Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
127Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Conhecendo o PIC 16F877 de 8 Bits

Conhecendo o PIC 16F877 de 8 Bits

Ratings: (0)|Views: 8,557 |Likes:
Published by Nando

More info:

Published by: Nando on Sep 27, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/09/2013

pdf

text

original

 
Programação Daniel Corteletti Aula 2 Página 1/6
Conhecendo oPIC16F877Microcontrolador de 8 bits da Microchip Co.
O microcontrolador PIC16F877 pode ser encontra-do em diversos encapsulamentos:
PDIP, QFP, PLCC
Este modelo (16F877) possui 40 pinos (veja imagemao lado para o encapsulamento PDIP), sendo que des-tes 40 pinos, 7 pinos são usados para alimentação econtrole do mesmo.
PINO 1:
Suporta 3 níveis de tensão. Quando este pinoestiver recebendo 5V, o microcontrolador estará em condições de executar o programa. Quandoeste pino receber 0V (GND), o PIC será “resetado”. Quando este pino receber tensão de 13,4V, oPIC irá entrar em modo gravação.
PINOS 11 e 32:
Alimentação (máximo 5V)
PINOS 12 e 31:
Referência (GND)
PINOS
 
13
 
e
 
14
: Onde estará ligado o resonador externo (cristal de clock).Os demais pinos são conhecidos por I/Os (lê-se Aiôus, e vem do inglês Inputs/Outputs, que significaentradas/saídas). Estas I/Os são agrupadas em PORTs (portos), de no máximo 8 pinos cada (limi-tação pois o componente possui um núcleo de 8 bits).Há um total de 33 I/Os disponíveis, que podem ser configuradas como entradas ou saídas em tem-po de execução.Quando um pino é configurado como ENTRADA, ele podeser conectado a algum sensor para detectar sinais digitaisatravés de variação da tensão de 0 e 5V. Quando um pino éconfigurado como saída, o programa poderá acioná-lo, ecom isso gerar uma corrente baixa (max. 20 mA) com osníveis de tensão de 0V ou 5V.Alguns pinos, porém, possuem outras funções além de se-rem entradas ou saídas digitais. Por exemplo, no diagramaao lado podemos observar que os pinos 2 a 10 (exceto opino 6) são entradas analógicas, e podem ser usados paradetectar uma variação de tensão entre 0V e 5V, transfor-mando esta variação em uma informação binária de 10 bits.Os pinos 39 e 40 também são pinos usados na gravação domicrocontrolador, e os pinos 25 e 26 são usados para co-municação SERIAL padrão RS232. Os pinos 16 e 17 sãopinos geradores de pulso (PWM), que é similar a uma saídaanalógica. Muito útil para controle de velocidade de motores,por exemplo. O pino 6 é um pino usado para contagem rápi-da.
 
