Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
8Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Tabernáculo de Moisés - SUD

Tabernáculo de Moisés - SUD

Ratings: (0)|Views: 2,537|Likes:
Published by Willian Antonio

More info:

Published by: Willian Antonio on Aug 31, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, DOC, TXT or read online from Scribd
See More
See less

09/01/2010

pdf

text

original

 
TABERNÁCULO DE MOISÉS:AS ORIGENS DO TEMPLO DE JERUSALÉM 
(Por: Roberto Bondarik)
RESUMO:
 
 Este artigo procura tratar das origens do Templo de Jerusalém, considerado o símbolo da união entre os hebreus, a materializão da Aliança arepresentação do seu contato com Deus. A edificação deste Templo teve comobase as medidas repassadas a Moisés no Monte Sinai, quando da entrega dosMandamentos. Moisés edificou o Tabernáculo, um Templo portátil, que serviude abrigo a Lei e ao culto enquanto os hebreus vagavam pelo deserto, até queconquistassem Canaã e erigissem o seu Templo definitivo, no Monte Moriá em Jerusalém, tarefa que coube ao Rei Salomão.
 No conjunto do Antigo Testamento, destacamos a figura do Rei Salomão e do Templo deJerusalém... O Templo de Jerusalém, foi a grande obra arquitetônica dos hebreus, símbolodo orgulho e da unidade nacionais e no seu entorno concentraram-se as atividades pertinentes a vida religiosa e, como não poderia deixar de ser, e também a vida política danação, como era característicos das sociedades do Antigo Oriente. Inicialmente trataremosdo Tabernáculo Hebraico, posteriormente utilizado como modelo por Salomão, naedificação do Templo, que foi reconstruído pelo menos outras duas vezes.
Tabernáculo - O Templo Precursor:
 MEDIDAS DE COMPRIMENTO
Apresentamos as propostas mais habituais. Inclinamo-nos para a primeira, emborasaibamos que as medidas indicadas pelos Antigos devem ser entendidas comoaproximações.
 
Légua
(30 estádios)
5 328 m5 550 mMilha Romana
(8 estádios)
1 420, 8 m1, 479 mEstádio
(400 côvados) (600 pés)
177, 6 m185 mPlectro
(100 pés)
29, 6m30 mVara
(6 côvados)
2, 664 m2, 7 mBraça
(4 côvados) (6 pés)
1, 776 m1, 85 mCôvado Romano
(6 mãos) (1 pé X 1, 5)
0, 444 m0, 45 m
(1 côvado / 1, 5)
0, 296 m0, 3 mPalmo
(1 côvado / 2)
0, 222 m0, 225 mMão
(1 côvado / 6)
0, 074 m0, 075 mDedo
(1 côvado / 24)
0, 0185 m0, 01875 m[Côvado Filitariano
(7 mãos)
]0, 525 m
 
O Tabernáculo Hebraico, cujo nomeem grego significa Tenda (emhebraico, suká), era o santuário(mishcán) usado pelos hebreusquando eram nômades e vagavam pelo deserto após a saída do Egito. Chamado também deTenda da Reunião, era no Tabernáculo que eram realizados os serviços religiosos, até achegada em Canaã. O Tabernáculo era, portanto, um Templo móvel, que podia ser montadoe desmontado conforme as necessidades de transferência dos povos nômades. Segundo aBíblia, Moisés recebeu no Monte Sinai as instruções para construir este Templo portátil, para a guarda da lei e que deveria acompanhar o povo durante a sua peregrinação.As medidas do Tabernáculo, como já dito, teriam sido repassadas por Deus (Javé)diretamente a Moisés e serviram de referência para a construção do Templo em Jerusalém,e para as demais reconstruções que se fizeram necessárias e possíveis:
" (...)
 Este Santuário consistia num templo em tenda e num único átriocircundanteO Templo tinha 30 CV de comprimento por 10 CV de largura ede altura. Na fachada, tinha 5 colunas; uma parte superior de 4 CV decortina caindo sobre as colunas, como se fosse um entablamento; e umacortina de abrir e fechar, do cimo das colunas até ao fundo, que tapavaos restantes 6 CV de baixo. No interior, era dividido em 2compartimentos: o Santo, de 20 CV de comprimento por 10 de largura ede altura; e o Santo do Santos, com 10 CV de comprimento, de largura ede altura. Entre o Santo e o Santo dos Santos, havia 4 colunas e umaoutra cortina dependurada do cimo ao fundo, que servia de porta.O átrio tinha 100 CV de comprimento por 50 CV de largura, eera cercado por cortinas de 5 CV de altura, presas em colunas espetadasno chão. A cortina da porta era a oriente e media 20 CV de largura por 5CV de
 
altura. Era uma porta tripla, com 2 colunas no meio e outras 2 adelimitá-la dos lados. As cortinas que circundavam o átrio mediam, portanto, metade da altura do Templo.
 
O altar dos holocaustos era de bronze e media 5 CV decomprimento e de largura por 3 CV de altura. o teria, portanto,nenhuma rampa
Todas as obras seriam em estilo egípcio, aquele que osIsraelitas aprenderam, enquanto trabalharam no Egito. Não é semrazão que este estilo é freqüente nos achados arqueológicos palestinos. (...)”Confirmando as dimensões e o formato do Tabernáculo Hebraico, o mesmoera formado por uma série de quatro tendas sobrepostas, sendo a mais interior delas o“Santo dos Santos”, onde ficava guardada a Arca da Aliança.
Confirmação da Existência do Tabernáculo:
Durante muito tempo a maioria dos estudiosos achavam que o Tabernáculoseria apenas uma lenda, um mito criado pelos hebreus e posteriormente incorporado aBíblia. A confirmação de que povos do Oriente Médio utilizavam-se de Templos em formade tenda, foi conseguida pelo arqueólogo israelense Beno Rothenberg, que descobriu um pequeno ídolo em forma de serpente de bronze que era cultuado em um santuário em formade tenda, na região bíblica das minas de cobre, em Timna:
"(...)
Quanto a serpente de bronze, trata-se de um sinal, de forçasmágicas para curar os feridos (...) até no Templo em Jerusalém teriaexistido a efígie de tal ídolo (...) um sábio alemão, H. Gressmann, opinouque a “serpente de bronze” bíblica deve ser proveniente dos mitannitas,como os quais os israelitas entraram em contato, em sua passagem pelodeserto.Segundo a Bíblia, os mitannitas descendiam de Quatura, mulher de Abraão (...) e Jetro, um sacerdote mitannita, era o sogro de Moisés,cujas palavras e conselhos o genro ouviu e aceitou (...)Teria sido Jetroque os israelitas deviam o estranho culto da serpente A pequena e delicada serpente, de brilho dourado, estava notabernáculo de um santrio de tenda. Esse detalhe constitui ocoroamento da descoberta, feita por Rothemberg, pois com esse achadomarcou um tento arqueológico-bíblico de extraordinário alcance, vistoque desde o século XIX críticos da Bíblia das mais diversas tendências e‘escolas’ sempre puseram em dúvida a existência daquele santuário, dotabernáculo, do qual a Bíblia fala tão explicitamente e fornece tantosdetalhes
(...)”.

Activity (8)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads
julio e elaine liked this
rlfagundes liked this
Rafaelvcx08 liked this
Peterson Bruno liked this
Arnon Affonso liked this
Arnon Affonso liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->