Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword or section
Like this
17Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Manual de Reabilitação Cirúrgica em Hanseníase

Manual de Reabilitação Cirúrgica em Hanseníase

Ratings: (0)|Views: 2,861 |Likes:
Published by anniemorhan
Guia do Ministério da Saúde atualizado em 2008.
Trata de reabilitação e cirurgia em hanseníase.
Guia do Ministério da Saúde atualizado em 2008.
Trata de reabilitação e cirurgia em hanseníase.

More info:

Published by: anniemorhan on Jun 22, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/22/2013

pdf

text

original

 
orenaço
raameno reguar
conao
perceer
acompanameno
oses supervsonaas
cura
eqae
conroe
nepennca
crurreparadoras
autocuidado
escuta
adesão
acesso pleno
humanização
direitos
assistência
visão global
atendimento
multiprofissio
acessibilidade
mobilização social
acolhimento
enfrentamento
ver
prevenção de incapacidades
deveres
compromisso
olhar
adapta
diagnóstico precoce
apoio
inclusão
orientação
tratamento regular
contato
perceber
acompanhamento
doses supervisionadas
cura
eqüid
controle
independência
cirurgias reparadoras
autocuidado
escuta
adesão
acesso pleno
humanização
direitos
assistência
visão glo
atendimento
multiprofissional
acessibilidade
mobilização social
acolhimento
enfrentamento
ver
prevenção de incapacidades
dev
compromisso
olhar
adaptação
diagnóstico precoce
apoio
inclusão
orientação
tratamento regular
contato
perceber
acompanhamento
dsupervisionadas
cura
eqüidade
controle
independência
cirurgias reparadoras
autocuidado
escuta
adesão
acesso pleno
humanização
direi
assistência
visão global
atendimento
multiprofissional
acessibilidade
mobilização social
acolhimento
enfrentamento
ver
prevençãoincapacidades
deveres
compromisso
olhar
adaptação
diagnóstico precoce
apoio
inclusão
orientação
tratamento regular
contato
perce
acompanhamento
doses supervisionadas
cura
eqüidade
controle
independência
cirurgias reparadoras
autocuidado
escuta
adesão
acepleno
humanização
direitos
assistência
visão global
atendimento
multiprofissional
acessibilidade
mobilização social
acolhime
enfrentamento
ver
prevenção de incapacidades
deveres
compromisso
olhar
adaptação
diagnóstico precoce
apoio
inclusão
orienta
ratamento regular
contato
perceber
acompanhamento
doses supervisionadas
cura
eqüidade
controle
independência
cirurgias reparado
autocuidado
escuta
adesão
acesso pleno
humanização
direitos
assistência
visão global
atendimento
multiprofissional
acessibilid
mobilização social
acolhimento
enfrentamento
ver
prevenção de incapacidades
deveres
compromisso
olhar
adaptação
diagnóstico prec
apoio
inclusão
orientação
tratamento regular
contato
perceber
acompanhamento
doses supervisionadas
cura
eqüidade
contr
independência
cirurgias reparadoras
autocuidado
escuta
adesão
acesso pleno
humanização
direitos
assistência
visão global
atendime
multiprofissional
acessibilidade
mobilização social
acolhimento
enfrentamento
ver
prevenção de incapacidades
deveres
compromi
olhar
