Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
0Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Os pacificadores. A sétima bem-aventurança.

Os pacificadores. A sétima bem-aventurança.

Ratings: (0)|Views: 3 |Likes:
O meu entendimento dessa bem-aventurança, em conclusão, é de que ela se resume em que o pacificador deseja e cria condições para que haja relações justas e saudáveis entre as pessoas, que haja então relações restauradores, salvadoras, pacificadoras, resgatadoras e de filhos e Pai entre elas e Deus. Aqui se vê na prática o amor tridimensional de Cristo: O amor a Deus acima de todas as coisas, o amor a si próprio e o amor ao próximo com o amor que amamos a nós mesmos.
O meu entendimento dessa bem-aventurança, em conclusão, é de que ela se resume em que o pacificador deseja e cria condições para que haja relações justas e saudáveis entre as pessoas, que haja então relações restauradores, salvadoras, pacificadoras, resgatadoras e de filhos e Pai entre elas e Deus. Aqui se vê na prática o amor tridimensional de Cristo: O amor a Deus acima de todas as coisas, o amor a si próprio e o amor ao próximo com o amor que amamos a nós mesmos.

More info:

Published by: Rev. Alcenir Oliveira, MDiv, MBA, BBA & BPA on Jan 22, 2014
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

01/22/2014

pdf

text

original

 
Os pacificadores
. A sétima bem-aventurança
.
Pr. Alcenir Oliveira20/01/2014
“Bem-aventurados os pacificadores, pois serão chamados filhos de Deus”, Mt 5:9.  E a pa de Deus, !ue e"cede todo o entendimento, #uardar$ o cora%ão e a mente de voc&s em 'risto (esus”,  )l *:+.“Dei"o-lhes a  pa a minha pa lhes dou. ão a dou como o mundo a d$. ão se perture o seu cora%ão, nem tenham medo”,  (o /*:0+.
O conteúdo básico da Palavra de Deus a !"blia é a restauraç#o da $a% entre Deus e a &umanidade. 'stá em discuss#o a(ui a $a% nas duas direç)es isto é entre Deus e os &omens e entre os &omens. Por isso é necessário entender como o *ebreu ou o $ovo de +srael entendia a $a% (ue no &ebráico é
“shallom”.
 'm $rimeiro lu,ar a $a% é um cum$rimento usado na Palestina tanto entre udeus (uanto entre os árabes.
1alam
 é a $alavra $a% em árabe. Para o udeu o cum$rimento é
“shallom alleihem”
e $ara o árabe é
“salam al&icum”
a $a% no sentido usado na !"blia si,niica
tudo a!uilo !ue contriui ao em-estar supremo do homem
. #o é a sim$les ausncia de conlito violncia inimi%ade dio &ostilidade. 3ai muito além. uando di%em
“a pa se2a conti#o”
 est#o di%endo (ue deseam (ue os outros seam libertos de tudo (ue &á de ruim (ue recebam e ten&am em suas vidas todas as coisas  boas e deseáveis e com muita ale,ria.'m se,undo lu,ar &á uma ,rande dierença entre os (ue a%em a $a% e os (ue a$enas amam a $a% e n#o a%erm nada. Os ensinos de 5esus 6risto n#o s#o a$enas $ara ad(uirir cultura s#o $ara $7r em $rática. Pa% n#o si,niica n#o a%er nada aceitar tudo $assivamente sem se envolver $or(ue tm medo de (ue as reaç)es ou conlitos (ue resultarem da aç#o e  $ossam ser danosos. 5esus 6risto está im$licando com o (ue di% vamos
“dei"ar como est$ para ver como 3 !ue fica”
. 'le insti,a aos candidatos e aos (ue á s#o il&os do 8eino a enrentar o mal e cortá-lo $ela rai% a $rovocar ou a%er a $a% mesmo (ue se $ossa sair do outro lado com al,uns arran&)es &ematomas e dores musculares. O im$ortante é (ue do outro lado se cum$rimentem e se abracem celebrando a $a% alcançada. ' a(uele (ue $romoveu a $a% recebe o t"tulo em $laca de ouro9
“)ilho de Deus”
. De certa orma 5esus 6risto estava se reerindo a si mesmo : o ;il&o de Deus. A e<$ress#o =
não cutucar a on%a com a vara curta
> n#o se a$lica a(ui im$lica n#o cutucar a onça com a vara curta mas encontrar um meio de levar a onça a cair em uma armadil&a se,ura e ser imobili%ada restaurando o sosse,o e a$a,ando o medo dos (ue se sentiam ameaçados.'m terceiro lu,ar os idiomas sem"ticos (uase n#o tem adetivos. Assim o &ebráico usa
“filho de”
 $ara um substantivo. Por isso na !"blia se di% =
 filho da pa”
 $ara di%er $ac"ico.
 
