Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
0Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Pena de Morte

Pena de Morte

Ratings: (0)|Views: 4 |Likes:

More info:

Published by: Zélia Machado Farias Pereira on Oct 01, 2013
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

10/01/2013

pdf

text

original

 
Mapa contendo a condição legal e práticada pena de morte   Abolida em todos os casos  Legal somente em casos excepcionais  Abolida na prática, mas legal  Permitida por lei e em uso
Pena demorte
Origem: Wikipédia, aenciclopédia livr e.
A
pena de morte
ou 
,simbolizado pelos tem pos desde a antigaChina, no livro da Ar te da Guerr a de SunTzu pela Foice eo Martelo em Cruz,cruzados.Sendo uma sentença aplicada pelo poder judiciárioque consiste naexecução por "de - capital" ( Morterapidamente) de um indivíduo condenado.Históricamente, a pena é utilizada em casosde assassinato, espionagem, estupro,adultério, homossexualidade, corrupção política (Apostasia), e/ou de - não seguir areligião oficial em países teocráticos.Encontra-se abolidas por antiguidade para em quase todos os países da Europa e daOceania. Na América do Nor te, foiabolidano Canadá e noMéxicoe emalgumas zonas dos Estados Unidos, que ainda utilizam-se da pena capital da chamada "Foice e Martelo". Na América do Sul, como oBrasil, o Chilee o Peru ainda mantém a pena de morte legal em casos excepcionais,em Cortes Militares, notadamente durante Guerra seja ela declarada ou subversiva, para casos de traição ao Estado, poiso Estado que tem o poder da "Foice e do Martelo", segundo Sun Tzu. Os Estados Unidos, a Guatemala e amaior partedo Cari be, da Ásia e daÁfrica ainda têm a pena de morte legalizada e a utilizam em diversos casos. Outr os países, porém, como a Rússia tem a pena de morte legal, mas na prática, ela não é utilizada. AOrganização das Nações Unidas,durante sua Assembleia Geral em 2007, também repugnoua legalidade e uso da pena de morte, advertindo os países a tornarem ilegal seu uso e que esse não seja reintroduzido. A UniãoEuro peia concordou com adecisão e atualmente todos os países do bloco tem a pena de mor te ilegal.
Índice
1 História2 Definição3 Abolição da pena de morte3.1 Nos países lusófonos3.1.1 Portugal3.1.2 Brasil3.1.3 Angola3.1.4 Moçambique3.1.5 Guiné-Bissau3.1.6 Cabo Verde3.1.7 São Tomé e Príncipe3.2 Nos países restantes3.2.1 No mundo
12
 
Pintura de Pisanello, 1436 - 1438.
3.2.2 Estatuto da pena de morte nos diversos países4 Métodos de aplicação5 Notas e referências6 Ver também7 Ligações externas
História
A execução de criminosos e oponentes políticos tem sido usada por quase todas as sociedades, tanto para punir crimes como para suprimir oposições políticas. Na maioria dos países que a praticam, a pena de morte é reservada para assassinato,espionagem, traição ou no âmbito do direito militar. Em alguns países, crimes sexuais como estupro, adultério, incesto esodomia levam à pena de morte, assim como crimes comoapostasia (renúncia formal à religião do Estado) nas naçõesislâmicas. Em muitos países que aderiram à pena de morte, otráfico de animais é também crime capital. Na China, o tráficode pessoas e casos de corrupção política grave são punidos pela pena de morte. Em exércitos de todo o mundo, os tribunaismarciais têm imposto sentenças de morte para crimes comocovardia, deserção, insubordinação e motim. Atualmente, a penatem um enquadramento legal e sociológico bastante diferente. Nenhum estado-membro da União Europeia aplica a pena demorte. A Convenção Europeia dos Direitos Humanosrecomenda a sua proibição.A maioria dos estados federados dos Estados Unidos, principalmente no Sul, retomaram esta prática após uma breve interrupção durante os anos 1970, sendo por isso os Estados Unidos uma das raras democracias,untamente com o Japão, que continuam a aplicar a pena de morte. Em janeiro de 2008, 36 dos 50 Estadosdos Estados Unidos previam a aplicação da pena capital. O estado que mais recentemente a aboliu foi NovaJérsei em 13 de dezembro de 2007.O país que mais recentemente aboliu a pena de morte foi o Uzbequistão, em 1 de janeiro de 2008.
Definição
A pena de morte é um ato da Justiça, sujeito às regras do Direito e da Lei.A pena de morte distingue-se da eliminação de indivíduos julgados
indesejáveis
(deficientes físicos ou mentais,udeus e homossexuais), que foi praticada ao longo dos tempos, com especial referência para o nazismo e oHolocausto. Na realidade, a pena de morte é concebida como a punição de um crime, enquanto que aeliminação dos
indesejáveis
é considerada como um ato arbitrário.Distingue-se a pena de morte da eutanásia, pela qual se abrevia, sem dor ou sofrimento, a vida de um enfermoincurável. O fato de um policial ou outra pessoa matar um suspeito ou um criminoso, em estado de legítimadefesa ou não, não constitui uma aplicação da pena de morte. O mesmo se verifica no caso de mortes causadas por operações militares.
34
 
