Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
159Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
RESUMO E QUESTÕES DE VESTIBULARES FORMACAO DOS ESTADOS NACIONAIS - ABSOLUTISMO - MERCANTILISMO Prof. Marco Aurelio Gondim [www.mgondim.blogspot.com]

RESUMO E QUESTÕES DE VESTIBULARES FORMACAO DOS ESTADOS NACIONAIS - ABSOLUTISMO - MERCANTILISMO Prof. Marco Aurelio Gondim [www.mgondim.blogspot.com]

Ratings: (0)|Views: 50,322 |Likes:
Published by MGONDIM
Resumo e questões de vestibulares sobre a Formação dos Estados Nacionais, Absolutismo e o Mercantilismo do Prof. Marco Aurélio Gondim. Baixe grátis!
Resumo e questões de vestibulares sobre a Formação dos Estados Nacionais, Absolutismo e o Mercantilismo do Prof. Marco Aurélio Gondim. Baixe grátis!

More info:

Published by: MGONDIM on Sep 08, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/11/2014

pdf

text

original

 
Org. Prof. Marco Aurélio Gondimwww.mgondim.blogspot.com
- FORMAÇÃO DOS ESTADOS NACIONAIS- ABSOLUTISMO- MERCANTILISMO
RESUMO
 
E
 
QUESTÕES
 
DE
 
VESTIBULARES
 
A FORMAÇÃO DOS ESTADOS NACIONAIS, ENFOQUE SOBRE PORTUGAL
1. A formação dos estados nacionais, características gerais:. Acordo entre nobreza, clero e burguesia: Com o enfraquecimento da classe feudal – ossenhores de terra –, as monarquias vão conseguir se fortalecer no panorama europeu. Asnovas monarquias são chamadas de absolutas, características da Era Moderna na Europa(séculos XV-XVIII). Essa monarquia onde aparentemente o rei tem todo o poder doEstado é, na verdade, um Estado com a preponderância do clero e da nobreza, tendotambém a presença importante da burguesia.. Mercado nacional unificado: Interessa ao comércio e à produção dos burgos um estadonacional onde não se precise pagar taxas para atravessar os senhorios (como aconteciana Idade Média), onde os pesos e medidas sejam os mesmos em todo o territórionacional e a moeda seja a mesma em todo o reino. Tudo isso é cumprido no novo estadoque está surgindo. O mercado nacional é unificado pelos interesses do comércio e daprodução da burguesia.. Língua nacional: É nesse mesmo período que surgem as línguas nacionais européias.Elas são importantes para que todos no país se entendam na fala e na escrita e o Estadose faça presente em todo o território com uma língua comum. O surgimento das línguasnacionais é marcado pela publicação de grandes obras literárias nacionais.. Redução do poder da Igreja e do papa: Se durante a Idade Média, o poder do papa sefazia presente em toda a Europa fragmentada em pequenos senhorios, agora na EraModerna, o poder papal encontrará dificuldade de se impor diante de poderosos estadosnacionais. Há diversos conflitos entre a Igreja e os Estados recém-surgidos.. Casos particulares: Apesar de haver características gerais ao surgimento dessa novaforma de organização política, o estado nacional, cada país se unificou em condiçõesespecíficas: A Espanha se unificou pela luta de várias casas de nobreza contra osmuçulmanos na península ibérica, é a chamada guerra de Reconquista. No final doconflito, o rei de Aragão se casou com a rainha de Castela unificando o território; aFrança fortaleceu a sua monarquia e o seu exército com a guerra dos cem anos contra aInglaterra; a Inglaterra teve a especificidade de manter forte os poderes regionais atravésdo parlamento durante a Idade Média, que não era completamente submisso ao rei;Itália e Alemanha não conseguiram se unificar, só o fazendo no século XIX, já nocontexto das revoluções burguesas.2. A unificação de Portugal:. Uma região voltada para o mar: Também dominada pelos mouros – muçulmanosibéricos – assim como a Espanha, Portugal surgiu na luta de Reconquista contra osmouros, que chegaram na península no século VIII. Desde cedo, Portugal mostrou umaforte tendência para a pesca e o comércio, visto que era o entreposto marítimo entre as1
 
