Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Trabalho Do Queiroz

Trabalho Do Queiroz

Ratings: (0)|Views: 6|Likes:
Published by Mario Filho

More info:

Published by: Mario Filho on Oct 09, 2013
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/18/2014

pdf

text

original

 
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULOPROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA RELIGIÃO
MÁRIO ALVES DA SILVA FILHO
Trabalho apresentado ao Programa dePós-Graduação
Stricto Sensu
em Ciênciada Religião, da matéria “O alcance e oslimites dos mitos no campo religioso”,sob a coordenação do Prof. Dr. José J.Queiroz.
 
SÃO PAULO2011
SUMÁRIOIntrodução03
1. O mito e sua relação com a linguagem
032. Etimologia da palavra Mito043. Características e funções do Mito064. Distinções entre mito, fábula, lenda e conto085. Mito e Cosmovisão08Conclusão09Referências bibliográficas10
2
 
Introdução
Este trabalho é fruto da discussão realizada em sala de aula, na matéria
Oalcance e os limites dos mitos no campo religioso
, ministrada pelo Prof. Dr. José J.Queiroz, no curso de Pós-graduação
 stricto sensu
em Ciência da Religião. Neste curso debatemos, profundamente, sobre os mitos e sua relaçãoindissociável com as religiões. Analisamos vários autores, tais como José SeverinoCroatto, Mircea Eliade, Ernest Cassirer, Jean Delumeau, Paul Ricouer, entre outros,que se debruçaram sobre o estudo dos mitos e foram fundamentais para nos dar acompreensão necessária sobre eles.Para este trabalho analisaremos excertos das obras de Croatto e de Eliade. Do primeiro veremos passagens de sua obra “As linguagens da Experiência Religiosa”,editado pelas Paulinas em 2001 e do segundo “Mito e Realidade”, editado pelaPerspectiva em 1994.
1. O mito e sua relação com a linguagem
O mito é uma narrativa, uma fala, portanto esinserido no mundo dalinguagem, pois para aqueles que o contam e o transmitem é cercado de significações.A linguagem é utilizada para um construto de uma visão “espiritual” do mundo e se oreceptor não a conhece, como o público a que o mito está destinado, quando de suacriação ou desenvolvimento, não fará nenhum sentido. CASSIRER (1992:23), citandoWilhelm von Humboldt, diz que
O homem vive com seus objetos fundamentais e até
exclusivamente,
talcomo a linguagem lhos apresenta, pois nele o sentir e o atuar dependem desuas representações. Pelo mesmo ato, mediante o qual o homem extrai de sia trama da linguagem, também vai se entretecendo nela e cada linguagemtraça um círculo mágico ao redor do povo a que pertence, círculo do qualnão existe escapatória possível, a não ser que se pule para outro.
1
1
CASSIRER, Ernest. Linguagem e Mito. São Paulo: Ed. Perspectiva, 3ª Ed., 1992, pág. 23.
3

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->