Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
8Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Capitulo_3_2005constituição comentada

Capitulo_3_2005constituição comentada

Ratings: (0)|Views: 1,178 |Likes:
Published by policia militar

More info:

Published by: policia militar on Sep 23, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/30/2013

pdf

text

original

 
Dos Direitos e Garantias Fundamentais23
3
DOS DIREITOS E GARANTIASFUNDAMENTAIS
3.1 APRESENTAÇÃO
Os direitos fundamentais do homem são aqueles oriundos daprópria condição humana e que estão previstos pelo ordenamentoconstitucional. Aliás, esses direitos não podem ser alterados ouabolidos. A própria Constituição proíbe:
“Não será objeto de deliberação a proposta de emenda tendente a abolir: IV – os direitos e garantias individuais” 
(art. 60, § 4.º, IV). Como o textoconstitucional só pode sofrer alterações por meio de Emendas àConstituição, e não sendo possível qualquer proposta tendente aalterar ou a abolir os direitos individuais, certo é que eles jamaisserão suprimidos, a não ser por outra Assembléia NacionalConstituinte. É a chamada cláusula pétrea prevista no artigo supra-transcrito.Além desses direitos, há os remédios constitucionais-processuais, também chamados garantias constitucionais, que são osmeios oferecidos para a proteção dos direitos humanos. Tantos osdireitos como as garantias encontram-se definidos no art. 5.º daConstituição Federal, em número de 73.
 
Direito Constitucional Simplificado24
A natureza deste trabalho não permite, como é compreen-sível, uma análise exaustiva de todos os direitos. Destacaremosalguns deles, seguindo o roteiro da lei constitucional.
3.2 OS DIREITOS INDIVIDUAIS CONSTITUCIONAIS
A lei regula as relações dos homens em sociedade e oEstado tem o dever de amparar e proteger todas as pessoas, sejamelas brasileiras ou estrangeiras. Por conseguinte, constitucional-mente, o Estado garante a todos: a
vida
(o Estado não pode tirar avida do governado, o que talvez, impeça a adoção da pena de morteno Brasil), a
liberdade
(por exemplo, liberdade de locomoção, doexercício profissional, de reunião), a
igualdade
(todos são iguaisperante a lei, sem distinção de sexo, raça, cor, trabalho, religião econvicções políticas), a
segurança
(é proibida a tortura e também ainviolabilidade da moradia, da correspondência), a
 propriedade
 (proteção à propriedade literária, científica e artística, direito àherança). A característica essencial desses direitos individuais é a
inviolabilidade
.A atual Constituição Federal impôs nova ordem ao País,com mudanças profundas nos direitos individuais, as quais podemosverificar, de pronto, pelo elenco dos direitos humanos definidos emseu artigo 5.º. Aliás, os preceitos constitucionais devem ser os maisabrangentes, no tocante aos direitos individuais. Vamos, portanto,reproduzir alguns incisos do referido art. 5.º, fazendo sucintoscomentários.
3.2.1 O homem e a mulher têm direitos e obrigaçõesiguais
Art. 5.º:
“Todos são iguais perante a lei, sem distinção dequalquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aosestrangeiros residentes no País a inviolabilidade do
 
Dos Direitos e Garantias Fundamentais25
 direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes: I – homens e mulheres são iguais em direitos e obrigações, nos termos desta Constituição”.
Quando a artigo supra diz que são invioláveis o direito àvida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade nãosignifica que esteja garantido materialmente tais bens, mas simimpossibilitando o legislador de limitar ou vedar o exercício de umdos direitos aí consagrados.Pessoas com os mesmos direitos ou com os mesmos deveressão tratadas da mesma maneira; pessoas com direitos e deveresdesiguais terão tratamento que lhes corresponda. Para aConstituição, não há distinção entre as pessoas em razão do sexo, dacor, da raça, da religião, da opinião política, da profissão etc. Todosdevem ter as mesmas oportunidades na sociedade.Portanto, homens e mulheres são tratados igualmente noque, por natureza, não são igualáveis. Qualquer favorecimento aohomem ou à mulher, viola o princípio da isonomia.
13
Não haverá,perante a lei, ninguém que não tenha os mesmos direitos dos demais,pois a igualdade é um princípio universal de justiça.
3.2.2 A submissão e o respeito à lei - O princípio dalegalidade
Nossa Constituição Federal consagrou o princípio da legalidade,pelo que se dessume do seu art. 5.º, II,
in verbis
:
“ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude de lei” 
.Esse artigo caracteriza o estado de direito que obriga orespeito à lei. Por isso, obriga os governados a fazer ou deixar de
13
Isonomia = igualdade.

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->