Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
399Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
RESUMO E QUESTÕES DE VESTIBULARES COM GABARITO SOBRE A REVOLUÇÃO FRANCESA E O PERÍODO NAPOLEÔNICO Prof. Marco Aurélio Gondim [www.mgondim.blogspot.com]

RESUMO E QUESTÕES DE VESTIBULARES COM GABARITO SOBRE A REVOLUÇÃO FRANCESA E O PERÍODO NAPOLEÔNICO Prof. Marco Aurélio Gondim [www.mgondim.blogspot.com]

Ratings:

5.0

(1)
|Views: 104,957 |Likes:
Published by MGONDIM
RESUMO E QUESTÕES DE VESTIBULARES COM GABARITO SOBRE A REVOLUÇÃO FRANCESA E O PERÍODO NAPOLEÔNICO do Prof. Marco Aurélio Gondim [www.mgondim.blogspot.com]
RESUMO E QUESTÕES DE VESTIBULARES COM GABARITO SOBRE A REVOLUÇÃO FRANCESA E O PERÍODO NAPOLEÔNICO do Prof. Marco Aurélio Gondim [www.mgondim.blogspot.com]

More info:

Published by: MGONDIM on Sep 10, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

09/07/2014

pdf

text

original

 
Org. Prof. Marco Aurélio Gondimwww.mgondim.blogspot.com
REVOLUÇÃO FRANCESA E PERÍODO NAPOLEÔNICO
RESUMO
 
E
 
QUESTÕES
 
DE
 
VESTIBULARES
 
A Revolução Francesa1. Introdução:.O que foi: Foi a grande revolução que pôs fim ao Antigo Regime na França, destruindoas estruturas sociais daquele regime e levando a burguesia ao poder. Apesar dosprincipais eventos terem ocorrido em Paris e no interior do país, ela se espalhou portoda a Europa e influenciou todo o mundo no século XIX.. A sociedade francesa: O estado monárquico francês dividia a sociedade em trêsestados, que na verdade não correspondiam à realidade sócio-econômica daquele país.O primeiro estado é constituído por todos membros do clero. O segundo, pelos nobres,tanto do interior como da Corte. O terceiro estado era o resto da sociedade e era o únicoque pagava impostos, sendo que muitas vezes o 1o e 2o estados eram sustentados poresses tributos.. Subprodução e fome: Apesar de a economia francesa ter se desenvolvido bastante noséculo XVIII, nos anos imediatamente anteriores à Revolução, assistiu-se a uma grandeseca no campo, que levou à fome no país. Isso vai ser um dos fatores imediatos para aRevolução.. Crise financeira da Coroa: As freqüentes guerras e a extravagante corte tinham deixadoo Estado francês extremamente endividado, levando a uma série crise financeira daCoroa. Luís XVI, o rei francês do período, tentou fazer uma reforma tributária onde o1o e 2o estado pagassem impostos, mas esta foi barrada por estes.Dá-se uma crise política que leva o Rei a convocar os Estados Gerais, órgão consultivodo rei que era dividido entre os três estados, com um voto para cada um. A decisãofinal, no entanto, seria sempre do monarca.. Divisão cronológica da Revolução: A Revolução Francesa é dividida geralmente emtrês períodos. A Era das Instituições (1789-92), onde a burguesia chega ao poder; a Eradas Antecipações (1792-4), onde são antecipadas práticas políticas igualitárias; e a Eradas Consolidações (1794-1815), onde a alta burguesia se consolida no Estado.2. A Era das Instituições:. A Assembléia Constituinte: Em maio de 1789, são convocados os Estados Gerais.Tudo o que o terceiro estado propunha era barrado pelo clero e pela nobreza. O TerceiroEstado se isola e declara-se Assembléia Constituinte, dando um golpe no poder danobreza e do clero, é a chamada Revolução dos Advogados.. A tomada da Bastilha: Como o rei e os dois primeiros estados, desconfiados, colocamo exército de prontidão, a população de Paris, apoiando a Assembléia, toma a prisão daBastilha. Nessa prisão havia armas, com as quais a população se armou para defender aAssembléia Constituinte.. O grande Medo: Enquanto isso, em algumas partes do interior da França, oscamponeses ocupam as terras dos senhores (clero e nobreza) e queimam seus títulos de1
 
