Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
147Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher

Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher

Ratings: (0)|Views: 27,076 |Likes:
Published by Enrico Cardoso
O Tema deste projeto monográfico é o retrato de uma sociedade a onde a mulher é vitima de um imperialismo machista que a execrou ao longo da história, a uma condição de inferioridade sem precedentes. História está que, até hoje, é lida nas escrituras sagradas de onde se segue à risca, por parte de alguns povos, o tratamento secundário de submissão dispensado á mulher. A Bíblia, o Alcorão, o código Manu, o código de Hammurabi, todas estas escrituras, que formaram o princípio da nossa humanidade, dispensa a mulher um tratamento de submissão ao homem; fatos estes, descrito no livro, História do Direito Geral e Brasil, de Flávia Lages de Castro, onde, a autora, mostra claramente a inferioridade da mulher, sendo mais forte, este tratamento, nos Paises do Oriente Médio, Índia, onde a mulher é relegada a segundo plano em relação ao homem. Em nossa sociedade tem por prática combater a violência com a própria violência e a família acaba por se tornar alvo desta truculência, principalmente a mulher que fica mais exposta a este tipo de agressão. Vimos através das pesquisas realizadas, que esse assunto transformou - se num sério problema de saúde pública, agravando-se a cada dia mais, mesmo com o advento da Lei 11.340/2006, pois a omissão da denúncia dá ao agressor a sensação de impunidade. Portanto, é público e notório, que os estudiosos do assunto terão de trabalhar a fim de que se tenha uma maior informação e conscientização de que somente denunciando os casos de violência doméstica e familiar, é que poderemos extirpa esse mal de nossa sociedade. A denúncia nos casos de violência doméstica é o principal caminho para a solução do problema. Temos que nos conscientizar que a violência doméstica, quando não denunciada, abre portas para atos mais bárbaros como, por exemplo, os homicídios com requinte de crueldade. Portanto, este assunto deve ser trado de uma maneira explicita e sem formalidades tanto pelos órgãos públicos quanto pela sociedade em geral, pois só enfrentando o problema de frente pode-se-á vislumbra uma saída para o mesmo.
O Tema deste projeto monográfico é o retrato de uma sociedade a onde a mulher é vitima de um imperialismo machista que a execrou ao longo da história, a uma condição de inferioridade sem precedentes. História está que, até hoje, é lida nas escrituras sagradas de onde se segue à risca, por parte de alguns povos, o tratamento secundário de submissão dispensado á mulher. A Bíblia, o Alcorão, o código Manu, o código de Hammurabi, todas estas escrituras, que formaram o princípio da nossa humanidade, dispensa a mulher um tratamento de submissão ao homem; fatos estes, descrito no livro, História do Direito Geral e Brasil, de Flávia Lages de Castro, onde, a autora, mostra claramente a inferioridade da mulher, sendo mais forte, este tratamento, nos Paises do Oriente Médio, Índia, onde a mulher é relegada a segundo plano em relação ao homem. Em nossa sociedade tem por prática combater a violência com a própria violência e a família acaba por se tornar alvo desta truculência, principalmente a mulher que fica mais exposta a este tipo de agressão. Vimos através das pesquisas realizadas, que esse assunto transformou - se num sério problema de saúde pública, agravando-se a cada dia mais, mesmo com o advento da Lei 11.340/2006, pois a omissão da denúncia dá ao agressor a sensação de impunidade. Portanto, é público e notório, que os estudiosos do assunto terão de trabalhar a fim de que se tenha uma maior informação e conscientização de que somente denunciando os casos de violência doméstica e familiar, é que poderemos extirpa esse mal de nossa sociedade. A denúncia nos casos de violência doméstica é o principal caminho para a solução do problema. Temos que nos conscientizar que a violência doméstica, quando não denunciada, abre portas para atos mais bárbaros como, por exemplo, os homicídios com requinte de crueldade. Portanto, este assunto deve ser trado de uma maneira explicita e sem formalidades tanto pelos órgãos públicos quanto pela sociedade em geral, pois só enfrentando o problema de frente pode-se-á vislumbra uma saída para o mesmo.

More info:

Published by: Enrico Cardoso on Sep 25, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/05/2013

pdf

text

original

 
CENTRO UNIVERSITÁRIO GERALDO DI BIASEFUNDAÇÃO EDUCACIONAL ROSEMAR PIMENTELCURSO DE DIREITO
VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E FAMILIAR CONTRA A MULHER 
Geraldo Luiz da Silva
Volta Redonda, 2008
 
CENTRO UNIVERSITÁRIO GERALDO DI BIASEFUNDAÇÃO EDUCACIONAL ROSEMAR PIMENTELCURSO DE DIREITO
VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E FAMILIAR CONTRA A MULHER 
Trabalho elaborado pelo aluno Geraldo Luiz daSilva, do quinto ano do curso de Direito sob aorientação da professora Lucia Studart como parte dos requisitos para conclusão do curso deDireito.
Volta Redonda, 2008
 
VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E FAMILIAR CONTRA A MULHER 
Geraldo Luiz da Silva
Monografia apresentada ao Curso de Direito do Centro Universitário Geraldo di Biase,Campus Aterrado, Volta Redonda, submetida à aprovação da Banca Examinadora como partedos requisitos necessários à obtenção da condição de Graduação em Direito.Aprovado (a) por:
Volta Redonda, 2008
Profª Orientadora Lúcia StudartProfª. Isa da Penha Vale ChiesseProfº. Ricardo F. MaiaGrau

Activity (147)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Gorete Silva liked this
Eliene Meira liked this
Wesley Andreia liked this
Luciana Amaro liked this
Rafaela Gurgel liked this
Laine Santana liked this
Rafaela Gurgel liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->