Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
17Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
O Tantra com Instruções Simples e Práticas

O Tantra com Instruções Simples e Práticas

Ratings: (0)|Views: 1,457 |Likes:
Published by groovieman

More info:

Categories:Types, Resumes & CVs
Published by: groovieman on Jun 10, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

01/13/2013

pdf

text

original

 
O Tantra com Instruções Simples e Práticas
Com as práticas ensinadas aqui, um dia, de repente, aflor do Tantra acontecerá.Um sannyasin que planeja transformar o centro de Iogaque ele coordena em um Centro de Meditação de Osho,disse que ele estava confuso sobre o Tantra hindu ebudista que ele tentou praticar. Ele disse que às vezeshavia muita tensão no seu centro sexual e ele o soube o que fazer em relação a isto.
O Tantra budista e o Tantra hindu são totalmente diferentes.Só o nome é o mesmo. Se você estiver confuso sobre eles,isso pode criar um conflito muito grande em seu corpo.Esqueça ambos, mm? Porque será difícil você se colocar emharmonia entre estes dois, eu lhe darei um método simples.Não se preocupe sobre o Tantra hindu ou budista.No ato sexual, três coisas devem ser lembradas. Antes do atosexual, medite. Nunca entre no ato sexual sem meditar; casocontrário, o amor permanecerá sexual. Antes de você for deencontro à mulher, você deve subir ao ponto mais alto de suaconsciência, porque então a união acontecerá em um planomais elevado. Durante pelo menos quarenta minutos fiquesentado, olhando para a parede, em meia luz de forma quepossa ser trazido um ar de mistério.Sente-se silenciosamente e não mova o seu corpo; permaneçacomo uma estátua. Então quando você estiver no ato sexual, ocorpo se move, assim permita se mover para o outroextremo, primeiro sem movimento e, então, o corpo ganhaimpulso para se mover profundamente. Então, o desejo setorna tão vibrante que, o corpo inteiro, toda fibra está prontapara se mover. Então, só assim, o orgasmo tântrico é possível.Você pode colocar uma sica, a música clássica poderáajudar; algo que um ritmo muito sutil ao corpo.Torne a respiração tão lenta quanto possível porque quandovocê está em um ato amoroso, a respiração se torna profundae rápida. Então, apenas reduza a velocidade, mas não force,caso contrário a respirão voltará a se intensificarrapidamente. Simplesmente sugira que ela se reduza.Meditem juntos, se ambos estiverem se sentindo meditativos,este é o momento para amar. Assim você nunca se sentirátenso e a energia estará fluindo naturalmente. Se você nãoestiver se sentindo meditativo, o se deixe levar ao atosexual. A meditação o esacontecendo naquele dia,esqueça então tudo sobre o ato sexual amoroso.As pessoas fazem, simplesmente, o oposto. Quase sempre oscasais brigam antes do ato sexual. Elas ficam com raiva umasdas outras e trazem todos os tipos de conflito - e então elas semovem para o sexo, e é claro se torna um ato sexual nãoamoroso. Elas caem muito baixo em suas consciências, então,é claro que o ato sexual sem amor não pode satisfazer. Será
 
