Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
32Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
O recrutamento e seleção de profissionais com deficiência (PCD)

O recrutamento e seleção de profissionais com deficiência (PCD)

Ratings:

4.5

(2)
|Views: 18,123|Likes:
Explana a realidade do recrutamento e
seleção de profissionais com deficiência em São Luís.Apresenta informações sobre o atual mercado de trabalho maranhense. Descreve sobre o primeiro subsistema da gestão de pessoas, ou seja, agregar pessoas; destacando as suas atividades intrínsecas, sendo estas: o recrutamento e a seleção. E, além disso,
analisa, de forma breve, porém histórica e crítica, as conquistas e desafios das
pessoas com deficiência - PCD’s para participarem no mundo do trabalho. Destaca também, o uso da atual terminologia para se referir à alguém com deficiência, como um elemento que permite uma nova percepção social desses profissionais no trabalho e na
sociedade.
Explana a realidade do recrutamento e
seleção de profissionais com deficiência em São Luís.Apresenta informações sobre o atual mercado de trabalho maranhense. Descreve sobre o primeiro subsistema da gestão de pessoas, ou seja, agregar pessoas; destacando as suas atividades intrínsecas, sendo estas: o recrutamento e a seleção. E, além disso,
analisa, de forma breve, porém histórica e crítica, as conquistas e desafios das
pessoas com deficiência - PCD’s para participarem no mundo do trabalho. Destaca também, o uso da atual terminologia para se referir à alguém com deficiência, como um elemento que permite uma nova percepção social desses profissionais no trabalho e na
sociedade.

More info:

Published by: Gerisval Alves Pessoa on Jul 29, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See More
See less

02/05/2013

pdf

text

original

 
1
 
O recrutamento e seleção de profissionais com deficiência em São Luís.
Ana Claudia Pereira Assunção
 RESUMO:Este artigo tem por objetivo explanar sobre a realidade do recrutamento eseleção de profissionais com deficiência em São Luís. Para o alcance desse objetivoapresentou-se informações sobre o atual mercado de trabalho maranhense, descreveu-sesobre o primeiro subsistema da gestão de pessoas, ou seja,
agregar pessoas;
destacandoas suas atividades intrínsecas, sendo estas: o recrutamento e a seleção. E, além disso,analisou-se, de forma breve, porém histórica e crítica, as conquistas e desafios daspessoas com deficiência - PCD’s para participarem no mundo do trabalho. Destacou-setambém, o uso da atual terminologia para se referir à alguém com deficiência, como umelemento que permite uma nova percepção social desses profissionais no trabalho e nasociedade.Palavras – chave: Deficiência - Trabalho - Recrutamento - Seleção.1 INTRODUÇÃOSabe-se que na atual sociedade são comuns os discursos em favor dadiversidade, facilitando a aceitação daqueles que possuem deficiências. Mas, sabe-setambém que o histórico dessas pessoas é baseado em extermínio, isolamento, filantropiae exclusão por causas das suas diferenças físicas, sensoriais e mentais. Essas formas detratamento deixaram heranças sociais que dificultam a percepção social desses sujeitos,principalmente, no que se refere à sua condição como trabalhador.Dessa forma, para pensar na pessoa com deficiência como um profissionalprodutivo e eficiente que apresenta potencialidades e também limitações, é necessáriodestituí-se de todos os preconceitos sobre o tema. E, como parte do atual processo deinclusão social, a mudança da terminologia ao se referir a alguém com deficiência éfundamental.
Assistente Social graduada pela Universidade Federal do Maranhão e aluna do curso de especializaçãoem Gestão Estratégica de Pessoas da Faculdade Antenas Maranhense.
 
