Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
8Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Ensaio Materiais ensa23

Ensaio Materiais ensa23

Ratings:

4.5

(2)
|Views: 241 |Likes:
Published by Profissional SENAI

More info:

Published by: Profissional SENAI on Jun 07, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/12/2013

pdf

text

original

 
23
AULA
 
23
A U L A
Introdução
S
e você já teve algum tipo de fratura ósseaou pegou uma gripe mais forte, certamente o médico deve ter solicitadouma radiografia da área afetada, para fazer um diagnóstico do seu problema.Realizada a radiografia, é provável que você tenha observado, junto como médico, o resultado, apresentado numa chapa radiográfica semelhante aonegativo de uma fotografia.Pelas diferenças de tonalidade na chapa, ele percebeu várias coisas e atécomentou com você, que deve ter ficado meio desconfiado, pois não viu quasenada ou... nada do que ele apontou.É, a interpretação da radiografia requer conhecimento especializadoe prática!Na indústria, usa-se o mesmo tipo de exame, com o mesmo produto finalpara análise  a chapa radiográfica  para detectar descontinuidades em mate-riais. É a
radiografia
 
industrial
, mais um tipo de ensaio não destrutivo que vocêvai começar a estudar nesta aula.Mas há um aspecto muito importante: a radiografia industrial trabalha comdoses de radiação cerca de dez vezes maiores que as usuais nos ensaiosde radiografia clínica! Por aí você já pode imaginar que a segurança é um dosfatores fundamentais na realização deste ensaio.Só pode agir com segurança quem conhece o assunto. Por isso, vamoscomeçar pelo estudo de alguns conceitos básicos, necessários à compreensão dosensaios por radiografia, como: em que consiste este ensaio e qual a sua importân-cia; como surgiu; quais os tipos de radiação utilizados, suas característicase modos de obtenção.
Ensaio por radiografia
Na radiografia industrial, utilizamos o mesmo princípio da radiografiaclínica.Coloca-se o material a ser ensaiado entre uma fonte emissora de radiaçãoe um filme.
Radiografia industrial
Nossa aula
 
23
AULA
Uma parte dos raios emitidos é absorvida pelo material e a outra parte iráatravessá-lo, sensibilizando o filme e produzindo nele uma imagem do materialensaiado.Após a revelação, temos uma chapa radiográfica para ser analisadae interpretada por um técnico especializado.
Por que radiografar?
Imagine as seguintes situações:
·
um gasoduto transportando gás combustível a alta pressão entre refinarias,ou mesmo entre equipamentos dentro da refinaria;
·
uma caldeira fornecendo vapor a alta pressão em uma indústria ou hospital.Estes produtos simplesmente não podem falhar e, portanto, não podem terdefeitos!Mas a construção dos gasodutos, caldeiras, oleodutos etc. é feita basicamen-te com chapas de aço e solda.Se uma solda não estiver adequada, não suportará a pressão e apresentarávazamentos, podendo provocar acidentes com conseqüências terríveis. A explo-são de uma caldeira, por exemplo, pode fazer desaparecer o prédio onde ela estáinstalada e tudo mais que estiver na vizinhança.Para evitar acidentes, precisamos ter certeza de que não há defeitos nessesprodutos. Por isso, realizamos os ensaios não destrutivos. Nos casos citados,a radiografia é bastante utilizada - os cordões de solda são totalmente radiografa-dos.
Tudo começou por acaso...
Em 1895, quando o professorWilhelm K. Röentgen pesquisavaa fluorescência causada por
raioscatódicos
numa folha de papelrecoberta com uma película de sal debário, ele acidentalmente esqueceu deretirar uma caixa de papelão preto queprotegia a ampola de raios catódicos.Ficou surpreso ao perceber que, mes-mo assim, ocorria a fluorescência napelícula de sal de bário.Röentgen concluiu que algum tipo de raio, desconhecido até então, ultrapas-sava a caixa de papelão atingindo o papel. Ou seja, além dos raios catódicos,a ampola emitia outro tipo de raio. Por ser um raio desconhecido, Röentgenresolveu chamá-lo de
raio X
.A descoberta dos raios X foi de grande auxílio para diversas pesquisas.Alguns meses mais tarde, outros cientistas divulgaram suas descobertas.
Raioscatódicos –
Sãoum feixe deelétrons que partemdo cátodo, (pólonegativo),acelerados a altavelocidade por umafonte externa dealta tensão, emdireção a um alvo,o ânodo (pólopositivo).
 
23
AULA
Henri Becquerel, Pierre e Marie Curie constataram a emissão de raios,semelhantes aos raios X, por
metais pesados
, como o urânio, o polônio e o rádio,surgindo daí a denominação
radioatividade
: emissão espontânea de radiaçãopor elementos químicos, naturais ou artificiais. Nos anos que se seguiram,diversos experimentos nucleares levaram à descoberta do raio
(lê-se gama).Esta descoberta deu origem à
gamagrafia
, inspeção por meio de raios gama.Nos ensaios por radiografia industrial, utilizamos dois tipos de radiação:o raio X e o raio gama.
Um pouco de onda
Os raios X e os raios gama, assim como a luz, são formas de radiaçãoeletromagnética de natureza ondulatória, isto é, propagam-se em forma deondas. Possuem alta freqüência e, portanto, pequeno comprimento de onda.O comprimento de onda desses raios é menor que o da luz visível dos raiosultravioleta e infravermelhos.Merece destaque o fato de os raios X e gama poderem atravessar corposopacos, como metais e concreto, enquanto a luz visível atravessa apenas mate-riais translúcidos, como o vidro transparente e a água limpa, por exemplo.A quantidade de radiação que atravessa a peçaé variável e depende da espessura e densidade domaterial naquele ponto. Depende também da fre-qüência de radiação  quanto maior a freqüência,maior sua capacidade de penetrar e atravessaros materiais.Essa variação de radiação que atravessaa peça é captada e registrada em filmeradiográfico que, após a revelação, mostrauma imagem da peça com regiões claras,referentes às maiores espessuras, e escu-ras, referentes às menores espessuras.As principais propriedades dasradiações X e gama são:
-
propagam-se em linha reta, àvelocidade da luz (300.000 km/s);
-
produzem luz em substânciasfluorescentes;
-
provocam o escurecimento defilmes fotográficos;
 
Metaispesados –
Metaiscom grande númeroatômico.espectro de radiações eletromagnéticas

Activity (8)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads
Lucas Brant liked this
swatgp liked this
pradozurita liked this
kelinhajau liked this
jdraposo7460 liked this
Diangelis liked this

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->