro comprometido , que tem as "egrégoras”que projetam uma visão de mundo pequena. Ele não enxerga.Suas companhias extrafísicas. São na maioria os vampirosdesencarnados. Na verdade são parceiros.No Brasil costuma-se pensar no movimento espírita que todapessoa que possui a mediunidade efeitos físicos “tem missão”,tem que trabalhar.Isso é apenas parte da verdade. O ideal é que fosse assim.Mas, se pensarmos em termos de mundo. Tais ocorrências (ofato da pessoa ter mediunidade de efeitos físicos)sempreocorreram em todos os tempos, e ocorrem em todos os países.Mas em geral é ignorada, mal utilizada, mal interpretada.Poucos têm o privilégio de tantas informações e o que é pior ode aceitá-las. Interagir com elas então de uma forma positiva.É coisa mais rara ainda.E está tudo bem. È do processo evolutivo que seja assim,mas...As consequências...
Artistas.
Veja no texto o autor afirma que muitos artistas têm essamediunidade. E ele tem razão, se nós aprofundarmos na

Activity (2)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->