Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
informativo 3 140809

informativo 3 140809

Ratings: (0)|Views: 31 |Likes:
Published by pereiracafes

More info:

Published by: pereiracafes on Aug 15, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/14/2009

pdf

text

original

 
Centro de Café ‘Alcides Carvalho’ - IAC 
Informativo Café
Edição 03 Agosto de 2009 Campinas - SP
Centro de Café ‘Alcides Carvalho’ - IAC 
O Instituto Agronômico (IAC)completou, em 27 de junho, 122anos de fundação. Desde suafundação em 1887, por D.Pedro II, quando era chamado“Imperial Estação Agronômicade Campinas”, o IAC enfrentoudesafios para atender àvelocidade e à qualidadeexigidas no contexto doagronegócio, mantendo-seatualizado nas diversas áreasde atuação. A equipe do Centrode Café ‘Alcides Carvalho’orgulha-se de pertencer aoInstituto que contribui para odesenvolvimento de cultivaresque representam 90% do
IAC: 122 anos de tradição e contemporaneidade 
parque nacional de café arábica,com um potencial de produçãoexpressivamente superior àsprimeiras cultivares de arábicaplantadas no Brasil. E ahistória continua, compesquisas que abrangemdiversas temáticas, comotolerância à seca, ao calor ecom resistência às doenças,sistemas adequados de plantioe manejo da lavoura, química desolos, agroclimatologia, valori-zação da cafeicultura familiar,sustentabilidade, amplificação ecaracterização do banco degermoplasma, seleção declones de robusta, cultura detecidos, processamento equalidade de café, fisiologia docafeeiro, dentre outras.
IAC realizaIX
 
Curso de Atualização em Cafeicultura
Informações: Centro de Café(19) 32120458 - Eventos IAC:(19) 32315422 - ramal 171
“Novas Tecnologias emDesenvolvimento no IAC” é o temada 9ª edição do tradicional curso deatualização em café, organizadopelo Centro de Café ‘AlcidesCarvalho’, do IAC, nos dias 25 e 26de agosto, no anfiteatro OtávioTisselli Filho. Esta será aoportunidade para profissionaisligados ao agronegócio café,produtores e estudantesreceberem informações sobre aspesquisas desenvolvidas no IAC/ APTA, bem como servir de fórumpara o debate sobre a potencialaplicabilidade de seus resultados.A programação engloba asprincipais linhas de pesquisassobre o melhoramento do cafeeiro,area em que o IAC é referênciamundial, desde o melhoramentoclássico, até as ferramentas dagenômica e cultura de tecidos.Dentre os focos de estudos, serãodestacadas as pesquisas visandoresistência às doenças, ao bichomineiro, àqualidade e aobaixo teor decafeína. Serãoabordadosainda temasvariados comofertirrigação,monitoramentoagromete-reológico emanejo delavouras emáreas comnematóides. Haverá umaexplanação sobre o uso da fisiologiacomo fator de aumento daprodutividade do cafeeiro.Serão apresentadas ascontribuições da pesquisa para amelhoria da qualidade da bebida,com informações sobre aimportância das condições daprodução para agregação de valorao produto. Além dos aspectosagronômicos, os desafios daeconomia cafeeira serãoretratados na apresentação doscustos de produção emdiferentes regiões dos principaisEstados produtores.
 
