Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
5Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Informativo - Lei 11.947, de 27 de Maio de 2009.

Informativo - Lei 11.947, de 27 de Maio de 2009.

Ratings: (0)|Views: 805|Likes:
Published by Thiago Graça Couto
Análise da Lei nº 11.941 de 27 de maio de 2009, que converteu a MPV nº 449/08, institui
modalidade de parcelamento em até 180 meses.
Análise da Lei nº 11.941 de 27 de maio de 2009, que converteu a MPV nº 449/08, institui
modalidade de parcelamento em até 180 meses.

More info:

Published by: Thiago Graça Couto on Jun 09, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/11/2014

pdf

text

original

 
 
BRASÍLIA
RIO
 
DE
 
JANEIRO
 
 –
 
SÃO
 
PAULO
 
www.advcovac.com.br
 
www.advcovac.com.br/blog
 
CE/CSA
DF
RJ
SP/04
2009
 
Brasília
 
,
 
Rio
 
de
 
Janeiro
 
e
 
São
 
Paulo,
 
09
 
de
 
Junho
 
de
 
2009.
 
Informativo
 
A
 
Lei
 
 
11.941
 
de
 
27
 
de
 
maio
 
de
 
2009,
 
que
 
converteu
 
a
 
MPV
 
 
449/08,
 
institui
 
modalidade
 
de
 
parcelamento
 
em
 
até
 
180
 
meses,
 
reduzindo
 
multas
 
de
 
mora,
 
de
 
ofício,
 
multas
 
isoladas,
 
 juros
 
de
 
mora
 
e
 
encargo
 
legal.
 
Os
 
percentuais
 
de
 
redução
 
dos
 
acessórios
 
da
 
dívida
 
apresentam
 
uma
 
variação
 
decrescente,
 
de
 
acordo
 
com
 
a
 
modalidade
 
de
 
parcelamento
 
que
 
pode
 
ser,
 
além
 
dos
 
180
 
meses,
 
de
 
120
 
meses,
 
60
 
meses,
 
30
 
meses
 
e
 
mediante
 
pagamento
 
à
 
vista.
 
A
 
redução
 
máxima
 
é
 
oferecida
 
no
 
pagamento
 
à
 
vista,
 
correspondendo
 
à
 
100%
 
das
 
multas
 
de
 
mora
 
e
 
de
 
ofício,
 
40%
 
das
 
multas
 
isoladas,
 
45%
 
 juros
 
de
 
mora
 
e
 
100%
 
sobre
 
o
 
valor
 
do
 
encargo
 
legal.
 
Por
 
outro
 
lado,
 
a
 
redução
 
mínima
 
está
 
prevista
 
no
 
parcelamento
 
de
 
180
 
meses,
 
sendo
 
percentuais
 
de,
 
respectivamente,
 
60%,
 
20%,
 
25%
 
e
 
100%.
 
A
 
abrangência
 
do
 
parcelamento
 
é
 
significativa,
 
podendo
se
 
incluir
 
débitos
 
vencidos
 
até
 
30/11/2008
 
e
 
inscritos
 
na
 
dívida
 
ativa
 
da
 
União
 
pela
 
Procuradoria
 
Geral
 
da
 
fazenda
 
Nacional
 
(PGFN),
 
gerados
 
por
 
aproveitamento
 
indevido
 
de
 
IPI,
 
débitos
 
previdenciários,
 
inclusive
 
relativos
 
à
 
apropriação
 
indébita,
 
além
 
dos
 
demais
 
débitos
 
administrados
 
pela
 
receita
 
federal,
 
inclusive
 
àqueles
 
relativo
 
à
 
IR
 
fonte,
 
Cofins
 
das
 
sociedades
 
civis
 
de
 
prestação
 
de
 
serviço
 
de
 
profissão
 
regulamentada,
 
débitos
 
 já
 
parcelados
 
no
 
REFIS,
 
no
 
PAES,
 
no
 
PAEX,
 
entre
 
outros.
 
 
 
BRASÍLIA
RIO
 
DE
 
JANEIRO
 
 –
 
SÃO
 
PAULO
 
www.advcovac.com.br
 
www.advcovac.com.br/blog
 
As
 
duas
 
grande
 
benesses
 
desse
 
parcelamento
 
são:
 
a)
 
a
 
possibilidade
 
de
 
se
 
parcelar
 
a
 
parte
 
de
 
apropriação
 
(IR
 
fonte
 
e
 
INSS
 
retido),
 
com
 
repercussão
 
direta
 
nos
 
processos
 
crimes,
 
 já
 
que
 
a
 
própria
 
Lei
 
 
11.941/09
 
garante
 
a
 
suspensão
 
da
 
pretensão
 
punitiva
 
do
 
estado
 
com
 
a
 
adesão
 
ao
 
parcelamento
 
(e
 
no
 
caso
 
do
 
pagamento
 
à
 
vista
 
determina
 
a
 
extinção
 
da
 
punibilidade)
 
e:
 
b)
 
a
 
possibilidade
 
de
 
quem
 
foi
 
excluído
 
de
 
outros
 
parcelamentos
 
(REFIS,
 
PAEX
 
e
 
PAES)
 
incluir
 
sua
 
dívida
 
nesse
 
novo
 
parcelamento.
 
