Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
17Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Guimarães Rosa - Um moço muito branco

Guimarães Rosa - Um moço muito branco

Ratings: (0)|Views: 1,234 |Likes:
Published by pehdefigo

More info:

Published by: pehdefigo on Oct 03, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/24/2014

pdf

text

original

 
I,IVIìARIA JOSE
OLYÌVTPIO
EDITORA
apresenta
a
oitava
edição
de
;i{'
ït9'/5
KE
ireita.É"iã"a"
"ò*;;:::i:'.,
íc.
,s...
y.,r
nõú
vê_su
l,
PRIME,IRAS
T,STORIAS
d:
JOAO_
GT]IMARAESROSA
Ím#t
íSrt}
VOLUME
N.o90
RIO
DE
IANEIRO
 
Ãn
t- t-
tu
l
uM
uoÇo
MUITO
BRANCO
um
rn0ç0
muito
branco
A
NOITE
de
11
de
novembro
de
1872.
na
comarca
do
Sêrro
Frio,
em
Minas
Gerais,
deram-se
fatos
depavoroso
suceder,
referidos nas
fôlhas
da
época
e
exarados
nas
Efemérides.
Dito
que
um
fenômenoluminoso
se
proietou
no
espaço,
se$uido
de
estrondos,
ea terra
seabalou,
num
terremotoque
sacudiu
os
altos,
quebrou
e
enfulhou
casas,
remexeuvales,
matou
gente
sem
conta;caiuoutrossim medonhotemporal,com
assombrosa
e
iamais
vista
inundação,subindoas
águas
de
rio e
córregos
a
sessenta
palmosdaplana. Após
os
cataclismos, confirmou-seque
o
terreno,
em
raio
de
légua,mudara
de
feições: só
escombros
de
morros,
grotas
escancaradas,
riachos
longe
transportados,matos reviradospelas
raízes,,solevados
novosmontes
e
rochedos, fazendassoverti-dassem
resto-rolamentosdepedra
e
lama tapando
o
estado
do
"hão.
M"r-o
a
distância
do
aìhoso
arredor,
a
muita
criafura
e
criaçãopereceu,
Soterradas
ou
afogadas.
Outrosvagavam
ao deus-
-dar,nem
sabendo
mais,
no
avêsso,
os caminhos
de
outrora.Donde,
notêrmode
semana,
dia de
São
Félix,
confessor,
o
caso
de
vir
ao
pátio da
Fazenda
do
Casco,
de Hilário
Cordeiro,
comsedequase
dentro da ruado
Arraial
do Oratório, um
coitado
fugi-
tivo
dêsses,
deceúopersuadido
da
fome:
o
môço,
pasmo.
O
que
foiquando
sübitarnente,
e
eramôço
dedistintas
formas, masem
lás-
tima de
condições, sem
o
restante
detrapos
crom
que
se
compor,
peloque enrolado empano,
espécie
de manta
decobrir
cavalos,
achadanãose supõe
onde; e,
assim
em
acanho,
foi
êle
avistado,
de
muito
manhã"aparecendo
e
se
escondendo
por
detrás
do
cer-
cado
das vacas.
Tão branco;
mas
não branquicelo,
senão
que
de
um
branco
leve,
semidouradode
luz:
figurando
terpor
dentro
da
pele
uma
segunda
claridade.
Sobremodo
se
assemelhava
a
êsses
estrangeiros
que
a
gente não deparanem nunca
viu;
fazia
para
99
 