3ea $or e<em$lo (ue !arnabé oi c&amdo de
 filho da consola%ão
ao invés de
consolador 
. A(ui os $aciicadores ou a(ueles (ue a%em a $a% ser#o c&amados
“filhos de Deus”
. 5esus 6risto o ;il&o de Deus disse (ue nos dei<ava a
 sua
 $a% ou sea a $a% do ;il&o de Deus ou a $a% de Deus (ue e<cede a (ual(uer entendimento &umano. Por mais (ue al,uém ac&e (ue sabe ou entende o (ue é a $a% ainda assim n#o saberá o (ue é a $a% de Deus ;l 49?.Assim esta bem-aventurança nos a$onta $ara trs a$licaç)es. A $rimeira é de (ue o
4pacificador 3 o homem !ue usca todas as maneiras possveis para faer com !ue o mundo  se2a um lu#ar onde todos os homens possam ser felies, por mais insi#nificate e pe!uena !ue  se2a sua a%ão para contriuir para !ue isso aconte%a4 
. Abra#o @incoln disse (ue 
!uando morresse #ostaria !ue os homens dissessem dele !ue ali onde viu uma erva m$, arrancou-a, e plantou em seu lu#ar uma flor, se cresse !ue uma flor poderia crescer na!uele lu#ar 
. A se,unda a$licaç#o é de (ue 5esus está se reerindo também B $a% interior a$ontando o conlito no nosso interior entre o bem e o mal em (ue um atrai $ara um lado e o outro em outra direç#o. Di%-se (ue é como uma ,uerra ,uerra civil interior. Cuerra civil $or(ue é uma ,uerra entre irm#os. Assim o $aciicador é o (ue volta $ara Deus atitude (ue vai $or im a sua luta interior. A terceira a$licaç#o tiramos dos mestres em israel (ue ensinavam (ue a maior virtude de um &omem é o estabelecimento de
rela%6es 2ustas
entre seus semel&antes. Ao ensinar a mesma liç#o 5esus acrescenta (ue a(ueles (ue assim a,em v#o receber a ,rande recom$ensa de serem c&amados il&os de Deus.'m (uarto lu,ar $ensando em como a$licar essa bem-aventurança $ara nossos dias sem ser me $arecer direcionando o ensino $ara sitaç)es con&ecidas de todos encontrei a se,uinte citaç#o9 =
 7$ pessoas !ue sempre são o centro de conflitos, tormentas e lutas. Em !ual!uer lu#ar !ue apare%am, serão vistos implicados em disputas, ou sendo a causa de lutas com outros. 1ão ri#uentos. 7$ pessoas, deste tipo !uase em toda sociedade e em toda i#re2a, e pode afirmar-se sem vacila%ão !ue servem ao diao”
. Craças a Deus e<istem  $essoas transormadas e (ualiicadas no conte<to desta bem-aventuraça. Onde essas re(entam as inimi%ades n#o $ros$eram os abismos nos relacionamentos desa$areceremas brec&as abertas aos conlitos se desa%em e (uando a amar,ura bate B $orta sem$re tm a receita certa $ara adoçar a situaç#o.
Essas pessoas referidas no parágrafo anterior são os filhos de Deus de que trata Jesus Cristo.
 'le os com$ara a ele mesmo cua miss#o oi restaurar a $a% entre Deus e o &omem e entre o &omem e seu semel&ante. Ee$arar os &omens através de conlitos e

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->