Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword or section
Like this
18Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
dalai lama - a arte da felicidade

dalai lama - a arte da felicidade

Ratings:

4.83

(6)
|Views: 1,178 |Likes:
Published by macaverde

More info:

Published by: macaverde on Jul 11, 2007
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

12/24/2012

pdf

text

original

 
A ARTE DA FELICIDADE, Um manual para a vidaDE SUA SANTIDADE, O DALAI_LAMAeHOWARD C. CUTLEREsta obra foi publicada originalmente em inglês com o títuloTHE ART OF HAPPINESS par Riverhead Books.Copyright (c) /998 hv HH Dalai Lama and Ho.--d C. Cutler. M.D.Copyright (c) Livraria Martins Fontes Editora LtdaSão Paulo. 2000, para a presente edição.1ª ediçãofevereiro de 20007' tiragemjunho de 2000TraduçãoWALDÉA BARCELLOSBstan-'dzin-rgya-mtsho, Dalai Lama XIV, 1935A arte da felicidade: um manual paraa vida / de sua santidade o Dalai Lama e Howard C. Cutler ; tradução WaldéaBarrellos.- São Paulo : Martins Fontes, 2000.Título original: The art of happiness.Todos os direitos para o Brasil reservados àLivraria Martins Fontes Editora ltda.Rua Conselheiro Ramalho, 330/3400/325-000 São Paulo SP BrasilTel. (11) 239-3677 Fax (11) 3105-6867e-mail: infoCarrtartinsfontes.comhttp:llw,K,ts.martinsfontes.comDedicado ao leitor:Que você encontre a felicidadeINDICENota do autor IXIntrodução 1PRIMEIRA PARTE: O PROPÓSITO DA VIDA 11Capítulo 1 O direito à felicidade 1,3Capítulo 2 As fontes da felicidade 20Capítulo 3 O treinamento da mentepara a felicidade 41Capítulo 4 O resgate do nosso estadoinato de felicidade 58SEGUNDA PARTE: O CALOR HUMANO E A COMPAIXÀO 73Capítulo 5 Um novo modelo para a intimidade 75Capítulo 6 O aprofundamento da nossa ligaçãocom os outros 95Capítulo 7 0 valor e os benefícios da compaixão 127TERCEIRA PARTE: A TRANSFORMAÇÃODO SOFRIMENTO 147Capítulo 8 Como encarar o sofrimento 149Capítulo 9 O sofrimento criado pelaprópria pessoa 168Capítulo 10 A mudança de perspectiva 194Capítulo 11 A descoberta do significado na dore no sofrimento 225QUARTA PARTE: A SUPERAÇÃO DE OBSTÁCULOS 2415
 
Capítulo 12 A realização de mudanças 247Capítulo 13 Como lidar com a raiva e o ódio 278Capítulo 14 Como lidar com a ansiedade e reforçaro amor-próprio 297QUINTA PARTE: REFLEXõES FINAIS SOBRE COMOLEVAR UMA VIDA ESPIRITUAL 329Capítulo 15 Valores espirituais essenciais 331Agradecimentos 359Obras selecionadas de autoria de Sua Santidade,o Dalai-Lama 363NOTA DO AUTORNeste livro estão relatadas longas conversas com o Da~ lai-Lama. Os encontrospessoais com o Dalai-Lama no Arizona e na índia, que constituem a base destaobra,foram realizados com o objetivo expresso da cclaboração num projeto queapresentaria suas opiniões sobre como levar uma vida mais feliz, acrescidas dasminhas própriasobservações e comentários a partir da perspect;va de um psiquiatra ocidental. ODalai-Lama permitiu com generosidade que eu escolhesse para o livro o formatoquea meu ver transmitiria melhor suas idéias. Considerei que a narrativa encontradanestas páginas proporcionaria uma leitu-A ARTE DA FELICIDADEra mais agradável e ao mesmo tempo passaria uma noção de como o Dalai-Lama põeem prática suas idéias na própria vida diária. Com a aprovação do Dalai-Lama,organizeieste livro de acordo com o tema tratado; e assim, ocasionalmente, decidicombinar e associar material que pode ter sido extraído de conversas variadas.Da mesmaforma, também com a permissão do Dalai-Lama, nos trechos em que considereinecessário para fins de clareza e compreensão, entremeei trechos de algumas dassuas palestrasao público no Arizona. O intérprete do Dalai-Lama, o dr. Thupten jinpa,gentilmente fez a revisão da versão final dos originais com o intuito de seassegurar deque não houvesse, em decorrência do processo de organização, nenhuma distorçãoinadvertida das idéias do Dalai-Lama.Uma série de descrições de casos e relatos pessoais foi apresentada parailustrar as idéias em pauta. Com o objetivo de manter a confidencialidade eprotegera privacidade dos envolvidos, em todos os casos alterei os nomes, detalhes eoutras características particulares, de modo que impedisse a identificação dosindivíduos.DR. HOWARD C. CUTLERINTRODUÇÃOEncontrei o Dalai-Lama sozinho num vestiário de basquetebol pouco antes da horaem que se apresentaria para falar a uma multidão de seis mil pessoas na ArizonaStateUniversity. Bebericava calmamente seu chá, em perfeita serenidade.- Se Vossa Santidade estiver pronto...Ele se levantou, animado, e saiu do vestiário sem hesitar, dando com aturba apinhada nos bastidores, composta de repórteres da cidade, fotógrafos,segurançase estudantes - os que procuram, os curiosos e os céticos. Caminhou em meio àmultidão com um largo sorriso; e cum-A ARTE D A FELICIDADE
 
