Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
2.1KActivity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
História A 12º ano (resumo de toda a matéria by SQ)

História A 12º ano (resumo de toda a matéria by SQ)

Ratings:

4.68

(28)
|Views: 194,326 |Likes:
Published by Sarah Queiroz
Resumos de 21 páginas de toda a matéria do 12º ano.
Resumos de 21 páginas de toda a matéria do 12º ano.

More info:

Published by: Sarah Queiroz on Jun 12, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/21/2014

pdf

text

original

 
Apontamentos de História 12º ano
 As transformações das primeiras décadas do século XXUm novo equilíbrio global
A Primeira Guerra Mundial
decorreu entre
1914 e 1918
. Em 1919 começaram a celebrar-se os
primeiros acordos da paz
(participando apenas os países vencedores). A Conferencia da Paz pretendia,assim, lançar as bases de uma nova Europa, através do estabelecimento de uma
nova ordeminternacional
que garantisse a
convivência pacífica entre as nações
, surgindo um novo
mapageopolítico
da Europa. As principais transformações ocorridas foram o
desmembramento dosimpérios, criação de novos países e alteração de fronteiras:
 
Após a transformação do império russo (domínio do czar) num estado soviético (revolução bolchevique,1917), é a vez dos restantes impérios (Alemão, Austro-húngaro e Otomano) se
desmoronarem
e daremorigem a
novos estados-nação
: Finlândia, Estónia, Letónia e Lituânia (que faziam parte da Rússia),Polónia, Checoslováquia, Hungria, Jugoslávia (da Áustria);Os países vencedores (tais como a França, a Itália, a Bélgica) viram as suas
fronteiras ampliadas
aocontrário dos países derrotados (como a Áustria, Alemanha, Bulgária, Turquia), aos quais foram
retiradosvastos territórios
.Com o desaparecimento dos impérios, a
maior parte dos estados
optam pela
democracia liberal
sob aforma de regimes republicanos (à excepção da Rússia soviética)A
Alemanha
foi a
grande perdedora
: perdeu 1/10 da sua população, ficou desmilitarizada (exército earmamento reduzido), perdeu todas as colónias, foi-lhe retirada territórios, mas sentiu-se, sobretudo, alvode uma grande humilhação, pois foi considerada a
principal responsável pela guerra
e foi obrigada apagar
indemnizações
aos países vencedores.
A Sociedade das Nações
Em Abril de 1919 surgiu, sob projecto do presidente Wilson e com a esperança de que não houvesse outroconflito mundial, a
Sociedade das Nações (SDN).
A SDN tinha como objectivos principais
manter apaz e fomentar a entreajuda a nível internaciona
l, através da cooperação económica e financeiraentre os estados membros, promoção do desarmamento e a resolução dos conflitos pela via pacífica.Esta organização, no entanto,
estava condenada ao fracasso
, pois:
os países vencidos foram excluídos
, quer dos tratados de paz, quer da SDN;
alguns dos países vencedores
não estavam satisfeitos
com as resoluções dos tratados de paz;
os
EUA não integraram a SDN
, contribuindo para o descrédito da organização.Como consequência, a SDN mostrou-se
incapaz
de desempenhar o papel de organizadora da paz.
A difícil recuperação da Europa e a dependência em relação aos EUA
Durante a guerra, os EUA eram o
principal fornecedor
em bens e serviços à Europa. No final da guerra,perante uma
Europa destroçada
(estava arruinada, tanto material como humanamente), a perda dahegemonia europeia agravou-se em favor da
ascensão dos EUA
. No período pós-guerra, a Europaenfrentou graves problemas como a
inflação, desvalorização da moeda, desemprego
, enfim, um
colapso económico
. Evidenciou igualmente grandes dificuldades em reconverter a economia, o queagravou a sua dependência em relação aos EUA,
aumentando os níveis de endividamento
.A desvalorização da moeda e a inflação surgiram pois houve um recurso à emissão massiva de notas demodo a fazer face ás dividas, o que provocou uma desvalorização que se reflectiu numa subidageneralizada de preços (inflação),
agravando mais as condições de vida
das populações.Os EUA iniciaram, então, um
período de franca prosperidade
, são os designados
“Loucos Anos 20”
 por viver um clima de euforia, optimismo e confiança no futuro. Em consequência, os países europeusficam mergulhados em dívidas ao estado americano que afirmou a sua
supremacia.
A eventualrecuperação da Europa deveu-se á ajuda dos EUA.
 