sioutra
raça.sejaque
da
maneiraainda
hoje
se
conta,mastraiìs-
tornadoincerto,
pelo
decorrer
do
tempo,porquantonarrado
por
filhos
ou
netos
dos
que
eram
rapazes,
quer
verque
meninos,
quandoemboahora
o
eonheceram.
Hiìário
Cordeiro,
sendohomem
cordialpara
os
pobres,
ternente
e
bom,e
mais
ainda
nesse
pós-tempo
de
ealamidacle,
emque
pa_
rentes
dêle
mesmo
tinham
sofrido
morte
e arrâsos
totais,não
duvi-dou
em
lhe deferir
hospedamento,cuidandode
adequar_lhe
roupa
e
botinas,
desde
lhe
darode
comer.
Eo
que
era
misterde
bene-
merência,
porquantoo
môço,com
os sustos
e baques,
passara
por
desgraça
extraordinária:
perdida
a
completamemória
de
si,
suapessoa,
além
do
usoda
fala.
Êsse
môço,pois,
para
êle
sendo
igualmatéria
o
futuro
que
opassado?
Nada
o,vi'do,
nãoresponclia,nem
que não,nemque sim;o queera
coisa
de
compaixãoe
lame'tosa.Nem
fizesse
por
entender,
isto é,
entendia,
às vêzes
ao
contrári<.r,
os
gestos.
Dadoque uma
graça
deviade
ter,
não
se
lhe
poclia
pôr outro
nome,não
adivinhado;
nem
se soubesse
deque
geração
fôsse-o
fiÌho
de
nenhum
homem.
De
tanto
que
chegou
lá,
e nosdias,comparecerarn
.s
vários
mo_
radores,
por
sua
causa,
de
há-de
o
que
achassem.
Tonto,
não
era.
aquelaintenção
sonhosa,
o
certo
cansaço
doar.
surpretxrclente,
contudo,
o
que
assaz
observava,resguardado,
até
espreitasse
pormiúcìoos
vezos
de
coisas
e
pessoas;
o
que,porém,melhor
,"
,,i,,
pelo
depois.
Gostou-se
dêle.
euiçá
mais
o
prêto
José
Kakencle,
escravo
meio alforriadode
um
músico
sem
juízo,
e
êle
própriode idéia
conturbada;
porúltimo,
então,
delirado
varriclo,
pelo
fato
de
padecidos
os
grandespavores,
no
lugar
do
Conclaclo:girava
âgora
poraqui
e
aÌi,
a
pronunciar
advertências
e
dcsorbitadas
san-
dices-querendo
pôr
em
pé de
verclade
portcntosaaparição
que
teria
enxergado,
nas
margens
doRiodo
peixe,navésperadas
ca_
tástrofes.
Do
môço,pois, só não
seengraçou,,
antes
<le
abinício
o
malquerendo-e
o
reputandopor vago
e
malfeitor
a
rebuço,
tligno,noutrostempos,
de
degrêdo
em
Áfricae
nos
ferros
de
el-rei_um
chamado
DuarteDias,
pai
da mais
bela
môça,
por
nome
Viviana;edo
qual
se sabiaser homem
de
genio
forte,
alémde maligno
e
r00
iniusto,
sôbreprepotências:
naquele
coração
não
caía nunca uma
chuvinha.Não
se
lhe
deu
exata
atenção.
Mas levaram
o
môço
à
missa,
e êleportou-se,nãofêz modos
de
crer
nem
increr.
Cantoria
e
músicas
docôro,
escutasse,
no
sério
sentimental.
Triste,
dito,
não;
rnas:
comose
conseguisse,
em
si,
mais
saudade
que
as
demais
pessoas,
saudade
inteirada,
asalvo
do
entendimento,
e
que
por
tanto
se
apuravanuma
maior
alegria-
coração
de
cãocomdono.
Seu
sorriso
às
vêzesparava,
referitlo
a
outrolugar, outro
tempo.Sorrindomaiscom
o
rosto,
senão com
osolhos; suposto quenunca
se
lhe viram
osdentes. Padre
Bayão,
antes
de
com êlebondosamente
conferir,
de
improviso
lhe
repre-sentou
diante
o
signo-da-crtrzi
e
êlenãomostrou
o
desagrado
da
matéria.
Estava
nas
altas
atmosferas,
aumentavasua
presença.
'Comparados
com êle,
nós todos,
comuns,
temos os
semblantes
duros e
o
aspecto
de
fa<liga
constante".Traços
ôstes
consigna-
dos
pelo
mesmo
padre,em
carta
de
pun[6
e
firma,
para
teste-
munhodo
esquisito, aocônego Lessa Cadaval,
da
de
Mariana.
Na
qual
iguaÌmente
menção
doprêto
José
Kakende,
que
na
mesma ocasião se
lhe
acercou,
com
altas
e
despauteradas
falas,
porimpor
sua
visão
da beira
do
rio:
.
.
.
"o
rôjo
de
vento
egrandeza
de
nuvern"
em
resplandor,
e
nelq
entrefogo,
semovendo
uma
artimanha
amarelo-escura,
avoante
trerr\
chato
e
redondo,
comredoma
de
vidro
sobreposta,
azulosa,
eque,
pousando,
de
dentro,
desceram
m
Arcanios,
medianterodas,
labaredas
e
rumôres".
B,
com
o
mesmorisonho
José
Kakende,
veio Hilário
Cordeiro
trazendo
de
volta
para
casa
omôço,
numextrato
de
desvêìo,
c.omo
se
o vero
pai
dêle
fôsse.
Mas
àportada igreja
se achava
um
cego,
Nicolau,pedidor,
o
qual,o
môço em o vendo,olhou-o
sem
medida
e
entregaclamente
-contam
que
seus
olhos eram côr-de-rosa!-e
foi
em direifura
a
êle,
dando-lhe
rápidapartícula,
tirada da
algibeira. Ora,
estando
o
cegodebaixo
do
sol,
e corrido de
suor,
a
almas cristãs
devia
decausar
meditação
o
contraste de tantopadecer
o calor do
astro-reiaquêle quenem
as
belezas
da
luzpodia
gozar.
O
cego,apaìpando
a
dádivana mão,
em
guisa
de
cogitaremque
esúrdia
casta
de
moedaela
consistisse,
e
se
disscrtandologoquenenhuma,alevour01

Activity (17)

You've already reviewed this. Edit your review.
RodrigoLopesTorres added this note
"Ele cintilava ausente, aconteceu. E mais nada".
1 thousand reads
1 hundred reads
Aline Ribeiro liked this
Amanda Almeida liked this
Ana Karlla Moura liked this
Minotouro liked this
glauccia liked this
Adriana Arruda liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->