adaptação
diagnóstico precoce
apoio
inclusão
orientação
tratamento regular
contato
perceber
acompanhamento
doses supervisiona
cura
eqüidade
controle
independência
cirurgias reparadoras
autocuidado
escuta
adesão
acesso pleno
humanização
direitos
assistê
isão global
atendimento
multiprofissional
acessibilidade
mobilização social
acolhimento
enfrentamento
ver
prevenção de incapacida
deveres
compromisso
olhar
adaptação
diagnóstico precoce
apoio
inclusão
orientação
tratamento regular
contato
perceber
acompanhame
doses supervisionadas
cura
eqüidade
controle
independência
cirurgias reparadoras
autocuidado
escuta
adesão
acesso pleno
humaniza
direitos
assistência
visão global
atendimento
multiprofissional
acessibilidade
mobilização social
acolhimento
enfrentamento
ver
prevende incapacidades
deveres
compromisso
olhar
adaptação
diagnóstico precoce
apoio
inclusão
orientação
tratamento regular
contato
perce
acompanhamento
doses supervisionadas
cura
eqüidade
controle
independência
cirurgias reparadoras
autocuidado
escuta
adesão
acepleno
humanização
direitos
assistência
visão global
atendimento
multiprofissional
acessibilidade
mobilização social
acolhime
enfrentamento
ver
prevenção de incapacidades
deveres
compromisso
olhar
adaptação
diagnóstico precoce
apoio
inclusão
orienta
ratamento regular
contato
perceber
acompanhamento
doses supervisionadas
cura
eqüidade
controle
independência
cirurgias reparado
autocuidado
escuta
adesão
acesso pleno
humanização
direitos
assistência
visão global
atendimento
multiprofissional
acessibilid
mobilização social
acolhimento
enfrentamento
ver
prevenção de incapacidades
deveres
compromisso
olhar
adaptação
diagnóstico prec
apoio
inclusão
orientação
tratamento regular
contato
perceber
acompanhamento
doses supervisionadas
cura
eqüidade
contr
independência
cirurgias reparadoras
autocuidado
escuta
adesão
acesso pleno
humanização
direitos
assistência
visão global
atendime
multiprofissional
acessibilidade
mobilização social
acolhimento
enfrentamento
ver
prevenção de incapacidades
deveres
compromi
olhar
adaptação
diagnóstico precoce
apoio
inclusão
orientação
tratamento regular
contato
perceber
acompanhamento
doses supervisiona
cura
eqüidade
controle
independência
cirurgias reparadoras
autocuidado
escuta
adesão
acesso pleno
humanização
direitos
assistê
isão global
atendimento
multiprofissional
acessibilidade
mobilização social
acolhimento
enfrentamento
ver
prevenção de incapacida
deveres
compromisso
olhar
adaptação
diagnóstico precoce
apoio
inclusão
orientação
tratamento regular
contato
perceber
acompanhame
doses supervisionadas
cura
eqüidade
controle
independência
cirurgias reparadoras
autocuidado
escuta
adesão
acesso pleno
humaniza
direitos
assistência
visão global
atendimento
multiprofissional
acessibilidade
mobilização social
acolhimento
enfrentamento
ver
preven
MINISTÉRIO DA SAÚDE
Brasília-DF, 2008
Cadernos de prevenção ereabilitação em hanseníase; n. 4
Manual de reabilitação ecirurgia em hanseníase
2
a
edição revisada e ampliada
 