primentava as pessoas à medida que avançava. Finalmente, passou por uma cortina"apareceu no palco, fez uma reverência, uniu as mãos e sorriu. Foi recebido comumaplauso ensurdecedor. A pedido seu, a iluminação não foi reduzida, de modo queele pudesse ver a platéia com nitidez. E, por alguns instantes, ficousimplesmenteali parado, observando o público em silêncio com uma expressão inconfundível decarinho e boa vontade. Para quem nunca tinha visto o Dalai-Lama antes, suasvestesde monge de um marrom-avermelhado e da cor do açafrão podem ter causado umaimpressão um pouco exótica. No entanto, sua notável capacidade para estabelecercontatocom o público logo se revelou quando ele sentou e começou a palestra.- Creio ser esta a primeira vez que vejo a maioria de vocês. Mas, paramim, não faz mesmo muita diferença se estou falando com um velho amigo ou com umnovoporque sempre acredito que somos iguais: somos todos seres humanos. É claro quepode haver diferenças de formação cultural ou estilo de vida; pode haverdiferençasquanto à nossa fé; ou podemos ser de uma cor diferente; mas somos seres humanos,constituídos do corpo humano e da mente humana. Nossa estrutura física é amesma;e nossa mente e nossa natureza emocional também são as mesmas. Onde quer que euconheça pessoas, sempre tenho a sensação de estar me encontrando com outro serhumano,exatamente igual a mim. Creio ser muito mais fácil a comunicação com os outrosnesse nível. Se dermos ênfase << características específicas, como a de eu sertibetanoou de ser budista, nesse caso há diferenças. Mas esses aspec-2INTRODUÇÃOtos são secundários. Se conseguirmos deixar de lado as diferenças, creio quepoderemos nos comunicar, trocar idéias e compartilhar experiências comfacilidade.Foi assim que, em 1993, o Dalai-Lama deu início a uma semana depalestras abertas ao público no Arizona. Planos para sua visita ao Arizonahaviam começadoa se delinear mais de dez anos antes. Foi naquela época que nos conhecemos,quando eu estava visitando Dharamsala, na índia, graças a uma pequena bolsa depesquisapara estudar a medicina tradicional tibetana. Dharamsala é um lugarejo lindo etranqüilo, empoleirado na encosta de um monte nos contrafortes do Himalaia. Háquasequarenta anos, essa é a sede do governo tibetano no exílio, desde quando oDalaiLama, acompanhado por cem mil tibetanos, fugiu do Tibete após a brutalinvasão pelasforças chinesas. Durante minha estada em Dharamsala, conheci alguns familiaresdo DalaiLama; e foi através desses familiares que foi marcado meu primeiroencontrocom ele.Em sua palestra ao público em 1993, o Dalai-Lama falou da importância dorelacionar-se como um ser humano diante de outro; e era essa mesma qualidade quehavia sido a característica mais surpreendente da nossa primeira conversa na suacasa em 1982. Ele parecia ter uma capacidade incomum para deixar as pessoastotalmenteà vontade, para criar com rapidez um vínculo simples e direto com outro serhumano. Nosso primeiro encontro durou cerca de quarenta e cinco minutos; e, comotantasoutras pessoas, saí daquele primeiro encontro com excelente estado de espírito,com a impressão de ter acabado de conhecer um homem verdadeiramenteextraordinário.3A ARTE DA FELICIDADE

Activity (18)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Martyn Stubbs liked this
Amanda Prado liked this
Rafael Rba liked this
alexjorgepel liked this
nathalia_haddad liked this
Dielle Samilly liked this
nathalia_haddad liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->