2
 
Informativo Programa Café do IAC
EDITORIAL
Por uma cafeicultura eficiente e pujante 
O Brasil é um país privilegiado em relaçãoàs cultivares de café. Temos muitascultivares com as mais diversascaracterísticas que proporcionam umgrande número de opções em relaçãoà decisão do que plantar. Todas estascultivares foram desenvolvidas por meiode trabalhos intensivos de seleçãoutilizando o que podemos chamar demelhoramento clássico.É importante ressaltar que diversospesquisadores que trabalham commelhoramento do cafeeiro têmrecebido prêmios em reconhecimentoao trabalho constante e profícuo nosentido de atender às necessidadesdos produtores, industriais econsumidores. Estes prêmiosvalorizarm sobremaneira os trabalhosdos melhoristas, que tiveram entre osseus expoentes, o grande mestreAlcides Carvalho, considerado o maiorlíder científico de nossa cafeicultura.Notadamente, devemos reconhecernovas ferramentas para o melhoramentomoderno, com as tecnologias de culturade tecidos, marcadores moleculares,transgênicos e genoma podem aceleraro processo de obtenção de cultivares.Existem perspectivas para que estanova frente do melhoramento genéticocresça e contribua para o aprimoramentode cultivares, a exemplo de outrasculturas. No entanto, mesmo por meiodestas técnicas há sempre que seavaliar os materiais agronomicamente.Para o sucesso das avaliações e seleçõesde cafeeiros em campo, a cafeiculturabrasileira dispõe de muitos recursos. Sejapor meio do melhoramento clássico oumoderno, ganha o agronegócio com novasopções para acompanhar a demanda domercado e as condições climáticas atuaise futuras. Os governos estadual e federal,entidades financiadoras e aquelas quepremiam os trabalhos nesta área doconhecimento, alicerces para amanutenção da pesquisa científicacafeeira, serão certamente impul-sionadores desta nova geração dosprogramas de melhoramento do cafeeiro.Incentivando os avanços sim, mas,sobretudo, mantendo e reconhecendoa contribuição dos programas tradicionais.
Luiz Carlos FazuoliDiretor do Centro de Café
EXPEDIENTE
INFORMATIVO CAFÉ é uma publicação trimestral do Programa Café do IAC/ APTA/SAA, sendo uma iniciativa do Centro de Café ‘Alcides Carvalho’. A distribuiçãoé gratuita e dirigida a todos os segmentos que atuam no agronegócio café. É permitida areprodução de textos desde que citada a fonte.
Produção:
Centro de Café ‘Alcides Carvalho’ - IAC
Jornalista responsável:
Cibele Aguiar (Mtb 06097)
Colaboração:
Pesquisadores do Centro de Café e parceiros.
Instituto Agronômico (IAC)
Caixa Postal 28 - 13001-970 - Campinas - (SP) BrasilTelefone: +55 (19) 32120458www.iac.sp.gov.br
A transformação do conhecimento eminovação tecnológica requer umasinergia entre as perspectivas da classecientífica, do setor público e dosprogramas de transferência e difusão datecnologia gerada. Ciente destaimportância, os pesquisadores doCentro de Café ‘Alcides Carvalho’participaram do VI Simpósio dePesquisa dos Cafés do Brasil, emVitória (ES), no período de 2 a 5 de junho. O Instituto Capixaba de Pesquisae Extensão Rural (Incaper) foi ainstituição anfitriã do maior evento doConsórcio Brasileiro de Pesquisa eDesenvolvimento de Café (CBP&D/Café).O IAC esteve representado por 25pesquisadores, sete bolsistaseestudantes de pós-graduação, com41trabalhos apresentados nas áreas de
A marca do IAC no VI Simpósio dePesquisa dos Cafés do Brasil
genética, melhoramento, climatologia,irrigação, fitotecnia, biotecnologia,cultura de tecidos, qualidade da bebidae atributos químicos dos grãos de café.
Homenagem
Durante o Simpósio, o coordenador doPrograma Estadual de Cafeicultura doIncaper, Romário Gava Ferrão, em nomedeste Instituto, prestou homenagem aopesquisador do IAC Luiz Carlos Fazuoli.“... Sua experiência, conhecimentos,simplicidade e facilidade decomunicação com os “jovenspesquisadores” do Incaper, muito nosajudou no direcionamento dasdefinições de demandas de pesquisas,problemas, projetos e estratégias deprodução de mudas e transferência detecnologias...”, destacou empronunciamento.A liderança do Brasil quando o assuntoé café foi retratado em reportagemespecial da TV Al Jazeera, emissoraárabe do Catar, com abrangênciamundial. A TV visitou o Centro de Café‘Alcides Carvalho’ em abril, quandoesteve no Brasil para o lançamento doprojeto Campinas Café Festival, que terásua segunda edição entre 05 e 08 denovembro de 2009. Em entrevista, odiretor Luiz Carlos Fazuoli apresentouinformações técnicas e científicas sobreo cafeeiro, com um resgate histórico daspesquisas realizadas no IAC.Vale lembrar que os manuscritos maisantigos mencionando a cultura do cafédatam de 575, no Iêmen, onde,consumido como fruto in natura, passaa ser cultivado. Somente no século XVI,na Pérsia, os primeiros grãos de caféforam torrados para se transformar nabebida que hoje conhecemos. Até oséculo XVII, somente os árabesproduziam café, cujo nome é originárioda palavra árabe qahwa, que significavinho.
Centro de Café é mostrado ao mundo
Fazuoli relembra fatos históricos
 
