Welcome to Scribd. Sign in or start your free trial to enjoy unlimited e-books, audiobooks & documents.Find out more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword or section
Like this
4Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
SUPERVISORMDDA

SUPERVISORMDDA

Ratings: (0)|Views: 1,015|Likes:
Published by noebauermarcos

More info:

Published by: noebauermarcos on Oct 04, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/20/2013

pdf

text

original

 
MINISTÉRIO DA SAÚDEFUNDAÇÃO NACIONAL DE SAÚDE
MONITORIZAÇÃO DAS DOENÇASDIARRÉICAS AGUDAS
MANUAL DO SUPERVISORMANUAL DO SUPERVISORMANUAL DO SUPERVISORMANUAL DO SUPERVISOR
CENTRO NACIONAL DE EPIDEMIOLOGIA - CENEPI COORDENAÇÃO NACIONAL DE DOENÇAS ENTÉRICAS 
Manual reproduzido pelo
CENTRO DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA"PROF. DR. ALEXANDRE VRANJAC"SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE DE SÃO PAULO
São Paulo, Setembro de 1999 
 
2
INTRODUÇÃO
A diarréia, embora reconhecida como importante causa no quadroda morbi-mortalidade do país, até o presente não teve sua inclusão consoli-dada com sucesso no sistema de Vigilância Epidemiológica. As tentativasrealizadas tem sido pontuais, decorrendo do interesse em analisar algumascaracterísticas ou episódios isolados.As dificuldades em vigiar as doenças diarréicas decorrem, fun-damentalmente, de sua elevada incidência, da inobservância da obrigatorieda-de de notificação de surtos e da aceitação tanto de parte da população leiga,como da maioria dos técnicos, de que a ocorrência da diarréia é "normal" emnosso meio.Independente da etiologia, este agravo tem causado danos glo-bais de grande magnitude ao país. Isto ocorre tanto de forma direta - com orebaixamento das condições de saúde dos indivíduos, em conseqüência dadesidratação, desnutrição crônica e intercorrências; como de forma indireta -se considerarmos o abalo à economia causado pelos custos das internações,perda de horas de trabalho do paciente ou familiar, redução de renda familiar,entre outros.As propostas que foram definidas até o momento têm se mostra-do eficazes apenas no que diz respeito à atenção aos casos, já que a introdu-ção do TRO mudou drasticamente a evolução da doença. Por outro lado, asintervenções mais amplas, de caráter preventivo e promotoras do bem-estar,ainda não estão devidamente contempladas. Aqui se enquadram as medidasde controle epidêmico e de proteção ambiental, que compõem com a assistên-cia o conjunto capaz de realmente controlar este agravo.Por outro lado, a situação atual dos serviços de vigilância epide-miológica, responsáveis pelas informações e análises alimentadoras do siste-ma de saúde, não encoraja a tentativa de desencadear um processo de vigi-lância sobre as doenças diarréicas com todos os seus passos, desde a notifi-cação até a investigação. A magnitude deste agravo por certo congestionariaaqueles serviços que atravessam um momento mais precário, agravado pelatransição determinada pelo processo da necessária municipalização. Há aindaa consciência de que é improdutivo tentar manter informações detalhadas so-bre todo o universo das diarréias. Importa, isto sim, conhecer suas tendênciase manter avaliações contínuas a nível local.Num país onde os recursos são escassos, particularmente osdestinados à saúde, é essencial que os planejadores disponham de informa-ções e diagnósticos bem fundamentados que lhes permitam elaborar propos-tas adequadas, capazes de mudar positivamente o quadro sanitário, e comcusto - benefício aceitável.É premente a necessidade de se organizar um sistema capazde colher, registrar e analisar, com suficiente agilidade os dados referentes asdoenças diarréicas. Para que isto se torne viável em futuro próximo, estasações deverão ser simplificadas e descentralizadas, atendendo aos inte-resses atuais de municipalização da Vigilância Epidemiológica.
 
3A partir destas considerações, surge a decisão de iniciar o pro-cesso de monitorização de doenças diarréicas, capaz de dotar tanto os setoresadministrativos, quanto os operacionais, de instrumentos que permitam conso-lidar conclusões que agilizem as decisões e intervenções eficazes no enfren-tamento ao problema.
OBJETIVO DO CURSO
O sucesso no controle das doenças diarréicas agudas por certodependerá de um sistema bem organizado, capaz de fornecer informaçõesobjetivas e atualizadas, mas não obrigatoriamente de alta complexidade.As interfaces da Vigilância Epidemiológica deverão estar bemdefinidas em relação a outros programas, como o Materno-Infantil, AgentesComunitários de Saúde, Vigilância Sanitária, Saneamento e Educação. Estaintegração, mais do que retórica, deverá ocorrer de fato e contar com uma flui-dez capaz de produzir resultados imediatos e eficazes no que diz respeito àtomada de decisão e definição de ações.O fato novo é que se propõe um planejamento municipalizadoque, embora supervisionado e assessorado pelos níveis estaduais e federal,deverá centrar-se nas necessidades locais e potencializar a capacidade insta-lada dos serviços de saúde.Os dados a serem coletados e as informações geradas deverãoter uma orientação prática, ou seja, servir a propósitos definidos resultantes daanálise preliminar da situação local no que tange a aspectos geográficos, de-mográficos, sócio-econômicos, culturais e à rede assistencial.Estas considerações devem deixar claro que não está nascendoum novo programa de normas rígidas e pré-definidas, e sim um procedimentoalternativo, inserido na vigilância epidemiológica que tenta respeitar os regio-nalismos sem perder de vista determinadas orientações homogeneizadorasque permitam a composição de um quadro da situação nacional das doençasdiarréicas. Este procedimento que está sendo proposto é a monitorização, cujaimplantação inicia-se a partir deste momento.Antecedendo o início da implantação da monitorização propria-mente dita, mas já fazendo parte do seu processo, desenvolver-se-á o Cursopara Supervisores de Monitorização de Doenças Diarréicas Agudas. Esta seráa oportunidade de estabelecer-se a discussão sobre os pontos de maior realceda proposta, além de explaná-la àqueles que serão os responsáveis pelo seuacompanhamento ao nível dos estados.Desta forma, o presente curso se propõe a capacitar os futurossupervisores para:

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->