2
 
Segundo Godoy (2005), o correto é deixar os termos Deficientes e Portadoresde Necessidades Especiais para utilizar
Pessoas com Deficiência
– PCD, já que issosignifica que a pessoa não é deficiente em todas as suas funções e nem que ela porta,mas sim, que possui uma deficiência ou deficiências combinadas. Portanto, esse é otermo que será utilizado neste artigo para se referir a esses sujeitos dentro do subsistemade agregação de pessoas.Acredita-se que as mudanças ocorridas no mundo do trabalho a partir da décadade 19(80) trazem aspectos que possibilitam a inserção de profissionais com deficiênciano trabalho, pois a tecnologia informatizada diminui o esforço físico do processo detrabalho. E, além disso, o incentivo a equipes oportuniza o desenvolvimento de novaspotencialidades por meio da troca de conhecimento.Considerando isso, apresenta-se as seguintes inquietações sobre esse tema:Como ocorre o recrutamento e seleção de PCD’s em São Luís? As empresas realizam orecrutamento e a seleção de forma diferenciada, considerando a condição do candidatocom deficiência? Existem preferências de tipos de deficiência para as empresas? Quais?Por quê? O que justifica a contratação e a não contratação desses profissionais?Apresenta-se que essas inquietações são frutos do convívio social com pessoascom deficiência, por meio do qual percebeu-se que por preconceitos e pelo nãoconhecimento das diferentes formas de deficiências, muitos são excluídos socialmente.Isso influenciou a observância do mercado de trabalho e do atual contexto ondeprevalece a idéia de inclusão social, porém, essas referidas pessoas ainda possuemacesso limitado em nossa sociedade. Isso se reflete, sobretudo, na inserção dessaspessoas no mercado de trabalho de São Luís, considerando as particularidades do estadomaranhense.Buscou-se, então, o aprofundamento dessa temática adotando como método depesquisa o materialismo histórico-dialético, pois entende-se que este permite melhorcompreender e explanar, de forma crítica e histórica, as categorias centrais deste artigo,sendo estas: Trabalho e Deficiência.Acrescenta-se que a construção teórica e avaliativa dessa pesquisa ocorreumediante estudos bibliográficos e empíricos. Dessa forma, com base na classificaçãocientífica de Vergara (2000) classifica-se esta pesquisa quanto aos fins e quanto aosmeios.Quanto aos fins, classifica-se essa pesquisa como exploratória, pois sabe-se quea inclusão de PCD’s nas empresas maranhense ainda é uma iniciativa recente, e por esta
 
3
 
razão buscou-se o aprofundamento da referida temática visando contribuir para aelaboração de documentos científicos, logo, reconhece-se essa análise não se esgotanesse artigo, contudo, acredita-se que o mesmo poderá contribuir com elementosteóricos e práticos a respeito do referido tema.Quanto aos meios, seguiu-se as seguintes etapas: pesquisa bibliográfica emlivros, monografias, tese, dissertações, artigos e documentos
on line
; leitura e seleçãodos materiais levantados que possibilitassem a explicação das categorias em estudo. E, apesquisa empírica, na qual realizou-se contatos com quatro empresa que possuempessoas com deficiência no seu quadro de funcionários, com as quais realizou-seentrevista com aplicação de questionário com perguntas abertas; e análise qualitativa equantitativa dos dados coletados nas entrevistas, pois entende-se que a natureza dotema pesquisado necessita dessas duas formas de análise.Destaca-se que este artigo se caracteriza como um estudo de caso, pois investigaa realidade das pessoas com deficiência dentro do subsistema “agregar pessoas”considerando isso como um fenômeno social, real, porém que ainda estar em construçãoe por esta razão deseja-se sanar algumas inquietações sobre como isso ocorre em SãoLuís e inspirar novas investigações nesse campo teórico.Abaliza-se que o universo delimitado nesta pesquisa compreende um total dequatro empresas em São Luís, onde realizou-se entrevistas e obteve-se ricas esatisfatórias informações a respeito dos processos de recrutamento e seleção deprofissionais com deficiência.2 REFERENCIAL TEÓRICO
2.1 O mercado de trabalho e os processos de recrutamento e seleção no atualcontexto histórico
Segundo Marx (2002), o trabalho é a atividade realizada para criar valores deuso para suprir as necessidades humanas por meio da transformação da natureza. Esseadquire novas significações no seu percurso histórico, porém, continua sendo necessáriopara a sobrevivência e realização humana.Torna-se pertinente citar que, na sociedade capitalista uns detêm os meios deprodução e outros precisam vender a sua força para sobreviverem. A relação de comprae venda da força de trabalho explicita a existência de um mercado: o mercado detrabalho. Marx (2002) ressalta que nesse mercado o homem se compara a uma

Activity (32)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Heitor Cardoso liked this
Michele Marques liked this
Claudia Machado liked this
Jorge Moises liked this
Pamela Cristina liked this
Claudia Machado liked this
Tatiane Martins liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->