Informativo Programa Café do IAC
3
A
previsão de aquecimento globaltem causado grande preocupação para técnicos e produtoresligados à cultura do café. Alguns infor-mes chegam a inferir que “o café vai su-mir do cenário agrícola paulista nos pró-ximos 30 a 40 anos, quando a tempera-tura deverá estar 3 graus centígradosmais alta”. Esta conclusão e outros efei-tos devastadores do aquecimento glo-bal fazem parte de estudos de algunsórgãos de pesquisa a partir dos relatóri-os do IPCC (Painel Intergovernamentalde Mudanças Climáticas).O relatório é obviamente preocupante,muito embora os próprios relatórios con-tenham um alto grau de incerteza nosresultados dos modelos de previsão alongo prazo. Entretanto, a afirmação deque o aquecimento de 3°C previsto para2040 ocasionaria muitas mudanças cli-máticas e inviabilizaria totalmente a ca-feicultura da região sudeste do Brasil éno mínimo prematura, sendo necessá-ria uma análise dos possíveis cenáriose da situação da capacidade técnica-científica da cafeicultura atual.Realmente nos últimos 10 anos, a agri-cultura tem sofrido com temperaturaselevadas, especialmente nos anos de2002 a 2007, o que confirmaria em par-te o problema do aquecimento globalatingindo também o Brasil.Os períodoscom deficiências hídricas acentuadastem sido também freqüentes neste mes-mo período, o que confirmaria que asadversidades meteorológicas estãoocorrendo de forma atípica.Entretanto, estas adversidadesagrometeorológicas, ocorreram em for-ma cíclica durante o século XX. Porexemplo, a década de 60 foi marcadapor secas acentuadas nos anos de 1961e 1963 que afetaram a produção de caféde forma drástica nos anos de 1962 e1964. Associadas a estas secas, ocor-reram também temperaturas elevadas,principalmente nos meses de agosto,setembro e outubro, que foram as maisaltas do século XX.Ao longo de um período mais longo,como indica os dados do postometeorológico de Campinas , com maisde 100 anos de coleta de dados, pode-mos observar que as adversidadesmeteorológicas ocorreram de formacíclica, com períodos típicos de 15 a 20anos.No caso de geadas, uma adversidadeque não ocorre na cafeicultura do su-deste desde o ano de 2000, observa-seque em média ocorre uma geada seve-ra a cada 15 anos. São exemplos asgeadas severas de 1892, 1902, 1918,1942, 1953, 1975, 1981, 1994 e 2000.Segundo os cientistas do IPCC, com oaquecimento global, as temperaturasseriam mais elevadas, mas as adversi-dades térmicas, incluindo geadas seri-am também mais freqüentes. Entretan-to, dentro da comunidade científica res-ponsável pela previsão de longo prazo,dos cenários para as próximas déca-das, não ocorre consenso sobre o real
Condições climáticas atuais e cenários futuros para a cafeicultura paulista
ARTIGO
aquecimento do clima da Terra.Entre os relatórios do IPCC, apesar detodos conterem cenários de aquecimen-to, os últimos têm sido mais amenoschegando a aumentos de 2°C, contraaté 10°C do primeiro relatório.Além disto, uma parcela ponderável decientistas, especialmente de físicos eastrônomos, defendem um cenário in-verso até o ano de 2050, quando a Terrachegaria a um grande resfriamento, comoocorreu em meados de 1700, quandoos rios Sena e Tamisa chegaram acongelar nos invernos.A ciência meteorológica progrediu muitonos últimos anos. Mesmo assim, nãosomos capazes ainda de prevermos comantecipação de 3 a 6 meses, como seriaa próxima estação. A previsão de cenári-os ainda mais distantes, como daqui a10, 20, 50 anos, é no mínimo inconsis-tente para concluirmos como ficará ocenário do clima para as atividades agrí-colas em qualquer parte do planeta.Com certeza, podemos afirmar que con-tinuarão a ocorrer adversidadesmeteorológicas, como temperaturasadversas, geadas, secas, chuvas ex-cessivas, granizo etc. Mas, a agricultu-ra estará mais protegida com as técni-cas agronômicas de adaptação e demitigação que certamente continuarãoa serem pesquisadas.
Marcelo Bento Paes de CamargoLuiz Carlos FazuoliRoberto Antonio Thomaziello
Dia de campo realizado pelo IAC apresenta avaliação de cultivares
No início de julho, foi a vez de Garça,na região conhecida como AltaPaulista, sediar mais um dia decampo realizado pela equipe doCentro de Café ‘Alcides Carvalho’,com a presença de técnicos eprodutores. O encontro foi realizadona Fazenda Consuelo, de JoséRenato Miranda Serrado, onde estáinstalado dois experimentos paraavaliação de 17 cultivaressubmetidos à irrigação e sequeiro.Os participantes tiveram aoportunidade de confirmar odestaque do Obatã IAC 1669-20,além de cultivares de destaque naregião, como o Catuaí Amarelo IAC62, Mundo Novo IAC501-5 e MundoNovo Amarelo IAC 4266. Comoesperado, todas as cultivares tiveramproduções muito superiores nosistema irrigado.
Profissionais atestam o desempenho de cultivares no campo

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->