Org. Prof. Marco Aurélio Gondimwww.mgondim.blogspot.com
propriedade em um sentido de destruir a ordem senhorial no campo. Eles fazem umadivisão da terra entre eles, é o Grande Medo.. Constituição jurada: Em agosto do mesmo ano, é promulgada a Declaração dosDireitos Humanos. Os bens da Igreja são confiscados e no final do ano, promulga-seuma Constituição que o Rei é obrigado a assinar. Institucionaliza-se uma monarquiaconstitucional.. Guerra: As monarquias vizinhas à França, preocupadas com a agitação no país,resolvem invadir o país para restituir Luís XVI ao seu cargo. O exército francês,liderado por um general leal ao Imperador, sofre sucessivas derrotas, deixando apopulação desconfiada. Descobre-se um acordo entre o rei e os exércitos estrangeiros,levando à condenação de Luís XVI à guilhotina em 1792. Tem fim a monarquiaconstitucional, dá-se a República.3. A Era das Antecipações:. A nova Assembléia: Uma nova assembléia é constituída por sufrágio universal comuma divisão clara entre os girondinos – compostos pela alta burguesia – à direita e os jacobinos – compostos pela população média e pobre de Paris – à esquerda, além daplanície, no centro.. Golpe jacobino: Diante das tropas estrangeiras à porta de Paris, os jacobinos dão umgolpe de Estado estabelecendo medidas emergenciais: tabelam os alimentos a preçosbaixos, empreendem uma ampla reforma agrária no campo, criam um novo exércitocomposto por voluntários para combater na frente, acabam com a escravidão nascolônias. Além disso, os jacobinos, para se manter no poder, perseguiam duramenteseus adversários políticos, mandando-os para a guilhotina, assim, morreram quase todosgirondinos. É o chamado Terror.. Nove Termidor: Os exércitos revolucionários conseguem sucessivas vitórias econseguem expulsar os invasores para além da fronteira original francesa. Com areversão da situação de emergência, os jacobinos levam um golpe de Estado dado pelostermidorianos – compostos pela alta burguesia – sendo levados à guilhotina em suamaioria.4. A Era das Consolidações:. O Diretório: Os termidorianos estabelecem o seu governo, revertendo as medidas dos jacobinos. Eles restabelecem o sufrágio censitário, liberalizam os preços dos alimentos– prejudicando as classes pobres das cidades francesas – e fazem uma árdua proteção dapropriedade, principalmente no campo. Com a vitória inicial dos exércitosrevolucionários, a França começa uma grande expansão militar com certa estabilidadeinterna.
O Império Napoleônico e o Congresso de Viena
1. O governo de Napoleão:. Dezoito Brumário: Mesmo com o sufrágio censitário, os termidorianos ainda sofremcom uma oposição dentro da Assembléia e decidem então pelo golpe militar. Chamam o jovem general Napoleão Bonaparte para dar esse golpe. Em 1799 é dado o golpe,consolidando o governo da alta burguesia com uma ditadura.2
 
Org. Prof. Marco Aurélio Gondimwww.mgondim.blogspot.com
. O Império napoleônico, plano interno: O governo de Napoleão é dividido em doisperíodos, o Consulado que vai até 1804 e o Império, até 1815. Internamente, Napoleãoexecutou uma série de reformas que beneficiavam a burguesia: reformulou o sistemabancário criando uma moeda nacional francesa, o franco, e o Banco da França; criou asescolas normais, com ensino laico por toda a França; criou o Código Civil; tentouretornar a escravidão nas colônias, não conseguindo e perdendo a colônia do Haiti; fezainda um amplo incentivo à indústria e o comércio nacional da França.. O Império napoleônico, plano externo: Por volta de 1805, Napoleão tinha subjugadotoda a Europa continental, tendo reinos controlados por parentes seus e outrossubordinados à França. Napoleão, no entanto, não conseguia vencer a Inglaterra por nãoter uma marinha capaz de derrotar a frota britânica.. Bloqueio Continental: Napoleão criou em 1806 o Bloqueio Continental que proibiaqualquer país do continente europeu de comerciar com a Grã-Bretanha. Isso visavafomentar a indústria francesa, provendo o continente de produtos industrializados etambém visava liquidar o poderio industrial e naval inglês. Porém, a indústria francesanão dava conta de suprir todo o continente como a Inglaterra supria. Além disso, asilhas britânicas eram grandes compradoras de cereais e outros produtos primários daEuropa continental, o que a França não era, pois era auto-suficiente na produçãoagrícola. Isso desagrada fortemente os países que eram antigos exportadores de produtosprimários para a Inglaterra. Alguns países vão renunciar ao Bloqueio, sofrendo aconseqüente invasão francesa, é o caso de Portugal em 1807 e da Rússia em 1812. Afamília real portuguesa transfere a sede do Estado português para o Rio de Janeiro,fugindo das tropas francesas.. A campanha da Rússia: No entanto, na Rússia, Napoleão sofre sérias perdas humanas emilitares, levando à quase total destruição do exército napoleônico devido às estratégiasdo exército russo e ao rigoroso inverno daquele país. Em 1814, forma-se um exércitoconjunto europeu para destruir o exército francês, liquidando Napoleão e seu Império.. O restabelecimento do Antigo Regime na França: Em 1815, Luís XVIII é posto notrono francês pelas tropas vencedoras das guerras. A França ficará sob ocupação militaraté 1820 e as questões territoriais européias serão resolvidas no Congresso de Viena. OAntigo Regime na França tem vida curta, visto que suas bases sociais tinham sidodestruídas.2. O Congresso de Viena e a Santa Aliança:. O Congresso de Viena: Os líderes europeus se reuniram em 1815 em Viena paradecidir o que fazer do mapa geopolítico europeu. Quem dava as cartas no encontro erama Áustria, a Prússia, a Rússia e Inglaterra, os vencedores das guerras napoleônicas.Todos esses quatro países vão anexar territórios e crescer no cenário europeu. A Rússiaque tinha o maior exército da Europa e vários planos expansionistas para o Ocidente,anexa vários territórios na Europa Oriental. Também, a Áustria e a Prússia vão anexaramplas regiões, criando a semente para os grandes impérios centrais, o Alemão e oAustro-Húngaro, existentes na Europa no final do século XIX.. A Santa Aliança: É uma aliança militar constituída inicialmente por Áustria, Prússia eRússia e depois, por Inglaterra e França que visa a repressão de movimentos radicaistais como a Revolução Francesa. Essa aliança foi ativa nas revoluções de 1820, porém3

Activity (399)

You've already reviewed this. Edit your review.
BrunoEduardo liked this
1 hundred thousand reads
Mazlo Danch liked this
janio brasil liked this
Leticia Vieira liked this
Carla Adriana liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->