Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
48Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
1 - Anatomia Ocular

1 - Anatomia Ocular

Ratings: (0)|Views: 8,815 |Likes:
Published by njua

More info:

Published by: njua on Aug 19, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/17/2013

pdf

text

original

 
Globo Ocular
O Globo ocular é uma esfera com cerca de 2,5 cm de diâmetro e 7 g de peso.Encaixado numa cavidade óssea denominada órbita, é formado de membranas(esclerótica, coróide e retina) e meios transparentes (córnea, humor aquoso, cristalino ehumor vítreo). Apresenta ainda, acessório: pálpebras, conjuntiva, glândulas lacrimais,cílios, sobrancelhas e músculos oculares.
Membranas1 Esclerótica
Camada externa do Globo ocular é a parte branca do olho. Semi-rígida, ela dá ao globoocular seu formato e protege as camadas internas mais delicadas; em sua porçãoanterior torna-se delgada, recebendo o nome de córnea.
2 Coróide
Fica por dentro da esclerótica; forma na parte anterior, um disco chamado Íris, queapresenta um orifício central, a pupila. Constituída por uma rede de vasos sangüíneos,ela supre a retina de oxigênio e outros nutrientes.
 Íris
: Disco de cor variável (castanho, azul ou verde) cor esta que é determinada pelo número de células de pigmentação. Representa um verdadeiro diafragmaconstituído de fibras musculares lisas, as quais se dispõem em sentidosdiferentes.
 Pupila
: Localizada no centro do olho, semelhante a um círculo escuro de cor  preta porque a maior parte da luz que entra no olho é absorvida e não refletida para fora. Controla automaticamente a entrada de luz: dilata-se em ambientescom pouca claridade e estreita-se quando a iluminação é maior. Esses ajustesque a pupila faz, permite que o ser humano enxergue bem à noite e evitamdanos à retina quando a luz é mais forte. Ela também se contrai quando fixamosobjetos próximos, e vice-versa, ajudando assim a dar foco à imagem na retina.
3 Retina
Camada mais interna do Olho. É uma membrana sensível à luz, conectada ao cérebrovia nervo óptico. Sua função é receber ondas de luz e converte-las em impulsosnervosos, que são transformados em percepções visuais (imagens). Para realizar essetrabalho, ela conta com dois tipos de receptores visuais, os cones que reagem à luz emfunção da cor e os bastonetes que funcionam sob iluminação fraca mas não detectamdiferenças de cor.
 
 Fóvea
: Localizada no centro da retina, permite perceber detalhes dos objetosobservados, é muito bem irrigada de sangue. É parecida com uma cratera, cujocentro é preenchido com células cônicas. Estas são receptores que detectam osraios luminosos e as cores.
Meios Transparentes1 Córnea
Tecido transparente que cobre a pupila, a abertura da íris. Junto com o cristalino, acórnea ajusta o foco da imagem no olho.
2 Humor aquoso
Material líquido que preenche o espaço entre a córnea e a íris.
3 Cristalino
Corpo de células epiteliais transparentes e flexíveis, que fica atrás da íris, a partecolorida do olho. Espécie de lente biconvexa, cujo formato pode ser ajustado paraenforcar objetos em diferentes distâncias num mecanismo chamado acomodação.Orienta a passagem dos raios luminosos até a retina.
4 Humor Vítreo
Material gelatinoso que preenche a cavidade maior do globo ocular, atrás do cristalino.
Acessórios1 Pálpebras
São duas pregas, uma superior e outra inferior que, através de movimentos, controlam aentrada de luz para o interior do olho. Também protegem os movimentos contra
 
traumatismos, lesões e corpos estranhos, fechando-os rapidamente em movimentosreflexos.
2 Conjuntiva
É Uma fina membrana que reveste a parte exposta do globo ocular e a superfícieinterna das pálpebras. Ela produz uma camada de umidade sobre a córnea.
3 Glândulas Lacrimais
Produzem lagrimas continuamente. A lagrima escorre por baixo da pálpebra cada vezque a pessoa pisca e lava e lubrifica o olho.
4 Cílios
Protegem o globo ocular contra a entrada de poeira e de excesso de luz.
5 Sobrancelhas
Situada na parte inferior da testa protegem o globo ocular contra o suor, desviando-o para o lado.
ANATOMIA DA ORBITA1 Paredes das Órbitas
As paredes de cada órbita são constituídas por 7 ossos:
Teto (2 ossos): asa menor do esfenóide e osso frontal
Parede lateral (2 ossos): asa maior do esfenóide e zigomático
Parede medial (4 ossos): maxilar, lacrimal, etmóide e esfenóide
Assoalho (3 ossos): zigomático, maxilar e palatino.
2 Relações das órbitas
Superior: Fossa anterior do crânio e seio frontal
Inferior: Seio maxilar 
Medial: Células aéreas etmoidais e seio esfenoidal
Lateral: Fossa temporal (anteriormente) e fossa crânica média (posteriormente).
3 Aberturas das órbitasAberturas mais importante:
A)
 Fissura orbitária superior 
: Localizada entre as asas menor e maior do esfenóide. Édividida pelo anel tendíneo comum e atravessada por vasos e nervos.
 Lateralmente ao anel:
- Nervo Lacrimal- Nervo Frontal- Nervo troclear (IV)- Veia oftálmica superior.
 Atravessando o anel 
- Nervo nasociliar - Nervo oculomotor (ramos superior e inferior) (III)- Nervo abducente (VI)
Medialmente ao anel 
- Veia oftálmica inferior.

Activity (48)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Saskia Feitosa liked this
Joana Reis liked this
Ana Ribeiro liked this
camilamfb liked this
Naiara Rodrigues liked this
Bruna Freitas liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->