Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
21Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Marcos 7.24-37 - exegese - Jarbas Hoffimann

Marcos 7.24-37 - exegese - Jarbas Hoffimann

Ratings: (0)|Views: 1,450|Likes:
Published by Jarbas
Exegese do Evangelho de Marcos, capítulo 7, versículos 24 a 37 - estudo bíblico aprofundado.
Exegese do Evangelho de Marcos, capítulo 7, versículos 24 a 37 - estudo bíblico aprofundado.

More info:

Published by: Jarbas on Sep 16, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/11/2014

pdf

text

original

 
 
 pastorjarbas@gmail.com 
 
1
Marcos 7.(24-30)31-37
Jarbas Hoffimann
1. Traduções (na ordem em grego, RC e NTLH)
24
VEkei/qen de.avnasta.j avph/lqen eivj ta.o[ria Tu,rouÅ Kai.eivselqw.n eivj oivki, an ouvde,na h;qelen gnw/nai( kai.ouvk hvdunh,qh laqei/n\
24
E, levantando-se dali, foi para os territórios de Tiro e de Sidom. E, entrando numa casa, queria que ninguém osoubesse, mas não pôde esconder-se,
24
Jesus saiu dali e foi para a região que fica perto da cidade de Tiro. Ele entrou numa casa e não queria quesoubessem que estava ali, mas não pôde se esconder.
25
 avllV euvqu.j avkou,sasa gunh.peri.auvtou/( h-j ei=cen to.quga,trion auvth/j pneu/ma  avka,qarton( evlqou/sa prose,pesen pro.j tou.j po,daj auvtou/\
25
porque uma mulher cuja filha tinha um espírito imundo, ouvindo falar dele, foi e lançou-se aos seus pés.
25
Certa mulher, que tinha uma filha que estava dominada por um espírito mau, ouviu falar a respeito de Jesus. Elaveio e se ajoelhou aos pés dele.
26
h`de.gunh.h=n ~Ellhni,j( Surofoini,kissa tw/ |ge,nei\ kai.hvrw,ta auvto.n i[na to.  daimo,nion evkba,lh|evk th/j qugatro.j auvth/
26
E a mulher era grega, siro-fenícia de nação, e rogava-lhe que expulsasse de sua filha o demônio.
26
Era estrangeira, de nacionalidade siro-fenícia, e pediu que Jesus expulsasse da sua filha o demônio.
27
kai.e;legen auvth/ |\ a; fej prw/ton cortasqh/nai ta.te,kna( ouvga,r evstin kalo.n labei/n to.n a;rton tw/n te,knwn kai.toi/j kunari,oij balei/nÅ
27
Mas Jesus disse-lhe: Deixa primeiro saciar os filhos, porque não convém tomar o pão dos filhos e lançá-lo aoscachorrinhos.
27
Mas Jesus lhe disse: – Deixe que os filhos comam primeiro. Não está certo tirar o pão dos filhos e jogá-lo para os cachorros.
28
h`de.avpekri,qh kai. le,gei auvtw/ |\ ku,rie\ kai.ta.kuna,ria u`poka,tw th/j trape,zhj  evsqi,ousin avpo.tw/n yici,wn tw/n paidi,wnÅ
28
Ela, porém, respondeu e disse-lhe: Sim, Senhor; mas também os cachorrinhos comem, debaixo da mesa, asmigalhas dos filhos.
28
 – Mas, senhor, – respondeu a mulher – até mesmo os cachorrinhos que ficam debaixo da mesa comem asmigalhas de pão que as crianças deixam cair.
29
kai.ei=pen auvth/ |\ dia.tou/ton to.n lo,gon u[page( evxelh,luqen evk th/j qugatro,j sou to.  daimo,nionÅ
29
Então, ele disse-lhe: Por essa palavra, vai; o demônio já saiu de tua filha.
29
Jesus disse: – Por causa dessa resposta você pode voltar para casa; o demônio já saiu da sua filha.
30
kai.avpelqou/sa eivj to.n oi=kon auvth/j eu-ren to.paidi,on beblhme,non evpi.th.n kli,nhn kai.to.daimo,nion evxelhluqo,
30
E, indo ela para sua casa, achou a filha deitada sobre a cama, pois o demônio já tinha saído.
30
Quando a mulher voltou para casa, encontrou a criança deitada na cama; de fato, o demônio tinha saído dela.
 