A
 
adesão
 
pode
 
ser
 
realizada
 
até
 
dia
 
30
 
de
 
novembro
 
de
 
2009
 
e
 
deve
 
ser
 
procedida
 
de
 
acordo
 
com
 
as
 
normas
 
e
 
procedimentos
 
contidas
 
na
 
própria
 
Lei
 
 
11.941/09,
 
bem
 
como,
 
nos
 
regulamentos
 
que
 
até
 
o
 
dia
 
27
 
de
 
 julho
 
serão
 
emanados
 
da
 
Super
 
Receita
 
e
 
da
 
PGFN.
 
A
 
Covac
 
sociedade
 
de
 
advogados
 
alerta
 
que
 
a
 
decisão
 
sobre
 
o
 
parcelamento
 
deve
 
ser
 
procedida
 
com
 
uma
 
análise
 
financeira
 
das
 
condições
 
postas
 
na
 
legislação,
 
comparando
as
 
com
 
as
 
situações
 
existentes
 
e
 
interpretação
 
da
 
situação
 
conjuntural
 
e
 
estrutural
 
da
 
empresa/instituição,
 
assim,
 
evitando
se
 
perder
 
as
 
oportunidades
 
oferecidas,
 
mas
 
também
 
impedindo
se
 
confissões
 
precipitadas
 
de
 
dívidas
 
ou
 
renúncia
 
de
 
regimes
 
de
 
parcelamento
 
mais
 
benéficos.
 
A
 
análise
 
estrutural
 
e
 
conjuntural
 
do
 
que
 
deve
 
ser
 
parcelado
 
torna
se
 
imperiosa,
 
principalmente
 
ante
 
a
 
possibilidade
 
de
 
se
 
escolher
 
o
 
que
 
se
 
vai
 
incluir
 
neste
 
novo
 
sistema.
 
Desde
 
 já
 
a
 
equipe
 
da
 
Covac
 
Advogados
 
se
 
põe
 
à
 
disposição
 
para
 
esclarecimentos
 
de
 
dúvidas
 
e,
 
quando
 
for
 
do
 
interesse
 
da
 
instituição,
 
para
 
analisar
 
a
 
situação
 
da
 
dívida
 
em
 
concreto
 
e
 
elaboração
 
do
 
plano
 
de
 
parcelamento
 
que
 
privilegie
 
a
 
segurança
 
 jurídica
 
da
 
empresa.
 
Eventuais
 
dúvidas
 
poderão
 
ser
 
endereçadas
 
para
 
o
 
correio
 
eletrônico
 
advcovac@advcovac.com.br.
 
Não
 
obstante,
 
na
 
medida
 
dos
 
acontecimentos,
 
pareceres
 
e
 
informativos
 
sobre
 
a
 
questão
 
serão
 
oportunamente
 
remetidos
 
para
 
todos
 
os
 
clientes.
 
 
 
BRASÍLIA
RIO
 
DE
 
JANEIRO
 
 –
 
SÃO
 
PAULO
 
www.advcovac.com.br
 
www.advcovac.com.br/blog
 
Por
 
oportuno,
 
saliente
se
 
que
 
a
 
Lei
 
 
11.941/09
 
não
 
se
 
limita
 
a
 
instituir
 
novo
 
parcelamento,
 
trazendo
 
no
 
seu
 
bojo
 
um
 
perdão
 
das
 
dívidas
 
de
 
até
 
R$
 
10.000,00
 
vencidas
 
desde
 
31/12/2002
 
e
 
introduzindo
 
importantes
 
modificações
 
no
 
regime
 
contábil
 
das
 
empresas
 
(desde
 
 já,
 
saliente
se
 
que
 
o
 
entendimento
 
do
 
Conselho
 
Federal
 
de
 
Contabilidade
 
é
 
da
 
inaplicabilidade
 
de
 
tais
 
alterações
 
às
 
instituições
 
sem
 
fins
 
lucrativos).
 
Além
 
disso,
 
modifica
 
a
 
estrutura
 
da
 
 
instância
 
fiscal
 
e
 
altera
 
várias
 
regras
 
de
 
tributação
 
e
 
de
 
processo
 
tributário.
 
A
 
Covac
 
sociedade
 
de
 
advogados
 
está
 
atenta
 
a
 
estas
 
mudanças,
 
colocando
se
 
à
 
disposição
 
para
 
esclarecimento
 
de
 
dúvidas
 
pelo
 
e
mail
 
anteriomente
 
informado,
 
bem
 
como,
 
ressalta
 
mais
 
uma
 
vez,
 
que
 
os
 
temas
 
polêmicos
 
serão
 
objeto
 
de
 
oportunas
 
notas
 
de
 
orientação
 
e
 
pareceres
 
direcionados
 
aos
 
nossos
 
clientes.
 
Disponibilizamos,
 
no
 
anexo
 
I,
 
o
 
texto
 
integral
 
da
 
Lei
 
 
11.941
 
de
 
27
 
de
 
maio
 
de
 
2009.
 

Activity (5)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Bruno Santos liked this
foimau liked this

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->