frustrante e você sentirá uma tensão.A segunda coisa é: quando você estiver em um ato sexualamoroso, antes de você começá-lo, reverencie a parceira edeixe-a reverenciá-lo. Assim, depois da meditação, reverencie,olhe bem um para o outro, totalmente nus, em adoraçãomútua, porque o Tantra não pode acontecer entre um homeme uma mulher, só pode ser entre um Deus e uma Deusa. É umgesto, mas muito significante. Toda atitude tem que sersublime de forma que você desapareça. Toque os pés do seuparceiro, ponha guirlandas de flores neles.O homem é transformado em Shiva e a mulher é transformadaem Shakti. Agora sua humanidade é irrelevante, sua forma éirrelevante, seu nome é irrelevante; voé apenas puraenergia. A adoração traz esta energia para o foco. E não finja.A adoração tem que ser de verdade. Não pode ser apenas umritual, caso contrário você perderá. O Tantra não é um ritual.Há muito ritual nele, mas o Tantra não é um ritual, entendabem isto.Você pode repetir o ritual. Você pode se curvar aos pés dela epode to-los; isso o ajudará. Deixe que o gesto sejaprofundamente significante. Realmente olhe para ela. Ela nãoé mais sua esposa, não é mais sua namorada, não é mais umamulher, o é mais um corpo, mas uma configurão deenergia. Deixe que ela fique, primeiro, divina, e então se dirijapara o ato sexual amoroso com ela. Então o amor mudará aqualidade, se tornará divino. Esta é toda a metodologia doTantra.Então no terceiro passo você se dedica ao ato sexual amorosoem si. Mas deixe que este ato de amor seja mais como umacontecimento do que como um fazer. A expressão 'fazeramor' é feia. Como você pode fazer amor? Não é um fazer;não é uma ação. É um estado. Você pode estar nele, mas vocênão pode fazê-lo. Você pode se mover nele, mas você nãopode fazê-lo. Você pode amar, mas você não pode manipular oato de amor. A mente ocidental tenta manipular tudo.Até mesmo se a mente ocidental vier a encontrar Deus algumdia, Deus estará em dificuldade. Eles vão tentar arreá-lo deum modo ou de outro, manipulá-lo, então eles o colocarão deum jeito, que ele tenha algum uso, algum propósito utilitário.Até mesmo o amor se tornou um tipo de fazer. Não é por aí.Quando voestiver no amor, seja possdo. Mova-selentamente, toque os corpos um do outro; brinque com seuscorpos. O corpo é como um instrumento musical. Não tenhapressa. Deixe as coisas crescerem por si mesmas. Se você semove lentamente, de repente ambas energias se elevam juntas, como se algo as possuíssem. Aconteceráimediatamente e simultaneamente, ao mesmo tempo. Então,só assim o Tantra é possível. Mova-se agora para o amor.Sinta a energia descendo sobre você e deixe a energia ter seumovimento. Às vezes você vai querer grunhir, dê um grunhido
 
agudo. Às vezes você vai começar a dizer coisas, diga. Àsvezes gemidos começarão a sair, ou algum gesto; permita. Vaiser uma coisa enlouquecedora, mas a pessoa tem que sepermitir, é energia extravasando. E não tenha nenhummedo, porque é por sua permissão que isto está acontecendo.No momento que você queira parar, pare, portanto você nuncaperderá o controle consciente, a permiso é sua.E quando deuses estão em amor é algo quase selvagem. Nãohá nenhuma regra, nenhum regulamento. A pessoa se moveno momento. Nada é tabu. . . nada é inibido. Tudo queacontece naquele momento é belo e é sagrado; tudo que, eudigo, incondicionalmente. Se você traz a sua mente nisto, vocêdestruirá o amor completamente. Se você tem vontade derepente, de chupar o dedo dela e você diz ' Que tolice’ Entãovocê trouxe a mente. Você pode ter vontade de chupar osseios dela, ou se permitir a outros movimentos mais ousados;nada errado nisto.Ninguém sabe o que vai acontecer. Você é simplesmentedeixado no vórtice divino. Ele o levará e o levará onde querque Ele queira. Você está simplesmente disponível, prontopara se mover nele. Você não dirige. . . você se tornou,simplesmente, um veículo. Deixe as energias se encontraremem seus próprios modos. O homem deve ficar fora disto e seentregar à pura energia. Você não só estará no ato sexualpelos órgãos genitais; você estará no ato sexual amoroso comtodo o seu corpo.Este é o significado de shivalingam: nenhum rosto, nenhumamão, nenhum pé--só o símbolo fálico. Quando Shiva fez amorele se tornou o falo-- todo do corpo dele. É muito belo.Nenhum rosto, nada. Tudo desapareceu.Não é que você só esteja usando seus órgãos genitais; o sexose esparramou por toda parte. Você é tão parte dele quantoseus pés o são. Você se tornou um falo. Você não é mais umhomem; você é só energia. Ela também é não é mais umamulher; só energia, uma vulva é uma coisa muito selvagem.Se você medita antes e então adora um ao outro, comodeuses, não há nenhum perigo; tudo se moverá naturalmente.Você atingirá a um orgasmo de pico que você nunca conheceu.Às vezes você experienciará um orgasmo tão grande no qual ocorpo inteiro pulsa e treme. Pouco a pouco você alcança umclímax; novamente você se acalma isto limpará todo o seu ser,todo o sistema. Às vezes não haverá nenhuma ejaculação maso orgasmo estará lá.Há dois tipos de orgasmo o orgasmo de pico e o orgasmo devale. No orgasmo de pico você terá uma ejaculação e suaparceira também terá uma ejaculação de energias sutis. Noorgasmo de vale você não terá ejaculação. Será um orgasmopassivo. . . muito silencioso, muito sutil. A palpitação estará lámas quase imperceptível. No orgasmo de pico você se sentirámuito, muito extático. No orgasmo de vale você se sentirámuito, muito calmo. E ambos são necessários; ambos são os

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->