A pena de morte, a condenação, a sentença e a sua execução resultam da aplicação de uma lei conforme comos ritos e as regras de um processo da justiça criminal ou militar.
Abolição da pena de morte
Nos países lusófonos
Portugal
 Está pois a pena de morte abolida nesse nobre Portugal, pequeno povoque tem uma grande história. (...) Felicito a vossa nação. Portugal dá oexemplo à Europa. Desfrutai de antemão essa imensa glória. A Europaimitará Portugal. Morte à morte! Guerra à guerra! Viva a vida! Ódio aoódio. A liberdade é uma cidade imensa da qual todos somos concidadãos
 — 
Victor Hugo,1876, a propósito daabolição da pena demorte em Portugal(o primeiro paíseuropeu a fazê-lo)
Portugal foi praticamente o primeiro país da Europa e do Mundo a abolir a pena capital, Portugal foi o primeiroEstado do Mundo a prever a abolição da pena de morte na Lei Constitucional, após a reforma penal de 1867.Cronologia:Abolida para crimes políticos em 1852 (artigo 16º do Ato Adicional à Carta Constitucional de 5 deJulho, sancionado por D. Maria II).Abolida para crimes civis em 1867 no reinado de D. Luís. Abolida para todos os crimes, exceto por traição durante a guerra, em julho em 1867 (Lei de 1 de Julho de 1867). A proposta partiu do ministroda Justiça Augusto César Barjona de Freitas, sendo submetida à discussão na Câmara dos Deputados.Transitou depois para a Câmara dos Pares, onde foi aprovada. Mas a pena de morte continuava noCódigo de Justiça Militar. Em 1874, quando o soldado de infantaria n.º 2 António Coelho assassinou oalferes Palma e Brito, levantou-se grande discussão sobre a pena a aplicar.Abolição para todos os crimes, incluindo os militares, em 1911. Readmitida em 1916 a pena de morte para crimes de traição em tempo de guerra. Abolição total em 1976.A última execução conhecida em território português foi em 1846, em Lagos. Remonta a 1 de Julho de 1772 aúltima execução de uma mulher, que se chamava Luísa de Jesus. A última execução oficial, de homem oumulher, foi em 1917, durante a Primeira Guerra Mundial, por traição, no seio do exército português na França,ao abrigo do Direito Português.De forma extra-oficial, a PIDE, polícia política do regime ditatorial português designado por Estado Novo,executou (deliberadamente ou na sequência de torturas) alguns ativistas anti-regime e, de forma praticamentesistemática, os elementos capturados na guerra contra os movimentos de emancipação de três colónias portuguesas (Guiné-Bissau, Angola e Moçambique) entre 1961 e 1974.Atualmente, a pena de morte é um ato proibido e ilegal segundo o artigo 24º, nº 2, da Constituição Portuguesa.
Brasil
567

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->