eparaoras
auocuao
esca
aeso
acesso peno
umanzaço
reos
asssnca
vso oa
aenmeno
mprosso
cessibilidade
mobiizao socia
acolhimento
enfrentamento
ver
preveno de incapacidades
deveres
compromisso
olhar
adapta
iagnóstico precoce
apoio
inclusão
orientao
tratamento regular
contato
perceber
acompanamento
doses supervisionadas
cra
eqüid
ontroe
independência
cirrias reparadoras
autocuidado
escta
adesão
acesso peno
humanização
direitos
assistência
viso o
tendimento
mtiprofissiona
acessibilidade
mobiizao socia
acolhimento
enfrentamento
ver
preveno de incapacidades
deve
ompromisso
olhar
adaptao
diagnóstico precoce
apoio
inclusão
orientao
tratamento regular
contato
perceber
acompanamento
doupervisionadas
cra
eqüidade
controe
independência
cirrias reparadoras
autocuidado
escta
adesão
acesso peno
humanização
direi
ssistência
viso oba
atendimento
mtiprofissiona
acessibilidade
mobiizao socia
acolhimento
enfrentamento
ver
prevenoncapacidades
deveres
compromisso
olhar
adaptao
diagnóstico precoce
apoio
inclusão
orientao
tratamento regular
contato
perce
companamento
doses supervisionadas
cra
eqüidade
controe
independência
cirrias reparadoras
autocuidado
escta
adesão
aceeno
humanização
direitos
assistência
viso oba
atendimento
mtiprofissiona
acessibilidade
mobiizao socia
acolhime
nfrentamento
ver
preveno de incapacidades
deveres
compromisso
olhar
adaptao
diagnóstico precoce
apoio
inclusão
orienta
ratamento regular
contato
perceber
acompanamento
doses supervisionadas
cra
eqüidade
controe
independência
cirrias reparado
utocuidado
escta
adesão
acesso peno
humanização
direitos
assistência
viso oba
atendimento
mtiprofissiona
acessibilid
obiizao socia
acolhimento
enfrentamento
ver
preveno de incapacidades
deveres
compromisso
olhar
adaptao
diagnóstico prec
poio
inclusão
orientao
tratamento regular
contato
perceber
acompanamento
doses supervisionadas
cra
eqüidade
controe
independên
irrias reparadoras
autocuidado
escta
adesão
acesso peno
humanização
direitos
assistência
viso oba
atendimento
mtiprofissio
cessibilidade
mobiizao socia
acolhimento
enfrentamento
ver
preveno de incapacidades
deveres
compromisso
olhar
adapta
iagnóstico precoce
apoio
inclusão
orientao
tratamento regular
contato
perceber
acompanamento
doses supervisionadas
cra
eqüid
ontroe
independência
cirrias reparadoras
autocuidado
escta
adesão
acesso peno
humanização
direitos
assistência
viso o
tendimento
mtiprofissiona
acessibilidade
mobiizao socia
acolhimento
enfrentamento
ver
preveno de incapacidades
deve
ompromisso
olhar
adaptao
diagnóstico precoce
apoio
inclusão
orientao
tratamento regular
contato
perceber
acompanamento
doupervisionadas
cra
eqüidade
controe
independência
cirrias reparadoras
autocuidado
escta
adesão
acesso peno
humanização
direi
ssistência
viso oba
atendimento
mtiprofissiona
acessibilidade
mobiizao socia
acolhimento
enfrentamento
ver
prevenoncapacidades
deveres
compromisso
olhar
adaptao
diagnóstico precoce
apoio
inclusão
orientao
tratamento regular
contato
perce
companamento
doses supervisionadas
cra
eqüidade
controe
independência
cirrias reparadoras
autocuidado
escta
adesão
aceeno
humanização
direitos
assistência
viso oba
atendimento
mtiprofissiona
acessibilidade
mobiizao socia
acolhime
nfrentamento
ver
preveno de incapacidades
deveres
compromisso
olhar
adaptao
diagnóstico precoce
apoio
inclusão
orienta
ratamento regular
contato
perceber
acompanamento
doses supervisionadas
cra
eqüidade
controe
independência
cirrias reparado
utocuidado
escta
adesão
acesso peno
humanização
direitos
assistência
viso oba
atendimento
mtiprofissiona
acessibilid
obiizao socia
acolhimento
enfrentamento
ver
preveno de incapacidades
deveres
compromisso
olhar
adaptao
diagnóstico prec
poio
inclusão
orientao
tratamento regular
contato
perceber
acompanamento
doses supervisionadas
cra
eqüidade
controe
independên
irrias reparadoras
autocuidado
escta
adesão
acesso peno
humanização
direitos
assistência
viso oba
atendimento
mtiprofissio
cessibilidade
mobiizao socia
acolhimento
enfrentamento
ver
preveno de incapacidades
deveres
compromisso
olhar
adapta
iagnóstico precoce
apoio
inclusão
orientao
tratamento regular
contato
perceber
acompanamento
doses supervisionadas
cra
eqüid
ontroe
independência
cirrias reparadoras
autocuidado
escta
adesão
acesso peno
humanização
direitos
assistência
viso o
tendimento
mtiprofissiona
acessibilidade
mobiizao socia
acolhimento
enfrentamento
ver
preveno de incapacidades
deve
Brasia-DF, 2008
Série A. Normas e Manais Técnicos
Cadernos de preveno e reabiitaoem ansenase; n. 4
Mana de reabiitao ecirria em ansenase
Secretaria de Viiância em SaúdeDepartamento de Viiância Epidemioica
MINISTÉRIO DA SAÚDE
2
a
edio revisada e ampiada
 
