Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
0Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
HISTÓRICO DA FORMAÇÃO DE PROFESSORES NO BRASILcélia nunes

HISTÓRICO DA FORMAÇÃO DE PROFESSORES NO BRASILcélia nunes

Ratings: (0)|Views: 49|Likes:
Published by msmensonbg6161

More info:

Published by: msmensonbg6161 on Aug 30, 2013
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See More
See less

08/30/2013

pdf

text

original

 
Educação & Sociedade, ano XXII, nº 74, Abril/2001
27
SABERES DOCENTES E FORMAÇÃO DE PROFESSORES:UM BREVE PANORAMA DA PESQUISA BRASILEIRA
C
ÉLIA
M
ARIA
F
ERNANDES
N
UNES
*
RESUMO 
: As pesquisas sobre formação e profissão docentesapontam para uma revisão da compreensão da prática pedagógicado professor, que é tomado como mobilizador de saberes profis-sionais. Considera-se assim que este, em sua trajetória, constróie reconstrói seus conhecimentos conforme a necessidade de suautilização, suas experiências, seus percursos formativos e profis-sionais etc. O objetivo deste texto é apresentar uma análise decomo e quando a questão dos saberes docentes aparece nas pes-quisas sobre formação de professores na literatura educacionalbrasileira, identificando as diferentes referências e abordagensteórico-metodológicas que os fundamentam, os enfoques etipologias utilizadas e criadas por pesquisadores brasileiros. Acre-dita-se que a investigação dessa temática possibilitará identificarum percurso de pesquisa desenvolvido com características pró-prias, mas em compasso com uma tendência internacional noâmbito das pesquisas sobre o ensino e sobre os docentes.
Palavras-chave: 
saberes docentes, conhecimento, formação deprofessores, pesquisa educacional, ensino.
As pesquisas sobre formação e profissão docente apontam parauma revisão da compreensão da prática pedagógica do professor, queé tomado como mobilizador de saberes profissionais. Considera-se, assim,que este, em sua trajetória, constrói e reconstrói seus conhecimentosconforme a necessidade de utilização dos mesmos, suas experiências,seus percursos formativos e profissionais.A discussão sobre o tema surge em âmbito internacional nas dé-cadas de 1980 e 1990. Entre alguns dos motivos que contribuíram paraa sua emergência está o movimento de profissionalização do ensino e
*Professora assistente da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), doutoranda em Edu-cação na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio).
E-mail 
:cadu@feop.com.br
 
28
Educação & Sociedade, ano XXII, nº 74, Abril/2001
suas conseqüências para a questão do conhecimento dos professoresna busca de um repertório de conhecimentos, visando a garantir a legi-timidade da profissão, havendo a partir daí uma ampliação tanto quanti-tativa, quanto, posteriormente, qualitativa desse campo (Tardif, 2000). Nocontexto das pesquisas educacionais brasileiras,
1
a temática dos sabe-res docentes tem se mostrado uma área um tanto recente, o que vem de-mandando estudos sob diferentes enfoques.O objetivo do presente trabalho é apresentar uma análise de comoe quando a questão dos saberes docentes aparece nas pesquisas so-bre formação de professores na literatura educacional brasileira; numsegundo momento, identificar as diferentes referências e abordagens te-órico-metodológicas que os fundamentam, os enfoques e tipologias uti-lizadas e criadas por pesquisadores brasileiros.
Surgimento e características do debate no âmbito nacional
As pesquisas sobre formação de professores têm destacado aimportância de se analisar a questão da prática pedagógica como algorelevante, opondo-se assim às abordagens
2
que procuravam separarformação e prática cotidiana. Na realidade brasileira, embora ainda deuma forma um tanto “tímida”, é a partir da década de 1990 que se bus-cam novos enfoques e paradigmas para compreender a prática peda-gógica e os saberes pedagógicos e epistemológicos relativos aoconteúdo escolar a ser ensinado/aprendido. Neste período, inicia-se odesenvolvimento de pesquisas que, considerando a complexidade daprática pedagógica e dos saberes docentes, buscam resgatar o papeldo professor, destacando a importância de se pensar a formação numaabordagem que vá além da acadêmica, envolvendo o desenvolvimen-to pessoal, profissional e organizacional da profissão docente.Neste contexto, as pesquisas sobre a formação de professores eos saberes docentes surgem com marca da produção intelectual inter-nacional,
3
com o desenvolvimento de estudos que utilizam uma abor-dagem téorico-metodológica que dá a
voz ao professor,
a partir daanálise de trajetórias, histórias de vida etc. Segundo Nóvoa (1995), estanova abordagem veio em oposição aos estudos anteriores que acaba-vam por reduzir a profissão docente a um conjunto de competências etécnicas, gerando uma crise de identidade dos professores em decor-rência de uma separação entre o eu profissional e o eu pessoal. Essavirada nas investigações passou a ter o professor como foco central em
 
Educação & Sociedade, ano XXII, nº 74, Abril/2001
29estudos e debates, considerando o quanto o “modo de vida” pessoalacaba por interferir no profissional. Acrescenta ainda o autor que essemovimento surgiu “num universo pedagógico, num amálgama devontades de produzir um outro tipo de conhecimento, mais próximo dasrealidades educativas e do quotidiano dos professores” (p. 19).Passou-se a estudar a constituição do trabalho docente levando-seem conta os diferentes aspectos de sua história: individual, profissionaletc. Percebe-se, então, uma “virada” nos estudos, que passam a reco-nhecer e considerar os saberes construídos pelos professores, o queanteriormente não era levado em consideração. Nessa perspectiva deanalisar a formação de professores, a partir da valorização destes, éque os estudos sobre os saberes docentes ganham impulso e começama aparecer na literatura, numa busca de se identificarem os diferentessaberes implícitos na prática docente. Nesse espírito, tinha-se em vis-ta que “é preciso investir positivamente os saberes de que o professoré portador, trabalhando-os de um ponto de vista teórico e conceptual”(Nóvoa, 1992, p. 27).O texto apresentado por Fiorentini et al. (1998) nos mostra a tendên-cia crescente das pesquisas, em nossa realidade, de procurar valorizar oestudo dos saberes docentes na formação de professores. Segundo oautor, de uma valorização quase exclusiva do conhecimento (isto é, dossaberes específicos) que o professor tinha sobre a sua disciplina, carac-terística da década de 1960, passa-se, na década de 1970, à valorizaçãodos aspectos didáticos-metodológicos relacionados às tecnologias de en-sino, passando para um segundo plano o domínio dos conteúdos. Nosanos de 1980, o discurso educacional é dominado pela dimensão sócio-política e ideológica da prática pedagógica. A idealização de um modeloteórico para orientar a formação do professor conduzia a uma análise ne-gativa da prática pedagógica e dos saberes docentes.
as pesquisas sobre ensino e formação de professores passaram apriorizar o estudo de aspectos políticos e pedagógicos amplos. Os sabe-res escolares, os saberes docentes tácitos e implícitos e as crençasepistemológicas, como destaca Linhares (1996), seriam muito pouco va-lorizados e raramente problematizados ou investigados tanto pela pesqui-sa acadêmica educacional como pelos programas de formação deprofessores. Embora, neste período, as práticas pedagógicas de sala deaula e os saberes docentes tenham começado a ser investigados, as pes-quisas não tinham o intuito de explicitá- los e/ou valorizá-los como formasválidas ou legítimas de saber. (p. 314)

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->