Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
54Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
168 - Questões de concursos sobre Direito Penal - Ielf

168 - Questões de concursos sobre Direito Penal - Ielf

Ratings: (0)|Views: 12,524|Likes:
Published by germanomoura

More info:

Published by: germanomoura on Jun 12, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/12/2013

pdf

text

original

 
Instituto Cursos Artigos Concursos Alunos Ielf Questões
 Questões de concursos para auxílio na aula do dia 01º/12Matéria: DIREITO PENAL – PARTE ESPECIAL – LEGISLAÇÃO ESPECIALProfessor: Rogério Sanches Cunha
- Crime de Tóxico
(TJSC – 2003/2004)1. Considere as seguintes proposições sobre tráfico de entorpecentes:I. O comprador de um esperado carregamento de droga, cuja operão forainterrompida pela polícia, não se livra do crime de tráfico pela falta de entrega dadroga pois o delito se consumara com a realização da negociação, perfeita eacabada quanto ao acordo entre o preço e a quantidade de droga, além da data e localda entrega.II. O tráfico poderá configurar-se na forma continuada se houver repetição de condutasem circunstâncias de tempo e lugar semelhantes (por exemplo: indivíduo que em diasdiferentes vende porções de “maconha” recebidas também separadamente).III. O cloreto de etila (lança-perfume) continua sendo, tal como a heroína, a cocaína e amaconha substância proibida pela Lei 6.368/76.IV. O tráfico de entorpecentes, por ser crime de perigo abstrato, não exige efetivodano, impedindo assim a consideração da bagatela pela quantidade traficada, quesomente será relevante para a dosimetria da pena.Assinale, dentre as alternativas abaixo, a correta.a) Somente a proposição II está incorreta.b) Apenas a proposição III está correta.c) Somente as proposições II e IV estão incorretas.d) Somente as proposições I e IV estão corretas.e) Todas as proposições estão corretas.(MPRS – XLIII – 2002)2. Eusébio não foi preso em flagrante, mas teve instaurado inquérito pela prática decrime previsto na Lei 6.368/76 (Tóxicos). O Delegado terá que prazo para remessa dosautos do inquérito policial a juízo:(a) Quinze dias.
1
 
(b) Cinco dias.(c) Doze dias.(d) Trinta dias.(e) Dez dias.(TJSC – 2002)3. Assinale dentre as alternativas seguintes, a correta:Réu carioca condenado por crime de tráfico de drogas na comarca de Blumenau,cumprindo pena na Penitenciária de Florianópolis, pretende cumprir a pena emestabelecimento prisional do Estado do Rio de Janeiro:a) requer ao juízo da condenação a transferência, alegando que ficará mais próximoda família;b) por se tratar de condenado de alta periculosidade, o juízo da execução semmaiores indagações, determinaa transferência do preso para um presídio desegurança máxima em outra unidade da federação;c) entendendo ter direito líquido e certo, por via de habeas corpus, pretende atransferência para outra unidade da federação para cumprimento da pena que lhe foiimposta, objetivando ficar mais próximo da família e dos amigos;d) por via de Habeas Corpus, o condenado enfrenta o indeferimento pelo Magistradodo pedido de transferência de presídio para local próximo de seus familiares,pretendendo a reforma da decisão judicial;e) Uma vez indeferido pelo juízo da execução, pedido para transferência de presídiopara outra unidade da federação, o condenado por meio de recurso de agravo, objetivaa reforma da decisão judicial.(MPSC – 2002)4. As seguintes assertivas são Verdadeiras ou Falsas:a) Não há previsão de figura penal culposa na Lei de Tóxicos.b) Exige-se no mínimo três agentes para caracterização do crime de associação parafins de tráfico, previsto no artigo 14 da Lei nº 6.368/76.c) O ofendido nos crimes previstos na Lei de Tóxicos é a coletividade, pois o bempenalmente tutelado é a saúde pública.(DELEGADO RJ – 2001)
2
 
5. Durante a realização de uma festa, dez pessoas consumiram cloridrato de cocaínaque estava numa bonbonnière, ali colocada pelo próprio dono da casa, João, que porsua vez fez uso de heroína. O comportamento de João configura:a) tráfico de entorpecente;b) irrelevante penal;c) uso de entorpecente;d) uso e tráfico de entorpecente;e) tráfico de entorpecente com aumento de pena em decorrência da quantidade depessoas que o consumiram. (DELEGADO AM – 2001)6. Quanto ao procedimento especial dos crimes previstos na Lei nº 6.368/76(Lei Antitóxicos), a alternativa correta é:a) para efeitos de lavratura do auto de prisão em flagrante, no que tange àmaterialidade do delito, o necessidade de laudo, o qual podeser feitoposteriormente; no entanto, até o oferecimento da denúncia, deverá haver pelo menoso laudo de constatação da natureza da substância, firmado por perito oficial, ou, nafalta deste, por pessoa idônea escolhida de preferência entre as que tiveremhabilitação técnica.b) nos casos em que couber fiança, sendo o agente menor de 21 (vinte e um) anos, aautoridade policial, verificando não ter o mesmo condições de prestá-la, poderádeterminar o seu recolhimento domiciliar na residência dos pais, parentes ou depessoas idôneas, que assinarão termo de responsabilidade.c) no caso de prisão em flagrante por transporte de subsncia entorpecenteilicitamente, a autoridade policial dela fará comunicação imediata ao juiz competente,remetendo-lhe juntamente uma cópia do auto lavrado e o respectivo auto nos 5 (cinco)dias seguintes.d) no caso de prisão em flagrante por transporte de subsncia entorpecenteilicitamente, na hipótese em que não ocorrer prisão em flagrante, o prazo pararemessa dos autos do inquérito policial a juízo será de 30 (trinta) dias.(MPMG – XL – 2000)7. Averiguando notícia anônima que apontava o “Bar do Luiz” como local de consumode drogas, policiais civis lograram êxito em surpreender três frequentadores fumandocigarros de maconha. Apurou-se posteriormente que o Sr. Luiz, mesmo não sededicando ao corcio nem ao uso de entorpecentes, consentia em cedergratuitamente suas instalações para que os fregueses fizessem uso de tais substânciasproibidas. De acordo com a Lei n.º 6368/76, o Sr. Luiz incorreu:
3

Activity (54)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Giane Gritti liked this
Thamara Ramos liked this
Marcia Parca liked this
Amplafusao liked this
Yohana Moreira liked this
jbarct8412 liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->