A Implantação do marxismo-leninismo na RússiaA Revolução de Fevereiro de 1917 (Revolução Burguesa)
Os
antecedentes
para a Revolução Russa de Fevereiro de 1917 foram:
O império russo era
chefiado pelo czar Nicolau II
sob a forma de uma autocracia, isto é, detinha o
poder absoluto
, o que provocava desagrado;
Ao defender a
liberalização do regime
, o descontentamento do povo manifestou-se sob várias formas(surgiram as primeiras
assembleias de operários, os sovietes
), sendo a Revolução de 1905 (
DomingoSangrento
) uma delas, que originou uma certa
abertura politica
por parte do czar (convocou eleiçõespara o
Parlamento (Duma)
, criou partidos políticos e aboliu certos privilégios da nobreza);
O descontentamento face ao regime político agravou-se com a
participação da Rússia na primeiraguerra mundial
(milhares de mortos e desorganização da já débil economia russa);
A sociedade russa era composta maioritariamente por camponeses, a burguesia ansiava paramodernizar o país e por um governo parlamentar, o operariado era um grupo minoritário. Sendo tãodesigualitária, não deixou de provocar anseios revolucionários.Em Fevereiro de 1917, estavam reunidas as condições para
acontecer uma revolução
, onde aBurguesia ascende ao poder (daí a se designar
Revolução Burguesa
), pondo
fim ao czarismo
einstaurando um
regime republicano
na Rússia. Os revolucionários exigem a abdicação de Nicolau II eformam um
Governo Provisório
, constituído por Kerensky e Lvov (que governam sob uma
republica detipo liberal)
. Veremos que será deposto pela revolução socialista de Outubro de 1917, feita peloscomunistas.
A Revolução de Outubro de 1917 (Revolução Soviética)
No período entre Fevereiro e Outubro de 1917, a
agitação social não diminuiu
. Já não havia czar, masa Rússia
continuava na guerra
e os problemas económicos mantinham-se. A nível político, a Rússiavivia numa
dualidade de poderes
(os governos liberais, por um lado, e os sovietes, por outro, que eramcontra o Governo Provisório).Em consequência, em Outubro de 1917, os
bolcheviques
, com o apoio dos sovietes, conduziram àRevolução Soviética, onde o Governo Provisório foi substituído pelo Conselho dos Comissários do Povo,presidido por
Lenine
. Trotsky e Estaline também foram figuras importantes na revolução. A Rússiatransformou-se numa
Republica não parlamentar
e deu-se início a uma
guerra civil
 
(“ExercitoVermelho” –
 
comunistas, “Exercito Branco” –
liberais).Esta revolução foi responsável pela retirada da Rússia da guerra, e a nível ideológico foi responsável pela
implementação dos princípios marxistas
, através de Lenine. As suas ideias e a sua acção originaramo
marxismo-leninismo
. Os representantes do proletariado conquistavam o poder politico.
Marxismo-leninismo
Aplicação prática das ideias de Marx por Lenine. Defendia que o proletariado erao que conquistava o poder (
ditadura do proletariado
), e igualava o poder do Estado ao
PartidoComunista
(Partido Único).
A democracia dos sovietes
 A Revolução de Outubro foi vitoriosa graças ao
apoio da população mais pobre da Rússia
 
 camponeses, operários, etc.
organizada em assembleias denominadas sovietes. No dia seguinte árevolução, Lenine fez aprovar
decretos revolucionários
, no II Congresso dos Sovietes (Um Governoquando inicia as suas funções, tem que lançar decretos):
decreto sobre a paz
(convidava aos povos em guerra, á paz)
decreto sobre a terra
(aboliu a propriedade privada, entregando-a aos sovietes)Instaurando a paz e propriedade comunitária, os bolcheviques conseguiam, através dos decretosrevolucionários, responder aos anseios dos sovietes que tanto haviam contribuído para o
sucesso darevolução
. Esta legislação revolucionária servia, assim, de instrumento para a criação de uma
democracia dos sovietes
, um sistema político que atendia ás necessidades do proletariado.
 
O comunismo de guerra e a ditadura do proletariado
De acordo com a
teoria marxista
, a
ditadura do proletariado
é a
etapa de transição
entre asociedade capitalista e a
edificação do comunismo
(sociedade sem classes). No decurso dessa etapa, oproletariado (classe dominante),
deveria “abater os opressores” 
, retirando todo o capital á burguesia,centralizando os meios de produção nas mãos do Estado. Assim se chegaria a um ponto onde já não havia
desigualdade social
, e o Estado (sendo um instrumento de domínio), deixaria de fazer sentido e
cessaria de existir
, e aí tornar-se-ia possível
falar de liberdade
. A ditadura do proletariado é uma
etapa imprescindível
para a construção de uma
sociedade comunista
, marcada pela supressão doEstado e pela eliminação da desigualdade social. A etapa final é então o
comunismo.Comunismo
Etapa final da revolução proletária que se caracteriza pela
extinção do Estado
e pelo
desaparecimento das classes sociais
.O conjunto de medidas que conduziram á instauração da ditadura do proletariado denomina-se de
comunismo de guerra
(assim chamado devido ao facto de ter sido instaurada durante a guerra civil,1918-1921). O comunismo de guerra
sucedeu à democracia dos sovietes
, substituindo os decretosrevolucionários por novas medidas, mais radicais.
toda a
economia foi nacionalizada
(fazendo parte do Estado);
institui-se um regime de partido único, o
Partido Comunista
;
O Terror institucionalizou-se com o
estabelecimento da censura
e a criação da
Tcheca
, policiapolitica.
O centralismo democrático
Em 1922 foi criada a
URSS (União das Republicas Socialistas Soviéticas)
. A organização do Estadocomunista da Rússia Soviética denominou-se de
centralismo democrático
, sistema que assentava nosseguintes princípios:
 