Programação Daniel Corteletti Aula 2 Página 2/6
Tradicionalmente conhecemos os pinos do microcontrolador NÃO PELO SEU NÚMERO, mas simpela sua IDENTIFICAÇÃO DE I/0.Os pinos são agrupados em PORTs, sendo:PORTa (com 6 I/Os disponíveis) PORTb (com 8 I/Os disponíveis)PORTc (com 8 I/Os disponíveis) PORTd (com 8 I/Os disponíveis)PORTe (com 3 I/Os disponíveis)EXERCITANDO: Identifique os seguintes recursos no microcontrolador PIC16f877a (qual o númerodo pino no encapsulamento PDIP correspondente)PINO A3: _________________ PINO B7: _________________ PINO C2: _________________ PINO E0: _________________ PINO D6: _________________ PINO D2: _________________ 
Observações importantes:
A letra F (PIC16F877) identifica que o microcontrolador em questão utiliza a tecno-logia FLASH, ou seja, pode ser regravado. Alguns modelos (que utilizam a letra Cno nome, como o PIC16C877) só podem ser gravados uma única vez e são maisbaratos.Outros modelos da família 16 (como o PIC16F870, PIC16F628, PIC16F84, ....)possuem variações em termos de recursos (com mais ou com menos pinos deI/Os, entradas analógicas, memória ROM, memória RAM, etc...), mas todos podemser programados com a mesma linguagem.Modelos da família 18 são mais rápidos e um pouco mais caros, continuando a serde 8 bits.Modelos da família 24 são de 16 bits, e indicados para aplicações que exijam maispoder de processamento.Os microcontroladores PIC são indicados para aplicações mais simples, que nãonecessitem de grande volume de dados manipulados, e que não necessitem pro-cessamento em tempo real de alta performance.Quando transferimos um programa para o microcontrolador, este deve estar emlinguagem de máquina (ARQUIVO HEX), e será armazenado na memória ROM domicrocontrolador. Esta memória não será apagada até que outro programa sejaenviado, mesmo que a alimentação de energia elétrica seja desativada.Exercitando (Responda)1) Quem fabrica o microcontrolador PIC ?2) Quantos pinos de I/O o modelo PIC16F877 possui ?3) O modelo PIC16F877 só é oferecido na versão PDIP ?4) Posso gravar e regravar um PIC quantas vezes eu quiser ?5) Para onde um programa é enviado quando programamos um microcontrola-dor PIC ?6) Um pino do microcontrolador pode acionar diretamente um motor elétricoque consome 100mA ? Por que ?
 
Programação Daniel Corteletti Aula 2 Página 3/6
Descrição detalhada do PIC16F877
Desenvolvido pela MICROCHIP (www.microchip.com)CPU RISC de alta performance, baseado em uma arquiteturaHaward modificada. Suas características mais significativas são:
Opera com somente 35 instruções (ASSEMBLY)
Operações com duração de um único ciclo, exceto pelasinstruções de desvio que consomem dois ciclos de máquina.Cada ciclo equivale a 4 pulsos do circuito oscilador (clock)
Operação em até 20 MHz (20 milhões de pulsos de clock porsegundo = 5 milhões de ciclos de máquina por segundo = 200ns por ciclo)
8 KWords de FlashROM (Word com 14 bits), suportando maisde 8 mil instruções em um programa.
368 Bytes de memória RAM
256 Bytes de memória EEPROM (regravável via software enão volátil)
Capacitado para interrupções com 14 fontes diferentes (timer,contagem, pulso externo, serial, etc...)
Pilha física com 8 níveis de profundidade
Endereçamento direto, indireto e relativo
Power-on Reset, power-on tiimer, oscillator start-up timer
Watch-dog Timer baseado em oscilador RC interno paratratar um possível travamento de software
Opção para proteção de código executável (Ativando-a, não émais possível se ler a memória, evitando a duplicação do có-digo em outro microcontrolador)
Modo SLEEP para poupar energia
Opções diferentes para circuito oscilador
Tecnologia CMOS FLASH/EEPROM de baixo consumo e altavelocidade, permitindo armazenamento não volátil na memó-ria EEPROM interna em tempo de execução.
Programação ICSP (recurso embutido de gravação) atravésde dois pinos, facilitando a gravação do microcontrolador.
Capacidade opcional de gravação com tensão de 5V (LVP)
Opção de depuração in-circuit através de dois pinos
Tensão de trabalho de 2 a 5.5V
Baixo consumo de energia (abaixo de 1mA)
3 timers (2 de 8 bits e 1 de 16 bits)
2 pinos para captura, comparação e módulos PWM
8 canais analógicos para um AD de 10 bits
Porta serial sincrona com SPI (master) e I2C(mater/slave)
Porta serial universal (RS232 ou RS485) com buffer viahardware (2 bytes)
Porta paralela escrava de 8 bits
Detector Brown-out
33 pinos de entrada/saída configuráveis

Activity (127)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
ribcience liked this
Leonardo Vieira liked this
lucapeta liked this
lucapeta liked this
Fabio Veritate liked this
Darlan Tomazoni liked this
Efigenio Nunes liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->