Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword or section
Like this
14Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Microsoft Word - O que é teologia

Microsoft Word - O que é teologia

Ratings: (0)|Views: 3,352|Likes:
Published by pureza76

More info:

Published by: pureza76 on Jul 10, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See More
See less

04/11/2013

pdf

text

original

 
1
I Parte1.
 
 A trajetória da teologia cristã
“A autoridade exige a fé e prepara o homem para a reflexão”.“Os acontecimentos temporais são mais para serem cridos do que entendidos”.Santo Agostinho As discussões e os debates sobre
teologia 
são cada vez mais comuns. Nos círculos acadêmicosou nos domínios públicos, se fala em teologia, se faz teologia, se discute teologia. No Brasilnão poderia ser diferente, já que nossas tradições culturais estão diretamente ligadas à religiãoe às expressões sagradas que se manifestam em todos os grupos sociais, desde odescobrimento dessa terra. Portanto, não importa a pertença do indivíduo, se é de origemindígena, negra ou branca, se é do gênero masculino ou feminino, se tem ou não dinheiro. Oassunto teologia passeia por entre as gentes e permeia a cultura, seja ela erudita ou popular.Por isso, a teologia ultrapassa os limites impostos pelas paredes das igrejas e vai transbordarnas ruas, nas casas, nos bares, nas telas de cinema, nas peças de teatro, nas mais diversasliteraturas e em muitos outros espaços. A teologia reivindica para si o
status 
de disciplinademocrática, pois especialmente nos dias de hoje “está na boca de todos e de todas”.Mas nem sempre foi assim. A teologia como disciplina surgiu há muito tempo e inicialmenteestava circunscrita à erudição clássica antiga. A palavra “teologia” é termo de origem grega. Otema da palavra,
Theos 
, significa Deus, e
Logia 
indica o sentido de estudo. Portanto,poderíamos dizer de modo simples que, teologia é o estudo sobre Deus ou sobre as coisasconcernentes à divindade. Assim como o sentido da palavra teologia encontra sua raiz natradição cultural do mundo grego, existem outras relações entre a teologia e a cultura grega.O filósofo grego Platão, em sua obra
Política 
, foi o primeiro a usar a palavra teologia. Depoisdisso, Aristóteles também usou esse termo em sua obra intitulada
 Metafísica 
. Nesta ocasião, Aristóteles apresentou a idéia que o motor do mundo é Deus ("o que tudo move e não émovido" – XII 6-10) e a disciplina teologia foi se caracterizando como estudo especulativosobre a divindade e, assim, fez par com a filosofia.No mundo grego, assim como em outras tradições culturais do Mediterrâneo Antigo(sumérios, acádios, babilônios, egípcios, romanos e outros), as religiões e seus rituais seoriginavam dos mitos – histórias sagradas – que serviam aos povos tanto para doar sentidopara as suas vidas, como para ajudá-los em suas organizações sociais e políticas. A vida
 
