P. 1
A estratégia como invenção: as políticas públicas de educação na cidade do Rio de Janeiro entre 1922 e 1935

A estratégia como invenção: as políticas públicas de educação na cidade do Rio de Janeiro entre 1922 e 1935

Ratings:

4.5

(2)
|Views: 816 |Likes:
Esta pesquisa foi dedicada à abordagem das estratégias de reforma da educação
pública na capital federal do Brasil entre os anos de 1922 e 1935. Ela teve como
objetivo compreender as iniciativas de implementação de políticas públicas na área da
educação, então acionadas na Diretoria Geral de Instrução Pública do Distrito Federal.
Em especial, propôs-se a investigar as ações que Carneiro Leão no quadriênio 1922-
1926, Fernando de Azevedo entre 1927 e 1930 e Anísio Teixeira de 1932 a 1935
desenvolveram nessa instância da prefeitura do Rio de Janeiro. Para tanto, pesquisou
uma série de textos produzidos no âmbito da administração pública. Relatórios, atas e
legislação, bem como correspondências e até publicações em periódicos informaram
acerca das várias tentativas de controle das práticas escolares e seus óbices. Igualmente,
foram fontes para o estudo da administração central do ensino no Distrito Federal as
memórias e parte da produção intelectual de seus principais componentes. Ao final da
análise, concluiu-se que toda uma inconfessa atividade de improvisação e invenção
cotidiana contribuiu para a reforma da educação pública no período. No estudo dos
serviços educacionais e de sua burocracia, sobretudo, interessou mostrar as estratégias
de controle e organização do funcionamento escolar como uma incessante invenção de
subterfúgios e artifícios da ação administrativa. Para além disso, importou considerar o
modo de administrar a educação pública segundo suas formalidades, a partir das suas
normas regulamentares. Nesse sentido, predominou uma preocupação com os
desdobramentos que, por meio das estratégias de reforma do ensino, a ação sobre os
espaços e temporalidades da escola, sobre a carreira docente e sua especialização e
sobre as populações escolares logrou alcançar à época. Em virtude dessas relações, a
pesquisa, por um lado, ocupou-se da inventividade da ação administrativa e, por outro,
das políticas públicas de educação que a Diretoria Geral de Instrução Pública do Distrito
Federal gerou entre 1922 e 1935.
Esta pesquisa foi dedicada à abordagem das estratégias de reforma da educação
pública na capital federal do Brasil entre os anos de 1922 e 1935. Ela teve como
objetivo compreender as iniciativas de implementação de políticas públicas na área da
educação, então acionadas na Diretoria Geral de Instrução Pública do Distrito Federal.
Em especial, propôs-se a investigar as ações que Carneiro Leão no quadriênio 1922-
1926, Fernando de Azevedo entre 1927 e 1930 e Anísio Teixeira de 1932 a 1935
desenvolveram nessa instância da prefeitura do Rio de Janeiro. Para tanto, pesquisou
uma série de textos produzidos no âmbito da administração pública. Relatórios, atas e
legislação, bem como correspondências e até publicações em periódicos informaram
acerca das várias tentativas de controle das práticas escolares e seus óbices. Igualmente,
foram fontes para o estudo da administração central do ensino no Distrito Federal as
memórias e parte da produção intelectual de seus principais componentes. Ao final da
análise, concluiu-se que toda uma inconfessa atividade de improvisação e invenção
cotidiana contribuiu para a reforma da educação pública no período. No estudo dos
serviços educacionais e de sua burocracia, sobretudo, interessou mostrar as estratégias
de controle e organização do funcionamento escolar como uma incessante invenção de
subterfúgios e artifícios da ação administrativa. Para além disso, importou considerar o
modo de administrar a educação pública segundo suas formalidades, a partir das suas
normas regulamentares. Nesse sentido, predominou uma preocupação com os
desdobramentos que, por meio das estratégias de reforma do ensino, a ação sobre os
espaços e temporalidades da escola, sobre a carreira docente e sua especialização e
sobre as populações escolares logrou alcançar à época. Em virtude dessas relações, a
pesquisa, por um lado, ocupou-se da inventividade da ação administrativa e, por outro,
das políticas públicas de educação que a Diretoria Geral de Instrução Pública do Distrito
Federal gerou entre 1922 e 1935.

More info:

Categories:Types, Research, History
Published by: Claudemir de Quadros on Jul 28, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

02/05/2013

pdf

text

original

 
UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO
FACULDADE DE EDUCAÇÃOANDRÉ LUIZ PAULILO
A estratégia como invenção
as políticas públicas de educação na cidade do Rio de Janeiro entre 1922 e 1935SÃO PAULO2007
 
 ANDRÉ LUIZ PAULILO
A estratégia como invenção
as políticas públicas de educação na cidade do Rio de Janeiro entre 1922 e 1935
Tese apresentada à Faculdade de Educação daUniversidade de São Paulo para a obtenção dotítulo de Doutor em EducaçãoÁrea de concentração: História e Historiografiada EducaçãoOrientadora: Profª. Dra. Diana Gonçalves Vidal
SÃO PAULO2007
 
 
 
AUTORIZO A REPRODUÇÃO TOTAL OU PARCIAL DESTE TRABALHO, POR QUALQUERMEIO CONVENCIONAL OU ELETRÔNICO, PARA FINS DE PESQUISA, DESDE QUE CITADA AFONTE.
Paulilo, André Luiz.A estratégia como invenção: as políticas públicas de educação na cidade do Riode Janeiro entre 1922 e 1935 / André Luiz Paulilo; orientadora: Diana Gonçalves Vidal.– São Paulo, 2007.430 f.: fig.Tese (Doutorado – Programa de Pós-Graduação em Educação. Área deconcentração : História e Historiografia da Educação) – Faculdade de Educação daUniversidade de São Paulo.1. História da educação, 2. Reforma educacional, 3. Processos de escolarização,4. Educação popular, 5. Políticas públicas de educação.
 

Activity (4)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
ABAmado liked this
mh888 liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->