 
 pastorjarbas@gmail.com 
 
2
31
Kai.pa,lin evxelqw.n evk tw/n o`ri,wn Tu,rou h=lqen dia.Sidw/noj eivj th.n qa,lassan th/j Galilai, aj avna.me,son tw/n o`ri,wn Dekapo,lewjÅ
31
E ele, tornando a sair dos territórios de Tiro e de Sidom, foi até ao mar da Galiléia, pelos confins de Decápolis.
31
Jesus saiu da região que fica perto da cidade de Tiro, passou por Sidom e pela região das Dez Cidades e chegouao lago da Galiléia.
32
Kai.fe,rousin auvtw/ | kwfo.n kai.mogila,lon kai.parakalou/sin auvto.n i[na evpiqh/ |   auvtw/ |th.n cei/raÅ
32
E trouxeram-lhe um surdo, que falava dificilmente, e rogaram-lhe que impusesse as mãos sobre ele.
32
Algumas pessoas trouxeram um homem que era surdo e quase não podia falar e pediram a Jesus que pusesse amão sobre ele.
33
kai.avpolabo,menoj auvto.n avpo.tou/o;clou katV ivdi, an e;balen tou.j daktu,louj auvtou/   eivj ta.w=ta auvtou/kai. ptu,saj h[yato th/j glw,sshj auvtou/(
33
E, tirando-o à parte de entre a multidão, pôs-lhe os dedos nos ouvidos e, cuspindo, tocou-lhe na língua.
33
Jesus o tirou do meio da multidão e pôs os dedos nos ouvidos dele. Em seguida cuspiu e colocou um pouco dasaliva na língua do homem.
34
kai.avnable,yaj eivj to.n ouvrano.n evste,naxen kai.le,gei auvtw/ |\ Effaqa( o[ evstin dianoi,cqhtiÅ
34
E, levantando os olhos ao céu, suspirou e disse: Efatá, isto é, abre-te.
34
Depois olhou para o céu, deu um suspiro profundo e disse ao homem: – “Efatá!” (Isto quer dizer: “Abra-se!”)
35
kai.Îeuvqe,wjÐ hvnoi,ghsan auvtou/ai`avkoai,( kai.evlu,qh o`desmo.j th/j glw,sshj auvtou/  kai.evla,lei ovrqw/
35
E logo se lhe abriram os ouvidos, e a prisão da língua se desfez, e falava perfeitamente.
35
E naquele momento os ouvidos do homem se abriram, a sua língua se soltou, e ele começou a falar semdificuldade.
36
kai.diestei,lato auvtoi/j i[na mhdeni.le,gwsin\ o[son de.auvtoi/j dieste,lleto( auvtoi.  ma/llon perisso,teron evkh,russonÅ
36
E ordenou-lhes que a ninguém o dissessem; mas, quanto mais lho proibia, tanto mais o divulgavam.
36
Jesus ordenou a todos que não contassem para ninguém o que tinha acontecido; porém, quanto mais eleordenava, mais eles falavam do que havia acontecido.
37
kai.u`perperissw/j evxeplh,ssonto le,gontej\ kalw/j pa,nta pepoi,hken( kai.tou.j kwfou.j poiei/avkou, ein kai.Îtou.jÐ avla,louj lalei/
37
E, admirando-se sobremaneira, diziam: Tudo faz bem; faz ouvir os surdos e falar os mudos.
37
E todas as pessoas que o ouviam ficavam muito admiradas e diziam: – Tudo o que faz ele faz bem; ele até mesmo faz com que os surdos ouçam e os mudos falem!
2. Formas mais significativas
v. 24
 avnasta.j
– levantar 
  avph/lqen
– partir, sair 
  eivselqw.n
– sair 
 h;qelen
– desejar, querer 
 
 
 
 pastorjarbas@gmail.com 
 
3
gnw/nai
– saber 
 hvdunh,qh
– poder 
 laqei/n
– estar oculto, escondido
 
v. 25
 avkou,sasa
– ouvir 
 quga,trion
– filha, forma dimin. usada para expressar carinho.
  avka,qarton
– imundo
  evlqou/sa
– ir, vir 
 prose,pesen
– cair por terra
 
v. 26
hvrw,ta
– pedir, rogar 
  evkba,lh|
- jogar fora, expulsar 
 
v. 27
 e;legen
– dizer, falar 
  a; fej
– permitir 
 prw/ton
– primeiro
 cortasqh/nai
– alimentar, passivo: estar farto, estar satisfeito
 labei/n
– tomar 
 kunari,oij
– cachorro, dim. cachorrinho (Mt 15.26. Um cachorro doméstico, de estimação em contraste com umcachorro da rua ou da fazenda.). O dimin. sugere que a referência é aos cachorrinhos que eram guardados comoanimais de estimação.
 balei/n
– jogar 
 
v. 28
 avpekri,qh
– responder 
 u`poka,tw
– debaixo
 yici,wn
– migalha, palavra na forma diminutiva
 
v. 29
u[page
– ir embora, ir (imperativo)
  evxelh,luqen
– sair.
 
v. 30
 avpelqou/sa
- ir 
  eu-ren
– achar 
 beblhme,non
– jogar, passivo: estar jogado
  evxelhluqo,j
– sair, ir embora
 
v. 31
 evxelqw.n
– sair 
 h=lqen
– ir, vir 
 Dekapo,lewj
- Um grupo de dez cidades helenísticas, situando-se quase todas (com exceção de uma) naTransjordânia. A exceção é Citópolis (VT, Bete-Seã), que ficava na extremidade oriental da Planície de Esdraelom, numimportante cruzamento a oeste do Jordão. Uma vez que estas cidades eram compostas principalmente por populações

Activity (21)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Tiago Nogueira added this note
muito bom
Rones liked this
Josué Flores liked this
caefreitas liked this

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->