Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
5_-_racioc_nio_l_gico_igual_mpu_2.pdf

5_-_racioc_nio_l_gico_igual_mpu_2.pdf

Ratings: (0)|Views: 32 |Likes:
Published by Leonardo Trindade

More info:

Published by: Leonardo Trindade on Sep 25, 2013
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

02/04/2014

pdf

text

original

 
RACIOCÍNIO LÓGICO
 
Didatismo e Conhecimento
1
RACIOCÍNIO LÓGICO
1 ESTRUTURAS LÓGICAS.
 Na lógica, uma estrutura (ou estrutura de interpretação) é um
objeto que dá signicado semântico ou interpretação aos símbolosdenidos pela assinatura de uma linguagem. Uma estrutura possuidiferentes congurações, seja em lógicas de primeira ordem,seja em linguagens lógicas poli-sortidas ou de ordem superior.As questões de Raciocínio Lógico sempre vão ser compostas por  proposições que provam, dão suporte, dão razão a algo, ou seja, sãoarmações que expressam um pensamento de sentindo completo.Essas proposições podem ter um sentindo positivo ou negativo.Exemplo 1: João anda de bicicleta.Exemplo 2: Maria não gosta de banana.Tanto o exemplo 1 quanto o 2 caracterizam uma armação/ proposição.A base das Estruturas Lógicas é saber o que é Verdade ouMentira (verdadeiro/falso). Os resultados das proposições sempretem que dar verdadeiro. Há alguns princípios básicos:
Contradição:
Nenhuma proposição pode ser verdadeira efalsa ao mesmo tempo.
Terceiro Excluído:
Dadas duas proposições lógicascontraditórias somente uma delas é verdadeira. Uma proposiçãoou é verdadeira ou é falsa, não há um terceiro valor lógico (“maisou menos”, meio verdade ou meio mentira). Ex. Estudar é fácil.(o contrário seria: “Estudar é difícil”. Não existe meio termo, ouestudar é fácil ou estudar é difícil).Para facilitar a resolução das questões de lógica usam-se os conectivos lógicos, que são símbolos que comprovam averacidade das informações e unem as proposições uma a outra ouas transformam numa terceira proposição. Veja:(~) “não”: negação(Λ) “e”: conjunção(V) “ou”: disjunção(→) “se...então”: condicional(↔) “se e somente se”: bicondicionalTemos as seguintes proposições:O Pão é barato. O Queijo não é bom.
A letra p representa a primeira proposição e a letra q, a
segunda. Assim, temos: p: O Pão é barato.q: O Queijo não é bom.
 Negação (símbolo ~):
Quando usamos a negação de uma proposição invertemos a armação que está sendo dada. Veja osexemplos:~p (não p): O Pão não é barato. (É a negação lógica de p)~q (não q): O Queijo é bom. (É a negação lógica de q)Se uma proposição é verdadeira, quando usamos a negaçãovira falsa.Se uma proposição é falsa, quando usamos a negação viraverdadeira.Regrinha para o conectivo de negação (~):
P~P
V
FF
V
Conjunção (símbolo Λ):
Este conectivo é utilizado para unir duas proposições formando uma terceira. O resultado dessa uniãosomente será verdadeiro se as duas proposições (p e q) foremverdadeiras, ou seja, sendo pelo menos uma falsa, o resultado seráfalso. Ex.: p Λ q. (O Pão é barato e o Queijo não é bom). Λ = “e”.Regrinha para o conectivo de conjunção (Λ):
P
QPΛQVVVV
FFF
V
FFFF
 Disjunção (símbolo V):
Este conectivo também serve paraunir duas proposições. O resultado será verdadeiro se pelo menosuma das proposições for verdadeira. Ex: p v q. (Ou o Pão é baratoou o Queijo não é bom.) V = “ou”. Regrinha para o conectivo dedisjunção (V):
P
QPVQVVVV
F
V
F
VV
FFF
Condicional (símbolo →):
Este conectivo dá a ideia decondição para que a outra proposição exista. “P” será condiçãosuciente para “Q” e “Q” é condição necessária para “P”. Ex: P →Q. (Se o Pão é barato então o Queijo não é bom.) → = “se...então”.Regrinha para o conectivo condicional (→):
P
QPQVVVV
FFF
VV
FF
V
 Bicondicional (símbolo ↔):
O resultado dessas proposiçõesserá verdadeiro se e somente se as duas forem iguais (as duasverdadeiras ou as duas falsas). “P” será condição sucientee necessária para “Q”. Exemplo: P ↔ Q. (O Pão é barato se esomente se o Queijo não é bom.) ↔ = “se e somente se”. Regrinha para o conectivo bicondicional (↔):
P
QPQVVVV
FFF
V
FFF
V

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->