P. 1
Texto sobre história dos números e sistema de numeração

Texto sobre história dos números e sistema de numeração

Ratings:

4.5

(2)
|Views: 58,697|Likes:
Published by toledoufsj

More info:

Published by: toledoufsj on Sep 17, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/02/2013

pdf

text

original

 
1
 
Prof. José do Carmo Toledo
DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA, ESTATÍSTICA E CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO – DEMAT
Prática de Ensino: Introdução à História da Matemática
Números e Sistemas de Numeração
Este módulo didático é composto de duas partes, a saber:
Parte 1: A origem dos números
 
Uma ideia sobre como surgiu a noçãode número
 
Os primeiros registros de números
 
Contando grandes quantidades
 
Registrando grandes quantidades
 
O sistema de numeração egípcio
 
O sistema de numeração romano
Parte 2:
O nosso sistema de numeração
 
 
O sistema de numeração decimal
 
Agrupando e reagrupando
 
O ábaco
 
Um grande avanço: o valorposicional
 
A necessidade do zero
 
O ábaco e o zero
 
O zero se torna número
 
Comparando os três sistemas denumeraçãoAlém disso, duas unidades de leituras são propostas, a saber:Leitura 1 -
O sistema de numeração decimaltem história
 
 
O desenvolvimento da matemáticaentre os povos antigos
 
A civilização do Vale do Indu
 
O Império Muçulmano e a difusão danumeração hindu
 
"al-Khowarizmi" virou "algarismo"
 
A resistência ao novo
 
Mudanças na escrita dos algarismosLeitura 2 -
Crianças e números
 
 
Senso numérico
 
Experiências com quantidades
 
Outras experiências
 
A escrita dos números pelascrianças
 
O trabalho com o ábaco
 
Sugestões para leitura
 
2
 
PARTE
1
 
Uma ideia sobre como surgiu a noção de número
Quando enfrentamos situações em que queremos saber "quantos", nossa primeiraatitude é contar. Mas os homens que viveram há milhares de anos não conheciam osnúmeros nem sabiam contar. Então como surgiram os números?Para responder a essa pergunta precisamos ter uma idéia de como esses homensviviam e quais eram suas necessidades. Naquele tempo, o homem, para se alimentar,caçava, pescava e colhia frutos; para morar, usava cavernas; para se defender, usavapaus e pedras.Mas esse modo de vida foi-se modificando pouco a pouco. Por exemplo: encontraralimento suficiente para todos os membros de um grupo foi se tornando cada vezmais difícil à medida que a população aumentava e a caça ia se tornando mais rara. Ohomem começou a procurar formas mais seguras e mais eficientes de atender às suasnecessidades.Foi então que ele começou a cultivar plantas e criar animais, surgindo a agricultura e opastoreio, há cerca de 10.000 anos atrás.Os pastores de ovelhas tinham necessidades de controlar os rebanhos. Precisavamsaber se não faltavam ovelhas. Como os pastores podiam saber se alguma ovelha seperdera ou se outras haviam se juntado ao rebanho?Alguns vestígios indicam que os pastores faziam o controle de seu rebanho usandoconjuntos de pedras. Ao soltar as ovelhas, o pastor separava uma pedra para cadaanimal que passava e guardava o monte de pedras.Quando os animais voltavam, o pastor retirava do monte uma pedra para cada ovelhaque passava. Se sobrassem pedras, ficaria sabendo que havia perdido ovelhas. Sefaltassem pedras, saberia que o rebanho havia aumentado. Desta forma mantinhatudo sob controle.
 
3
 
Uma ligação do tipo:
para cada ovelha,uma pedra
chama-se, em Matemática,
correspondência um a um.
 Fazer correspondência um a um éassociar a cada objeto de uma coleçãoum objeto de outra coleção. Como vocêvê, o homem resolveu seus primeirosproblemas de cálculo usando acorrespondência um a um.A correspondência um a um foi um dos passos decisivos para o surgimento da noçãode número. Afinal, alguma coisa em comum existia entre o monte de pedras e o grupode ovelhas: se a quantidade de pedras correspondia exatamente à quantidade deovelhas, esses dois conjuntos tinham uma propriedade comum: o número de ovelhasou pedras.Mas, provavelmente o homem não usou somente pedras para fazer correspondênciaum a um. É muito provável que ele tenha utilizado qualquer coisa que estivesse bem àmão e nada estava mais à mão do que seus próprios dedos. Certamente o homemprimitivo usava também os dedos para fazer contagens, levantando um dedo paracada objeto.Entretanto, surgiu um novo problema: levantar dedos permitia saber, no momento, aquantidade de objetos, mas não permitia guardar essa informação. Era fácil esquecerquantos dedos haviam sido levantados. Separar pedras já permitia guardar ainformação por mais tempo, mas não era muito seguro. Surgiu, portanto, o problemade registrar as quantidades.A seguir, uma questão para ser respondida.
Pergunta:
Imagine que você esteja numa festa-baile. Em que momento é mais fácilsaber se há mais homens ou mais mulheres na festa: quando estão dançando, ouquando a música para e as pessoas estão conversando pelo salão? Por quê?

Activity (58)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Jerusa Costa liked this
ericopires liked this
Monica Gerardi liked this
uilsonjr liked this
Lidiane Sousa liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->