o poder partia da base
das sociedade, os sovietes. Os sovietes eram eleitos pela população por
sufrágio universal
, e a partir deles elegiam-se os poderes superiores;
a organização do
Partido Comunista
seguia a mesma estrutura, as bases do partido elegiam osorganismos superiores;
 
não existia separação clara dos poderes
legislativo, executivo, judicial;
apenas o Partido Comunista era permitido, pois considerava-se que era o único capaz de representar oproletariado, ou seja,
proibiam-se todos os outros
;
o Estado era controlado pelo Partido Comunista.
A NEP (Nova Politica Económica)
 A NEP consistiu numa
viragem da economia
, no sentido de
superar a terrível crise económica
 herdada da guerra civil. Considerando que o comunismo teria de ser construído com base no progressoeconómico, Lenine passou a
defender medidas do tipo capitalista
(recuo estratégico, para o socialismonão se edificar sobre ruínas) para
estimular a produção
:
Estabeleceu um
imposto a pagar
, em vez dos camponeses entregaram todos os seus excedentes;
permitiu a
venda directa
dos produtos dos camponeses;
aceitou a
ajuda do estrangeiro
;
 
eliminou
o trabalho obrigatório.A NEP (1921-1927), resultou numa
melhoria assinalável
dos níveis de produção.
A regressão do demoliberalismo
 Os anos que se seguiram á Primeira Guerra Mundial trouxeram á Europa
profundas dificuldadeseconómicas e financeiras
. Esta situação leva a um
descontentamento generalizado
que se traduzem greves e o
espírito revolucionário
estende-se por todo a Europa, isto é, o desespero das populaçõesperante a crise leva à procura de
novas soluções politicas
e à
adesão de projectos políticosextremistas
, quer de esquerda, quer de direita:
Os partidos de esquerda
intensificavam a sua acção, denunciando os males do capitalismo. NaAlemanha, proclamou-se
 “uma
república
socialista” 
. Mesmo na França, na Grã-Bretanha e na Itália, aonda revolucionária de esquerda se fez sentir, inspirada pela III Internacional de Moscovo fundada em1919 (que defendia a união do operariado a nível internacional, impondo o socialismo no mundo).Estes acontecimentos
denunciavam as democracias liberais
e a sua incapacidade em resolver osproblemas económicos e sociais. No entanto, em países como a Alemanha e a Itália, o
medo aobolchevismo
levou a que se apoiasse soluções politicas de
extrema-direita
, levando à adesão de
regimes autoritários e fascistas
(Jamais poderia agradar o controlo operário da produção à burguesia).A emergência dos autoritarismos, confirmava a
regressão do demoliberalismo.

Activity (2,062)

You've already reviewed this. Edit your review.
Mónica Carvalho reviewed this
Rated 5/5
Alguém me pode enviar estes resumos com alguma urgência por favor? monicacc96@hotmail.com
Joana Antunes reviewed this
Rated 5/5
Alguém me pode enviar estes apontamentos para jabanica.1995@hotmail.com
obrigado
JoanaRodrigues reviewed this
Rated 5/5
é possivel enviarem-me estes apontamentos para rodriguesjoana1810@hotmail.com! obg
YasserBrito reviewed this
Rated 5/5
Por favor alguém seja bondoso e me mande estes apontamentos please :)

Email: yasserbrito@hotmail.com

thanks :)
MarianaR47 reviewed this
Rated 5/5
Alguém me poderia enviar estes apontamentos? Obrigada,
dynamiteeventsonline@gmail.com
Sofiaa001 reviewed this
Rated 5/5
Olá, poderia me enviar estes apontamentos? Obrigada, sofiapalmadias@gmail.com
JoanaLopes42 reviewed this
Rated 5/5
Alguem me pode enviar por mail? joanalopes42@hotmail.com
InesSanches reviewed this
Rated 5/5
alguém me pode enviar isto por email? inessferreira@hotmail.com
obrigada
Natasha Rios Teixeira reviewed this
Rated 5/5
Será que alguém me pode enviar? natashartj@hotmail.com
ClaudiaD'Almeida liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->