2
quotidiana das pessoas estava relacionada com seus mitos sagrados. Os atos de plantio ecolheita, a pesca, os casamentos, os nascimentos, a organização das comunidades e aeconomia dos grupos estavam ligados à vontade dos deuses e das deusas. Se havia chuva ousol, se as batalhas seriam vencidas ou não, as decisões mais importantes eram tomadas deacordo com a orientação divina. As histórias sagradas, os mitos, sustentavam as civilizaçõesantigas que por meio de liturgias com celebrações e rituais, procuravam dramatizar essashistórias para mantê-las vivas e ao mesmo tempo, agradar seus deuses e deusas.Mas aos poucos a explicação para a origem do cosmos e da humanidade baseada na vontadesoberana da divindade foi perdendo a força. À medida que compreendia mais sobre o mundoe sobre si mesmo, a humanidade também perdia sua fé e, em contrapartida, adquiria maisconfiança em suas descobertas. Com o avanço da filosofia rumo à razão, a fé e a crençacederam lugar ao discurso, em outras palavras, à retórica. A retórica era usada pelos filósofos,amigos do saber, como recurso pedagógico para ensinar e muitas vezes convencer suaaudiência sobre determinado assunto. A filosofia é a disciplina que mais pergunta, que estásempre curiosa e atenta. Enquanto os mitos eram envoltos pela áurea do nebuloso e asreligiões antigas mantinham segredos, a filosofia trouxe clareza e desvendou os mistérios. A retórica teve origem na cultura grega e desde o princípio foi responsável pela formulação deperguntas filosóficas acerca da vida, do dia a dia, da morte, dos possíveis sentidos para o serhumano. Por meio da retórica é possível conhecer traços fundamentais e distintivos datradição desse povo. O termo
retoriké 
é afim dos termos
retor 
, orador, e
retoreia 
, discursopúblico caracterizado pela eloqüência. Por conseguinte, pode-se dizer que retórica é a “arteoratória”, ou a disciplina que versa sobre a arte de falar bem. Com isso, é possível dizer que osgregos migraram da “crença” para a “razão”, mas, como defendem alguns historiadores,jamais afirmar que isso os marcava como superiores em relação aos outros povos. Atualmente,quando se fala a respeito de tradições culturais é consenso recusar categorias valorativas para adescrição das civilizações, isto é, cada povo tem suas manifestações culturais e religiosas, e emtodas há valor e especificidades que merecem respeito.Mas de fato, apesar da conhecida separação entre mito / religião e filosofia / ciência, ateologia foi quem fez primeiro as perguntas sobre existência humana e origem do mundo, eessas perguntas emergiram do quotidiano das pessoas que acreditavam nas histórias sagradas eformulavam suas religiões. Não contente com respostas religiosas, a filosofia segue adiante,mas volta-se a encontrar com a teologia em outras oportunidades.
 
3
No mundo cristão dos primeiros séculos, apesar da influência determinante da tradição judaicae de outras culturas mediterrâneas, por volta do século III quando a igreja consolidou seu
status 
de instituição e grandes teólogos se destacaram por causa de seus pensamentos ediscussões, pode-se notar claramente a influência da cultura grega, especialmente da filosofa eda retórica. A teologia dos primeiros cristãos foi grandemente influenciada pela filosofia gregae isso pode ser percebido já entre os cristãos do I século e posteriormente na Idade Média.Na Idade Média, os chamados Pais da Igreja deram origem ao período que ficou conhecidocomo Patrística. Os Pais da Igreja elaboraram grandes tratados teológicos para a defesa daregra e da fé cristã e, para isso, foram buscar inspiração e muitos fundamentos na filosofiagrega. Justino Mártir, Clemente Irineu e outros teólogos dessa época são exemplos disso, além,é claro, de Agostinho que tanto é considerado grande teólogo como grande filósofo. Durantetodo o período da Idade Média, esses pensadores desenvolveram célebres tratados teológicosque marcaram a experiência religiosa e consolidaram a base da fé cristã. Sua influência podeser atestada até os dias de hoje. Por isso, nas próximas linhas, apresentaremos a teologia dosPais da Igreja e sua estreita relação com a filosofia ganhará destaque em breve exposição.
1.
 
1 A teologia dos Pais Apostólicos
Os chamados Pais Apostólicos são considerados os primeiros teólogos cristãos. Seus escritos,do final do século I e início do II, nos dão idéia de como era a prática cristã inicialmente. Taistratados eram dirigidos aos neófitos, iniciantes na fé cristã, e nem sempre mostram a totalidadeda reflexão teológica da época. Mas, em geral, denunciam preocupações com os costumes, asorientações, as dúvidas e os problemas mais freqüentes. Nestes escritos, diferentes daliteratura do Novo Testamento, podemos encontrar como temas importantes:
 
 Moralismo (nomismo).
Em geral, os escritos eram dirigidos a novas congregações e pessoasque há pouco tempo tinham deixado as religiões pagãs. Eles apresentavam Cristo comolegislador e modelo para a salvação.
 
 Justiça.
Tema que apresentava Deus como único de realizá-la.
 
Salvação.
É apresentada como a imortalidade, a indestrutibilidade mediada por Cristo,único capaz de mostrar o conhecimento da verdade.
 
Pecado
. É destacado como corrupção, maus desejos e cativeiro sobre o poder da morte.Não se acentua muito a questão da culpa.

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->