Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
29Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
090723Manual de organização-Regimento Interno-UCB

090723Manual de organização-Regimento Interno-UCB

Ratings:

4.33

(3)
|Views: 18,956|Likes:
Manual e Regimento Interno de Enfermagem da Unidade de Cuidados Básicos do Hospital Hescola São Francisco dde Assis da UFRJ.
Por favor, se utilizar faça a referência.
Abraços.
Manual e Regimento Interno de Enfermagem da Unidade de Cuidados Básicos do Hospital Hescola São Francisco dde Assis da UFRJ.
Por favor, se utilizar faça a referência.
Abraços.

More info:

Categories:Types, Resumes & CVs
Published by: Washington Ramos Castro on Aug 05, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/11/2014

pdf

text

original

 
Código
PE-MORISE-611. x
Emitido por:Washington Ramos CastroData:28/07/2009Aprovado por:Andreia Oliveira Vicente
Procedimento de Execução de Atividade
Título:Manual de Organização – Regimento Interno:Serviço de Enfermagem da UCB.
Este padrão de execução tem por finalidade definir, em linhas gerais asatribuições de cada membro da equipe de enfermagem da Unidade de Cuidados Básicos(UCB) do Hospital Escola São Francisco de Assis (HESFA) da Universidade Federal doRio de Janeiro (UFRJ).
SUMÁRIO1. INTRODUÇÃO012. CONCEITOS023. MANUAL DE ORGANIZAÇÃO / REGIMENTO INTERNO03a) Da finalidade ou Objetivos03b) Da posição04c) Da composição04d) Da competência04e) Do pessoal e seus requisitos05f) Do pessoal e suas atribuições07g) Do horário de trabalho09h) Das disposições gerais ou transitórias104. CONSIDERAÇÕES FINAIS115. BIBLIOGRAFIA 111.INTRODUÇÃO:
A assistência de enfermagem deve ser prestada com qualidade, de modohumanizado, conceitos diretamente relacionados à organização do servo deenfermagem. A função de organização do serviço de enfermagem é privativa do profissional enfermeiro, conforme as alíneas “b” e “c”, inciso: I do art. 11 da Lei
Página
1
de
12
 
Código
PE-MORISE-611. x
Emitido por:Washington Ramos CastroData:28/07/2009Aprovado por:Andreia Oliveira Vicente
Procedimento de Execução de Atividade
Título:Manual de Organização – Regimento Interno:Serviço de Enfermagem da UCB.
7.498/86, que dispõe sobre a regulamentação do exercício da enfermagem (BRASIL,1986) e art. 116 da Lei 8.112/90, que pacifica o Regime Jurídico dos ServidoresPúblicos Civis da União, das Autarquias e das Fundações Públicas Federais, incisos I;III e V alíneas “a”; “b” e “c”; IX e XI. (BRASIL, 1990).Sendo este o instrumento administrativo que determina parâmetros que visamsubsidiar a organização do serviço de Enfermagem da UCB. Procuramos direcionar nossa atenção para que ele contenha as diretrizes básicas para o funcionamento doserviço de Enfermagem.A elaboração do presente Manual de Organização / Regimento Interno é um passo essencial para a normatização das atividades da equipe de enfermagem daUCB/HESFA no exercício de suas atividades.Considerando que o Manual de Organização / Regimento Interno do Serviço deEnfermagem expressa a missão institucional, as características da clientela a ser assistida, bem como a disponibilidade e organização dos recursos humanos e materiais,ressalta-se a relevância de sua elaboração, conhecimento e efetiva utilização por todosos elementos da equipe de enfermagem da UCB/HESFA.Por essas razões julgamos ser necessária e procedemos uma construção coletivado mesmo, objetivando contribuir positivamente com os profissionais e ocupacionais deenfermagem no exercício de suas funções.Deve-se ressaltar que se trata de uma primeira versão, devendo, portanto sofrer modificações até se tornar adequado à realidade da nossa unidade, em consonância comas normativas da gestão da qualidade para o serviço público. Ao mesmo tempo,ressaltamos a importância de que este documento seja revisado periodicamente paraatualização dos dados que possam, por ventura, terem sido alterados por qualquer motivo, inclusive por mudanças na direção da Instituição ou na Coordenação daUnidade, buscando alcançar a excelência de acordo com os princípios do círculo damelhoria contínua. Além de poder necessitar adequação por implantação ou desativaçãode serviços, avanços tecnológicos, dentre outros.
Página
2
de
12
 
Código
PE-MORISE-611. x
Emitido por:Washington Ramos CastroData:28/07/2009Aprovado por:Andreia Oliveira Vicente
Procedimento de Execução de Atividade
Título:Manual de Organização – Regimento Interno:Serviço de Enfermagem da UCB.2. CONCEITOS:
O Presente Regimento Interno de Enfermagem é um instrumento administrativode caráter normativo e flexível, portanto, um Padrão de Execução (PE) que específica asdisposições do regulamento para o serviço, tendo sido elaborado pela coordenação daUCB em atividade coletiva que envolveu a maioria dos Enfermeiros, Técnicos eAuxiliares de Enfermagem em atividade no setor, estabelece e define os deveres eresponsabilidade de cada um dos trabalhadores de Enfermagem do setor. Tendo sidoaprovado pela Direção do HESFA.
3.MANUAL DE ORGANIZAÇÃO / REGIMENTO INTERNO:CAPÍTULO I - Das finalidades ou objetivos:
Organizar, orientar e documentar todo o desenvolvimento do Serviço deEnfermagem, visando sua missão, que é o compromisso e o dever dos profissionais daenfermagem para com seus clientes internos ou externos.
Art. 1º
O Serviço de Enfermagem, tem por finalidade:
I -
Assistir o paciente, integralmente, visando o ser humano como um todo(abordagem holística), a fim de reintegrá-lo à sociedade, o mais rápido possível;
II -
Promover e colaborar em programas de ensino, pesquisa, extensão etreinamento em serviço e no aperfeiçoamento da equipe de Enfermagem e aequipe interdisciplinar;
III -
Trabalhar de acordo com o digo de Ética dos Profissionais deEnfermagem, bem como a Lei 7498/86 que regulamenta o Exercício Profissionale da Lei 8.112/90 que pacifica o Regime Jurídico Único; eIV -Fazer cumprir as determinações dispostas nas Resoluções do Cofen/Coren
CAPÍTULO II - Da posição:
Página
3
de
12

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->