Org. Prof. Marco Aurélio Gondimwww.mgondim.blogspot.com
duas principais regiões de comércio da Europa, as cidades italianas e Flandres. Assim,conseguiu se organizar facilmente para a expulsão dos mouros. No século XII, todos játinham sido expulsos da região, diferentemente da Espanha que só expulsou os últimosmuçulmanos do seu território em 1492.. Feudalismo diferente, centralizado: O condado Portucalense surge como um estadovassalo de Castela, tornando-se independente em 1139. Portugal se caracterizava noinício por ter um feudalismo muito centralizado, diferente de outros feudalismos naEuropa. O rei tinha mais poder do que em outras regiões da Europa, o feudalismo iriaacabar no país com a Revolução de Avis de 1385.. Decadência do feudalismo em Portugal: O rei era forte em Portugal e, opondo-se aossenhores feudais, faz um amplo incentivo à fuga dos servos e também a criação dasfeiras de comércio. Os senhores feudais vão se enfraquecer e desesperadamente tentamse aliar a Castela para manter o poder sobre os senhorios. Isso detona a guerra que traráa formação do moderno estado português, a chamada Revolução de Avis.. Revolução de Avis: Em uma disputa dinástica, dois postulantes ao trono se confrontamem uma guerra. A casa de Borgonha era aliada aos senhores feudais portugueses e aopoderoso reino de Castela. Do outro lado, Dom João da casa de Avis, aliado doscomerciantes portugueses, dos pescadores e mestres de ofício. A vitória é de Dom JoãoI e marca o fim do feudalismo em Portugal e o início do estado nacional monárquicoportuguês. Com essa unificação adiantada do país, os lusitanos serão o primeiro povo anavegar pelos oceanos em busca de riqueza. Nesse momento, Portugal é uma dasregiões mais avançadas comercialmente da Europa, sendo o primeiro Estado a seunificar de fato.
O ESTADO MODERNO: ABSOLUTISMO E MERCANTILISMO
1. Apresentação:A época moderna é um período de transição entre o feudalismo medieval para ocapitalismo contemporâneo. Apesar de formas de trabalho semelhantes à servidãocontinuarem comuns no campo, existe uma burguesia mercantil e manufatureira comcerto poder. Em função desse quadro social complexo em que coexistem burguesia enobreza, existe uma forma própria de Estado, o estado absolutista e uma teoria e políticaeconômica de forte intervenção do Estado também restrita a esse período histórico, omercantilismo.2. O Absolutismo:. Conceituação: O nome absolutismo dá a falsa idéia de que o rei tem poderes absolutos,totais. Na verdade, o rei serve como um ponto de equilíbrio entre os conflitos existentesentre as classes sociais daquela sociedade – burguesia, nobreza e campesinato. Emfunção desse quadro contrastante, o rei representava o poder que terminaria com todosos conflitos. Na verdade, o rei tinha que jogar com as pressões desses grupos sociais. Aclasse hegemônica daquele meio, no entanto, era a classe que se sustentava a partir docontrole da terra, ou melhor, a nobreza e o clero..Antigo regime: É o nome dado ao regime absolutista pelos iluministas do século XVIIIde uma forma pejorativa. Na história é sinônimo de monarquia absoluta ou absolutismo.2
 
Org. Prof. Marco Aurélio Gondimwww.mgondim.blogspot.com
. Teóricos do absolutismo: O poder absoluto era legitimado através de discursos. Essesdiscursos foram importantíssimos para que o regime se consolidasse e fosse aceito portodos. As principais teorias são:. O Direito divino dos reis: Le Bret, Bodin e Bossuet são teóricos franceses que afirmamque os reis têm uma origem divina e por isso têm a legitimidade para governar. Essa é aprincipal base de sustentação teórica do regime absolutista. Portanto, a figura do rei nostempos modernos é sagrada..O Leviatã: Hobbes afirma que o homem é o lobo do homem e sem um governo forte ecoercitivo, o homem pode se destruir. Diante dessa animalidade humana, é necessárioum governo forte na mão de um rei.. Maquiavel: Esse autor escreveu o livro O Príncipe mostrando como os reis italianos deseu tempo agiam, como eram anti-éticos e arbitrários, mostra como eram os regimesabsolutistas de seu tempo.3. Mercantilismo. O que é: É a teoria e a prática econômica dos estados modernos, das monarquiasabsolutas. Tem como característica fundamental a intervenção do Estado na economiapara o fomento da riqueza nacional.Pressupõe que a riqueza não se reproduz, ela é limitada na natureza, por isso os estadoseuropeus vão ter longas e numerosas guerras para ter essa riqueza. Essas medidas têm oobjetivo também de fortalecer o poder dos ainda fracos Estados nascentes. Existemainda aspectos específicos do mercantilismo:. Metalismo – ou bulionismo: É o fator maior do sistema mercantilista que vai explicartodas as outras características desse sistema. Pensava-se na época que toda a riqueza domundo estava nas pedras preciosas e outras riquezas naturais, principalmente o ouro e aprata. A riqueza de um país media em quanto ouro e prata havia em seu território.Diante disso, os países europeus restringem a saída de ouro e prata dos seus territórios,tentando trazer o máximo desses metais para dentro se suas fronteiras.. Balança comercial favorável: Os países europeus traçaram várias formas de seconseguir essa riqueza em metais. Com a balança comercial favorável, exportando-semais do que se importava, o reina adquiria metais de outros reinos. Todos os paíseseuropeus tentavam manter esse saldo positivo na balança.. Colonialismo: Consistia na aquisição matérias-primas de alto valor, ouro e prata nascolônias no ultramar e a venda de produtos manufaturados para estas regiões. Era maisuma forma de enriquecimento.. Industrialismo: Era o fomento da produção de manufaturas, principalmente paraexportação, objetivando uma balança favorável. Essa é uma característica mais tardia domercantilismo, dos séculos XVII e XVIII. As unidades fabris desse período não são asmesmas da Revolução Industrial, são manufaturas.. Populacionismo: O poder de uma nação também era medido pela população que haviano reino. Isso porque a população mostrava o tamanho do exército que o país podiamontar e a produção de alimentos e manufaturas que esse país podia ter, especialmenteem períodos de guerra.3

Activity (159)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads
Valeria Oliveira liked this
oazinguito liked this
Cleiscilleny Silva added this note
Obrigada!!!(y)
Anderson Guedes liked this
sabrinadebora added this note
me ajudou muito valeuuuuuuuuuuuuuuu passei veterinaria

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->