© 2002 Ministério da Saúde.Todos os direitos reservados. É permitida a reproduo parcial ou total desta obra, desde ue citada a fonte e ueno seja para venda ou ualuer fim comercial.A responsabilidade pelos direitos autorais de textos e imagens desta obra é da área técnica.A coleo institucional do Ministério da Saúde pode ser acessada, na ntegra, na Biblioteca Virtual em Saúde doMinistério da Saúde: http://www.saude.gov.br/bvsSérie A. Normas e Manuais TécnicosCadernos de Preveno e Reabilitao em Hansenase; n. 4Tiragem: 2.ª edio revisada e ampliada – 2008 – 30.000 exemplares
Eaborao, edio e distribio:
MINISTÉRIO DA SAÙDESecretaria de Vigilância em SaúdeDepartamento de Vigilância EpidemiolgicaOrganizao: Programa Nacional de Controle da Han-senaseProduo: Núcleo de Comunicao
Endereo:
Esplanada dos Ministérios, Bloco G, Edifcio Sede, 1
o
 andar, sala 134CEP: 70058-900, Braslia/DFE-mail :svs@saude.gov.brEndereo eletrônico: http://www.saude.gov.br/svs
Coordenao-era:
Maria Leide W. de OliveiraDanusa Fernandes Benjamim
Coordenao de texto:
Maria Rita Coelho Dantas
Reeaborao e reviso de conteúdo:
Elcylene Maria de Araújo Leocádio – médica sanitarista, asses-sora do PNCHElifaz F. Cabral – médico ortopedista, monitor de cirurgia emhansenase para o Ministério da Saúde/BrasilLinda Faye Lehman – OTR, MPH C. Ped, terapeuta ocupacionale consultora técnica para preveno de incapacidades e reabi-litao para American Leprosy MissionsLucia Helena Soares Camargo Marciano – terapeuta ocupa-cional e pesuisadora cientfica do Instituto Lauro de SouzaLima, Bauru-SPMarcos da Cunha Lopes Virmond – cirurgio plástico e pesui-sador cientfico do Instituto Lauro de Souza Lima, Bauru-SPRosemari Baccarelli – fisioterapeuta e pesuisadora cientficado Instituto Lauro de Souza Lima, Bauru-SPPatrick R. N. G. Stump – médico fisiatra e especialista em clnicada dor do Instituto Lauro de Souza Lima, Bauru-SP
Coaboradores:
Cleide Ortega da Fonseca Augusto – Recursos Didáticos ePedaggicos do Instituto Lauro de Souza lima, Bauru-SPJosé Ricardo Franchim – fotgrafo, Instituto Lauro deSouza lima, Bauru-SPClaudia Maria Escarabel – fisioterapeuta e assessora téc-nica do PNCH
Istraes:
Cedidas pelo Instituto Lauro de Souza LimaRosemari Baccarelli, Bauru-SPElifaz F. Cabral, Porto Velho-ROLinda Faye Lehman, American Leprosy Missions
Coordenao editoria:
Fabiano Camilo
Projeto rfico, diaramao e fotos do incio doscaptos:
Ct. Comunicao
Capa:
Eduardo Trindade
Reviso de texto:
 Yana PalankofFicha catalográfica
Catalogao na fonte – Coordenao-Geral de Documentao e Informao – Editora MS – 2008/0630Ttulos para indexao:
Título em Inglês:
Manual of rehabilitation and surgery in leprosy
Título em Espanhol:
Manual de rehabilitacin y ciruga en lepra
Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de VigilânciaEpidemiolgica.Manual de reabilitao e cirurgia em hansenase / Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilânciaem Saúde, Departamento de Vigilância Epidemiolgica. – 2. ed. rev. ampl. – Braslia : Ministério daSaúde, 2008.148 p. : il. (Série A. Normas e Manuais Técnicos) (Cadernos de Preveno e Reabilitaoem Hansenase; n. 4)ISBN 978-85-334-1524-91. Hansenase. 2. Cirurgia. 3. Reabilitao. 4. Ateno básica. I. Ttulo. II. Série.CDU 616-002.73
Impresso no Brasil/ 
Printed in Brazil 

Activity (17)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Crystina Santana added this note
Ola! a três anos que sofro com minha mão direita em garra. já fiz descompressão do nervo mais não obtive resultado, minha mão continua cada vez mais seca, com muita senssibilidade é preciso realizar uma cirurgia só q não faz em sergipe, Onde posso procurar recursos e realizalos? sou portadora de hanseniáse...
Marcos Virmond liked this
Jean Carlos Pereira added this note
OLa gostaria de saber onde posso fazer essa cirurgia do pé para melhorar a deambulaçao ? por gentileza se alguem poder responde fico grato
marciosc2012 liked this
Nathália Souza liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->