Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
318Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
ENFERMAGEM EM BIOSSEGURANÇA

ENFERMAGEM EM BIOSSEGURANÇA

Ratings: (0)|Views: 125,512|Likes:
Published by alciris

More info:

Published by: alciris on Jun 03, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See More
See less

09/18/2013

pdf

text

original

 
ENFERMAGEM EM BIOSSEGURANÇABIOSSEGURANÇA :1-CONCEITO:
É a ciência que estuda o manuseio de substâncias biológicas avaliando todas as condiçõesque serão necessárias para a atividade de enfermagem.
1.2– Considerações gerais :
Em 1996, foi publicado um manual sobre a orientação que devemos ter ao manusear sangue,líquidos e fluidos corporais, o sistema abordou as seguintes questões:
Precauções padrões ou universais;
Precauções baseadas na rota de transmissão;
Precauções Empíricas;
As precauções universais são medidas adotadas pelos profissionais da saúde envolvidos naassistência aos pacientes independente da doença diagnosticada.O profissional de saúde deve ter uma postura consciente da utilização destas precauções comoforma de não se infectar ou servir de fonte de contaminação. A adoção destas medidas é importante para não adquirir doenças tais como a Hepatite B e C, AIDS, sífilis doença de Chagas , influenza ,além de tuberculose e outras patologias respiratórias.
1.3- Saúde Ocupacional e medidas de segurança:
A segurança do trabalho pode ser entendida como o conjunto de medidas adotadas visandominimizar os acidentes de trabalho.
1.4- Doença Ocupacionais :
São disfunções orgânicas provindas do trabalho temos determinadas patologias que são características, tais como :
Lombalgia ;
Acidentes com materiais perfuro-cortantes;
Contato com secreção e eliminação;
Contato com produtos químicos;
estresse irritação cansaço desânimo;
PROFESSORA IRIS CORRÊA
 
ENFERMAGEM EM BIOSSEGURANÇA2-TIPOS DE PROTEÇÃO UNIVERSAL:2.1-Lavagem das mãos : A lavagem das mãos é de extrema importância para a segurança
do paciente e do próprio profissional, haja vista que, no hospital, a disseminação de microrganismosocorre principalmente de pessoa para pessoa, através das mãos.
2.2- Uso de luvas esterilizadas e de procedimento:
O uso de luvas deve ser quando o profissionalfor realizar:
manipulação de sangue e outros líquidos corporais ;
manipulação de membranas e mucosas ;
manipulação de sangue e outros fluídos corporais;
manipulação de membrana , mucosa e pele não íntegra;
 procedimentos em equipamentos ou superfícies contaminadas com sangue e fluídoscorporais;
 procedimentos de acessos vasculares.
2.3- Uso de avental :
quando em contato direto com sangue e outros fluidos corporais.
2.4-Uso de máscaras, gorros , óculos :
para proteção contra sangue e fluidos corporais.Usar quando houver risco de contaminação de mucosas face, olhos , boca, nariz por respingar sangue e fluidos corporais, principalmente em punções liquóricas e arteriais , suturas ecirurgias.
3- MEDIDAS DE PRECAUÇÃO UNIVERSAL-PROTOCOLO3.1- Manuseio de material perfuro cortante :
o profissional não deve reencapar, nem entortar equebrar agulhas escalpes e lâminas contaminadas, isto é, exposta a sangue e fluídos corporais.
3.2- Precauções como rota de transmissão :
Precauções de contato :
Contato com um ou mais tipos de matéria orgânica. Em pacientes com suspeita ouidentificados com as seguintes patologias: infecção ou colonização por agentes multirresistentes,herpes, furunculose , piodermites, pediculose, escabiose, conjuntivite, contato entérico com pacientecom diarréias infecciosas.
PROFESSORA IRIS CORRÊA
 
ENFERMAGEM EM BIOSSEGURANÇA
Precauções em transmissão de vias áreas :
São aquelas transmitidas pelo ar sob forma de partículas de pequeno tamanho ( menor que 5micra). -Indicação : paciente com suspeita ou diagnosticadas por patologias respiratórias taiscomo : Tb,sarampo, varicela-partículas menores que 5 micras.
-Precauções com gotículas ( partículas):
São aquelas transmitidas pelo ar porém alcançamcurtas distâncias ( partículas ou gotículas maiores de 5 micra). Pacientes com meningite,Pneumonia (por streptococcus pneumoniae) , rubéola, caxumba, coqueluche, pois nestas patologias a transmissão por via área é mais curta.
4-IMUNODEPRIMIDOS -CUIDADOS ESPECIAIS:4.1-imunodeprimidos: São pacientes que estão com depressão do sistema de defesa orgânica ,dentre estes temos :
Pacientes portadores do vírus H.I.V e Aidético;
Paciente com Imunodeficiência Genética;
Pacientes em uso de altas doses de corticóides;
Pacientes fazendo tratamento quimioterápico e radioterápicos;
Pacientes com leucopenia ( leucócitos abaixo de 1000/ml); e neutropenia (abaixo de500/ml);
Pacientes transplantados.
4.2- Protocolo de manejo destes pacientes:
Separação destes pacientes que se inadvertidamente estiverem com pacientes com patologiainfecciosa;
Os pacientes em tratamento oncológico não ficaram misturados com pacientes de patologiasinfecciosa, ficarão em quarto individual ou com outra pessoa com o mesmo tratamento;
Em transplantes a equipe de saúde deve entrar em consenso de utilizar quarto individual para estes pacientes, e as medidas de precaução devem ser obedecidas seguidas á risca;
Pessoas com infecção não devem jamais cuidar destes pacientes, e nem entrarem no quartodestes;
A limpeza do quarto deve ser feita todos os dias em todas as superfícies e aparelhos, deveficar no quarto somente o necessário para o acumularem poeira e outros agentesinfectantes;
Obedecer a lavagem das mãos á risca , antes e depois de cada procedimento;
A paramentação dos profissionais de saúde deve ser obedecida com máscaras , luvas e gorroalém de outras precauções que se fizerem necessárias;
PROFESSORA IRIS CORRÊA

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->