Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
159Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Breve histórico da antropologia

Breve histórico da antropologia

Ratings:

3.0

(1)
|Views: 57,092|Likes:
Published by Luis_Paulo

More info:

Categories:Types, Resumes & CVs
Published by: Luis_Paulo on Jun 25, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, DOCX, TXT or read online from Scribd
See More
See less

11/29/2013

pdf

text

original

 
Introdução: o campo e a abordagem antropológicos
 
 Em todas as sociedades existiram homens que observavam homens
¹, interrogando-se equestionando-se acerca de si mesmo e do outro e da natureza humana em suas diversas formasde se apresentar. Contudo, somente no século XVIII, uma saber científico, tendo o homemcomo objeto de estudo, começa a tomar forma. Nesse período, acontecimentos como aRevolução Industrial em curso e o conseqüente fortalecimento do positivismo aproximaram onascente saber antropológico de saberes como a física ou biologia. Até então
o pensamentodo homem sobre o homem
era eminentemente mitológico e filosófico afastando-se de umasaber científico, nascia, pois, no fim do culo XVIII a ciência que estuda o home; aAntropologia.Contudo, mesmo adquirindo caráter científico no século XVIII, somente na segunda metadedo culo XIX, a Antropologia alcaa suas primeiras realizões. Nesse peodo, aantropologia começa a estudar objetos empíricos autônomos: as sociedades ditas primitivas,exteriores às áreas européias e norte-americanas. A ciência, como era pensada na época,exigia uma separação entre observador e objeto observado, por isso os estudiosos do períodose detiveram às sociedades distantes do eixo europeu e americano, estudando sociedades dedimensões restritas com poucos contatos comas grandes potências da época.Logo após firmar seu objeto de estudo, os antropólogos percebem que ele esdesaparecendo, o homem e as sociedades ditas primitivas, em virtude do contato com oseuropeus e norte-americanos, estavam se extinguindo. Nesse contexto, o antropólogo se vê emuma situação de possível fim da ciência antropológica, dá surge uma nova abordagem dessesaber: perceber que a antropologia seria
um certo olhar (...) que consiste em:a) o estudo do homem inteirob) o estudo do homem em todas as sociedades, sob todas as latitudes em todos os seus estados e em todas as épocas. ¹ 
O estudo do homem inteiro 
Uma correta abordagem antropológica leva em consideração as diversas dimensões do ser humano em sociedade. O estudo mais aprofundado leva a uma natural especialização, contudoa antropologia deve tentar integrar essas diferentes dimensões do ser humano tentandoentende-lo por inteiro. Desses estudos, e dessa especialização surgiram cinco grandes áreas principais da antropologia:
 
a)
Antropologia biológica:
desenvolve um conhecimento com ênfase na variação doscaracteres humanos, físico e biológicos, em diferentes espaços e tempos, procurandoentender e relacionar a biologia do ser humano com sua inserção na sociedade,levando também em consideração a relação biologia cultura, ou seja, o homem éentendido como um organismo biológico dentro de um contexto histórico e sócio-cultural.
b)
Antropologia pré-histórica:
desenvolve um estudo dos vesgios deixados pelohomem, tendo, pois, profunda relação com a paleontologia e arqueologia. Nesse ramo,o antropólogo é, antes de tudo, um historiador, pois busca reconstituir sociedadesdesaparecidas nas suas diversas dimensões, técnicas; organizações sociais; produçõesculturais e artísticas.
c)
Antropologia lingüística:
o ramo da antropologia que estuda o ser humano a partir dalinguagem com que se comunica. Esse ramo procura compreendera comnicãohumana e a influência da língua no processo de reconhecimento do mundo,decognição,de relacionamento socio-cultural e também na afetividade.Aqui,a linguagemé entendida como elemento de transmissão e interação cultural,daí a importância noseu estudo.
Nesse campo,pode-se observar os avanços da etnolinguística no estudode línguas indígenas.
d)
Antropologia psicológica:
 
revela o domínio do estudo dos mecanismos do psiquismohumano, na sua interação com a permanência social² 
. Somente através do estudo doconsciente e inconsciente do homem em sua particularidade pode-se entender atotalidade.
e)
Antropologia social e cultural (etnologia)
: diz respeito a tudo que constitui umasociedade, considerando o modo de produção, a relação com o sagrado, organização política e jurídica.
O homem em sua diversidade
A antropologia é o estudo, não somente dos componentes de uma sociedade, mas tambémde todas as sociedades. Nesse sentido, o estudo das sociedades longínquas foi fundamental para a percepção de que aquilo que é tomado por natural em uma sociedade é na verdadecultural. Aceitar que aquilo que de forma tão espontânea é feito é um ato cultural é difícil, daía necessidade do “estranhamento”, é preciso perceber que não há um centro no mundo, nemcultura melhor ou pior, existem apenas culturas diferentes.
Dificuldades da ciência antropológica
 
Quanto ao grau de cientificidade: o homem estaria realmente apto a realizar umestudo sobre o homem? O objeto de estudo seria o próprio observador, rompendo como distanciamento observador-observado.
Quanto à possibilidade de objeto próprio: estaria a antropologia separada da história?A história se assemelha muito à antropologia, estudando assim como ela o homem esociedade.
Quanto à atuação: pode o antropólogo interferir na sociedade em estudo? Não seriaele um elemento externo modificador da realidade cultural em estudo?
A pré-história da Antropologia
A origem da reflexão antropológica ocorreu simultaneamente com a descoberta do NovoMundo no fim do século XIV. Nesse contexto, com o contato com as populações indígenas eaborígenes surge para os europeus colonizadores questionamentos acerca da humanidade dosrecém-descobertos. Como lidar com as diferenças? Seriam esses seres recém descobertoshumanos? Seriam eles selvagens ou civilizados? Seriam os recém descobertos bons ou ruins?A partir desses questionamentos surgem pontos de vistas sobre os descobertos:
a)
A figura do mau selvagem e do bom civilizado: surgida a partir da
recusa do estranho
,o comportamento peculiar dos índios e aborígenes causava estranheza aos europeus -

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->